Somos Todos Latinos: canções originais

por Marcelo Costa

Primeiro grande passo do Scream & Yell para chamar a atenção de brasileiros para a excelente música produzida na América Latina, “Somos Todos Latinos”, coletânea produzida por Leonardo Vinhas, ganhou apoio de Herbert Vianna, que enviou um vídeo ressaltando a importância do projeto, e de vários músicos homenageados, que se assumiram emocionados com as versões. Agora é hora de conhecer as versões originais que inspiraram os músicos brasileiros em suas recriações e se aprofundar um pouco mais na história de cada uma dessas canções e de seus autores e interpretes. Quem ainda não baixou “Somos Todos Latinos” pode fazer o download gratuito aqui. Abaixo temos as canções originais e ao lado as versões do álbum “Somos Todos Latinos”. Divirta-se. #SomosTodosLatinos

“Todas las Hojas Son del Viento “, Pescado Rabioso

Luis Alberto Spinetta é considerado por muitos o pai do rock argentino. Sua carreira começou no quarteto Almond, que lançou seu incensado álbum de estreia , “Almendra “, em 1969, e sucumbiu após o segundo disco, “Almendra II” (1970). Spinetta estreou solo em 1971 com “Y sus amigos Spinettalandia”. Considerado seu segundo álbum solo (e um dos melhores do rock argentino em todos os tempos), “Artaud”, de 1973, é creditado ao projeto Pescado Rabioso, e é aberto com “Todas las Hojas Son del Viento “, que aparece em “Somos Todos Latinos” numa versão de Nevilton. Luis Alberto Spinetta faleceu em 2012 aos 62 anos deixando uma vasta discografia que merece ser descoberta.

Saiba mais: http://www.jardindegente.com.ar/

************

“Ver en la Oscuridad”, Deluxe

Deluxe é o codinome que o espanhol Xoel López escolheu para lançar seus primeiros trabalhos no começo deste século. De 2001 pra cá, Xoel lançou seis álbuns assinando como Deluxe, mais “Atlantic” (2012), primeiro disco com seu nome na capa. “Ver el la Oscuridad” está presente no quinto álbum do Deluxe, “Fin de un Viaje Infinito” (2007), e Xoel López está prestes a começar a trabalhar seu novo álbum, com lançamento previsto para o primeiro semestre de 2015.

Saiba mais: http://www.xoel.com

************

“En Campo El Ciudad”, Franny Glass

Franny Glass é o projeto solo do músico uruguaio Gonzalo Deniz (Montevidéu, Uruguai, 1986), que, além de sua discografia solo, é vocalista do grupo Mersey. Sua estreia solo se deu em “Con La Mente Perdida en Intereses Secretos” (2007), e “En Campo El Ciudad”, escolhida por Dé Palmeira para o tributo “Somos Todos Latinos”, está presente em “Planes” (ouça o disco aqui), seu quinto álbum, lançado em agosto de 2014.

Saiba mais: http://frannyglass.com/

************

“De Nosotros Dos”, Eduardo Mateo

Um dos maiores nomes da música uruguaia, Eduardo Mateo (1940/1990) não viu o sucesso de massa quando vivo, ainda que sua obra não tenha circulado em um ambiente intimo, com fãs, amigos e, principalmente, outros músicos absorvendo sua influência. “De Nosotros Dos” está presente na importante estreia “Mateo Solo Bien Se Lame”l, de 1972, um disco que influenciou gerações de músicos devido à combinação de música popular uruguaia com rock.

************

“Loca”, Chico Trujillo

Importante representante chileno da mescla de cumbia, ska, reggae e rock, o grupo Chico Trujillo foi montado em 1999, e o primeiro disco, “Chico Trujillo y la Señora Imaginacion” (2001), ganhou lançamento na Alemanha. “Loca” está presente em “Plato Único Bailable”, o terceiro álbum dos chilenos, lançado em 2008. De lá pra cá, o grupo já lançou mais quatro álbuns, com destaque para o ao vivo “Vivito y Coleando” (CD + DVD) e, principalmente, “Gran Pecador” (2012).

