Três perguntas: John Ulhoa

por Marcelo Costa

Aproveitando o gancho da canção do Pato Fu regravada por Giancarlo Rufatto no recém-lançado EP “Record Store Day 2013”, enviei três perguntinhas rápidas para John Ulhoa, que falou um pouco sobre a versão de “Quase” assinada pelo Rufatto (saiba mais sobre o EP e baixe-o aqui), sobre o Record Store Day e avisa: vem algo novo do Pato Fu pra logo. Confira.

Ps. Peço desculpas por desafinar a canção do John no vídeo abaixo…

“Isopor” é um disco forte, com um som encorpado, e termina com “Quase”, uma das duas canções que você canta no álbum, a mais suave. Por que vocês optaram por fechar o álbum com ela? E o que você achou da versão do Giancarlo Ruffato?
Acho que “Quase” se encaixa naquela categoria “chill out” de fim de disco, a música mais suave, sempre pro final. Nunca foi um hit, mas tem seus admiradores. Estou sempre recebendo pedidos pra tocá-la ao vivo. Acho que é pelo clima meio de valsa pop achada no lixo e sempre temos um coral dos losers (incluindo eu) no final. A versão do Giancarlo é bem legal, mantém o clima meio lo-fi e largado dos instrumentos… congrats!

Você ainda compra discos de vinil? E CDs? O que você acha do Record Store Day?
Vinil não… eu ganho alguns, hehe. Tenho onde escutar em casa, mas não tenho esse fetiche, não. CDs ainda compro, mas em lojas na internet, a maioria das vezes. Sinto falta das lojinhas de discos, aquela tentação… Não conheço o Record Store Day, perdoem esse fariseu aqui. É uma celebração dessa cultura musica/loja/objetos musicais físicos? Boa celebração, se for.

E o Pato Fu: já há planos para o novo disco? O que podemos esperar?
Eu terminei a pouco a trilha do “Aventuras de Alice no País das Maravilhas”, peça de teatro de bonecos do Giramundo. Trabalho gigantesco. Estreou 11/04 em BH. Agora vamos pensar um bocado em Pato Fu, e virá algo novo.

Leia também:
– Discografia Comentada do Pato Fu, por Tiago Agostini (aqui)
– Entrevista: John Ulhoa -> “Como essa porra deu certo?”(aqui)
– Pato Fu libera vídeos em site especial, por Marcelo Costa (aqui)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.