Saiba mais: http://chicotrujillo.com/

************

“Maligno”, Aterciopelados

Um dos grandes nomes da música colombiana, o Aterciopelados é composto essencialmente pelo multi-instrumentista Hector Buitrago e pela vocalista e guitarrista Andrea Echeverri, com colaboradores diferentes a cada álbum. “Maligno” é a terceira faixa de “Caribe Atómico” (1998), quarto álbum do duo. “Río”, o último trabalho deles, saiu em 2008, e de lá pra cá tanto Hector quanto Andrea tem se dedicados a projetos paralelos. Andrea, inclusive, conversou com o Scream & Yell em 2012 afirmando: “Sou uma rock star” (leia a entrevista)

Saiba mais: http://www.aterciopelados.com/

************

“La Edad del Cielo”, Jorge Drexler

Jorge Drexler (Montevideo, 1964) é um cantor, médico e compositor uruguaio, muito conhecido pela sua canção “Al Otro Lado Del Río”, a primeira música em espanhol a vencer o Oscar de Melhor Canção Original. A parte disso, Jorge Drexler tem uma carreira já vasta que já conta com 13 álbuns e diversas parcerias com músicos brasileiros. “La Edad del Cielo” é a canção que nomeia seu oitavo álbum, lançado em 2004, e já tinha ganhado uma versão em português, por Paulinho Moska. Seu trabalho mais recente é “Bailar en la Cueva”, de 2014.

Saiba mais: http://www.jorgedrexler.com/

************

“La Maza”, Silvio Rodrigues

Como pontuou Leonardo Vinhas no faixa a faixa especial do álbum “Somos Todos Latinos”, embora “La Maza” seja “de autoria do cubano Silvio Rodriguez”, composta em 1979, “essa chacarera é mais conhecida na gravação da argentina Mercedes Sosa”, presente no álbum “Mercedes Sosa”, de 1983. Não demorou para a canção se transformar em um hino a ponto de Sosa regrava-la várias vezes durante a carreira, uma delas, inclusive, em 2009 acompanhada de Shakira, que incluiu a música em seu repertório.

Saiba mais: http://www.mercedessosa.org/

************

“Vivir y Olvidar”, Impermeables

Quarta canção de “Musica Para Tormentas” (2008), único álbum dos Impermeables (ouça aqui), grupo de indie power pop de Buenos Aires comandado por Ale Lago, que após o fim do grupo, em 2010, montou o Azul Perro, depois transformado em Autopista, que disponibilizou para download gratuito em 2013 seu debute, “Tan Sensacional” (link abaixo), e segue na ativa.

Saiba mais: http://autopista.bandcamp.com/

************

“Té para Tres”, Soda Stereo

Mais do que um grupo de rock argentino, uma religião, o Soda Stereo erigiu uma discografia clássica durante os anos 80, que foi ficando cada vez mais experimental. Gravado em Miami, lançado em agosto de 1990 e constantemente apontado como um dos álbuns latinos mais importantes da história, “Canção Animal” (quinto disco do Soda) traz Gustavo Cerati e cia pagando tributo ao rock ríspido dos anos 70. O resultado foram sete singles frequentando as rádios, um hino (“De Música Ligeira”) e vários clássicos, entre eles “Té para Tres”, segundo videoclipe retirado do álbum. Após sofrer um AVC em 2010 e passar quatro anos em coma, Gustavo Cerati veio a falecer em 2014.

Saiba mais: http://www.sodastereo.com/

************

“Más o Menos Bien”, El Mato a un Policia Motorizado

Surgido em 2003 em La Plata, Argentina, e içado a ícone cult do novo rock portenho após uma trilogia memorável de EPs (“Navidad de Reserva”, de 2005, “Un Millón de Euros”, de 2006, e “Dia de los Muertos”, de 2008), o El Mato é um dos nomes apaixonantes do rock latino atual, fato reiterado por “La Dinastia Scorpio” (2012), álbum lançado em 2012 que mantém a estrutura econômica das canções e um lirismo comovente nas letras e melodias (como pode se ouvir em “Más o Menos Bien”). O vocalista e baixista Santi Motorizado conversou com o Scream & Yell em 2014, quando disse: “Em dado momento as letras deixam de ser minhas e passam a ser de todos aqueles que se apropriam delas” (leia a entrevista).

Saiba mais: http://www.elmato.com.ar/

************

“Va a Escampar”, La Vela Puerca

Formada em 1995 em Montevidéu, a La Vela Puerca é um octeto que já conta com oito álbuns em sua discografia, turnês pela Europa e fãs fieis. “Va a Escampar”, um dos grandes hits da banda, está presente no álbum “A Contraluz”, produzido por Gustavo Santaolalla e lançado em 2003. O trabalho mais recente dos uruguaios é “Érase”, lançado em 2014 e definido por Leonardo Vinhas como a “celebração de um grande momento”. O grupo conversou com o Scream & Yell em 2013 (leia a entrevista).

Saiba mais: http://www.velapuerca.com/

************

“El Fantasma”, Arbol

Formado em 1994 em Buenos Aires, e encerrando as atividades de 2010 após sete álbuns de sucesso, o Arbol era notável na mescla de rock, punk, rap, funk, reggae e chacarera. “El Fantasma” está presente no quarto álbum do grupo, “Guau”, de 2004. “No me Etiquetes” (2009) foi o último registro do Arbol, mas vale prestar atenção no trabalho de Edu Schmidt (voz, violino e charango no Arbol), que em 2014 liberou para download gratuito no Bandcamp seu segundo disco solo, “Chocho” (baixe aqui). Em 2007, Edu Schmidt conversou com o Scream & Yell: “Eu gosto muito de Arnaldo Antunes, Caetano, e os mais clássicos… Agora ando escutando casualmente muito Lenine: “Dólares, Dolores”… Está muito bom!” (leia a entrevista)

Saiba mais: https://www.facebook.com/arboloficial

************

“Nueva Era”, Daniel Melero

Daniel Melero é um cantautor argentino que lançou seu primeiro disco solo, “Conga”, em 1988, e que de lá pra cá já soma mais de 20 lançamentos (alguns divididos com gente como Gustavo Cerati, Carlos Cutaia e Babasonicos). “Nueva Era” está presenta no elogiado álbum “X”, lançado em 2009. Seu trabalho mais recente é “Disco”, de 2014.

Saiba mais: http://www.danielmelero.net

************

“Chica Rutera”, El Mato a un Policia Motorizado

Outra canção do grupo de La Plata, “Chica Rutera” é a canção que abre o EP “Un Millón de Euros”, de 2006, osegundo da elogiada trilogia de extended plays do El Mato. Os três EPs mais os álbuns “El mató a un policía motorizado” (2004) e “La Dinastia Scorpio” (2012) e os singles (com faixas extras) “Chica de Oro” e “Mujeres Bellas y Fuertes” (ambos de 2012) estão disponíveis para audição no Bandcamp da banda (link abaixo).

Saiba mais: http://elmatoaunpoliciamotorizado.bandcamp.com/music

************

“La Ruta del Tentempié”, Charly Garcia

Faixa que encerra o tributo “Somos Todos Latinos”, “La Ruta Del Tentempié também é a canção derradeira de “Parte de La Religión”, quarto álbum solo de Charly Garcia, lançado em 1987, que conta com Os Paralamas do Sucesso acompanhando Charly em uma canção (“Rap De Las Hormigas”) e Paula Toller cantando em outra (“Buscando un Símbolo de Paz”). O lançamento mais recente de Charly Garcia (63 anos) é “60/60”, de 2012, um box com três CDs e três DVDs que registram shows no final de 2011 em Buenos Aires.

Saiba mais: http://www.charlygarcia.com.ar/

************

FAÇA O DOWNLOAD GRATUITO DE “SOMOS TODOS LATINOS” AQUI

************

************

– Marcelo Costa (@screamyell) é editor do Scream & Yell e assina a Calmantes com Champagne
– Leonardo Vinhas (@leovinhas) assina a seção Conexão Latina (aqui) no Scream & Yell.

Outros discos para download no Scream & Yell
– “Espelho Retrovisor”, um tributo aos 30 anos dos Engenheiros do Hawaii (aqui)
– “Ainda Somos os Mesmos”, um tributo ao álbum “Alucinação”, de Belchior (aqui)
– “De Lá Não Ando Só”, terceiro álbum dos mineiros da Transmissor (aqui)
– Walverdes ao vivo no Asteroid Bar (aqui)
– “Natália Matos”, o disco de estreia da cantora paraense (aqui)
– “Projeto Visto I e II”: brasileiros e portugueses juntos em dois EPs (aqui)
– Download gratuito: diversos álbuns liberados pelos próprios artistas (aqui)

Leia também:
– Molina Y Los Cosmicos: a única maneira de viver de música no Uruguai é ser professor (aqui)
– Três discos lançados em 2014: El Cuarteto de Nos, La Vela Puerca e Andrés Correa (aqui)
– Crema del Cielo: “É difícil entrar no circuito seja você de Buenos Aires ou não” (aqui)
– Cinco acústicos da MTV Latina para assistir online na integra (aqui)
– Cinco músicas para entender… Los Fabulosos Cadillacs  (aqui)
– Café Tacvba: “Talvez estejamos numa etapa mais épica em nossas vidas” (aqui)
– Bestia Bebe: Espírito de intimidade e camaradagem traduzido em música (aqui)
– Um dos nomes mais celebrados do rock independente argentino: Valle de Muñecas (aqui)
– Fito Paez: “Importante é a relação construída com as pessoas” (aqui)
– João Barone: “Charly García e Fito Páez influenciaram Herbert mais que qualquer artista (aqui)

6 thoughts on “Somos Todos Latinos: canções originais

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.