Black Sabbath, U2 e Spiritualized

por Marcelo Costa

“Black Sabbath” e “Paranoid” Deluxe Edition, Black Sabbath (Universal)
Lançados em 1970 (“Black Sabbath” em fevereiro e “Paranoid” em setembro), os dois primeiros álbuns clássicos do Sabbath retornam ao mercado em versões remasterizadas e ampliadas, com encarte caprichado, mas poucas novidades no quesito musical. Juntas, as duas edições (“Black Sabbath” em dois CDs, “Paranoid” em dois CDs mais um DVD) compilam sete versões instrumentais (“War Pigs”, você pode imaginar, é fodona), três outtakes curiosos, mas que não se diferenciam tanto das versões originais (como “Black Sabbath”, a música, sem as trovoadas no começo – ela também surge em versão instrumental) versões alternativas (a primeira parte de “Warning”, a introdução de “Sleeping Village”) e um b-side que entrou na versão americana do primeiro álbum, “Wicked World”. Os destaques são “Planet Caravan” (com Ozzy sem efeito na voz – ficou ótima) e, principalmente, “Paranoid”, as duas com letras diferentes. O DVD que acompanha o segundo álbum traz o mix quadrifônico de 1974. Os discos originais são nota 10. As Deluxe, 9,5.

Preço em média: “Black Sabbath” – R$ 70 (importado) / “Paranoid” – R$ 90 (importado)
Nota: 9,5

“The Unforgettable Fire –25th Anniversary Edition”, U2 (Universal)
Em março de 1984, o U2 se alojou em um castelo para compor e gravar seu quarto disco. O sucesso repentino de “War” os transformou na bola da vez. Brian Eno e Daniel Lanois foram escolhidos para diluir o pós punk funcional dos primeiros álbuns e formatar a sonoridade U2, abstrata e etérea, que o mundo viria a celebrar. “Bad” é Top Ten da banda. Esta reedição traz um CD bônus com 16 faixas – b-sides (“Love Comes Tumbling”, “The Three Sunrises”), remixes (“Wire – Celtic Dub Mix” saiu numa compilação da NME) e números ao vivo além de sobras de estúdio (“Disappearing Act” e “Yoshino Blossom”) que são melhores que os últimos discos do quarteto –, um livreto e um envelope com fotos de Anton Corbijn, mas o destaque é o DVD, que junta clipes, faixas ao vivo (no Live Aid e na turnê da Anistia Internacional) e um documentário precioso das gravações, que flagra um Bono caipira, pretensioso e messiânico desafinando horrores, mas seguro de que o mundo seria seu. O disco original era nota 8. Essa reedição gringa, 10.

Preço em média: R$ 150 (Deluxe Edition acima importada) / R$ 50 (CD duplo nacional)
Nota: 10

Leia também
– Os três primeiros do U2 em versão deluxe, por Marcelo Costa (aqui)
– U2 ao vivo em Los Angeles via Youtube, por Marcelo Costa (aqui)

“Ladies and Gentlemen We Are Floating in Space Deluxe”, Spiritualized (Sony)
Esta pequena obra prima chegou às lojas em junho de 1997 numa embalagem de remédio, com direito a bula, que receitava seu uso no tratamento do coração e da alma. O tempo passou, o remédio virou tarja preta, mas continua medicando corações frágeis. Jason Pierce tenta negar, em vão, mas a inspiração velada do álbum foi o fim de seu relacionamento com Kate Radley, então tecladista da banda, que logo depois se casou secretamente com Richard Ashcroft, vocalista do The Verve. Pierce soa didático nesta reedição tripla (com a dosagem dividida em três tabletes de 60 minutos) ao juntar demos, takes experimentais e separar instrumentos para mostrar como construiu sua sinfonia de (des)amor. “Broken Heart”, por exemplo, era linda desde o primeiro rascunho. A faixa título surge agora em seu arranjo final, com acréscimo da citação lírica de “Can’t Help Falling In Love”, suprimida da versão do álbum original no último momento (por receio de processos por direito autoral). Tem gente que se mata por amor. Outros fazem da dor algo dolorosamente belo. Jason Pierce faz parte do segundo grupo. Ainda bem.

Preço em média: R$ 150 (Tablet Edition com três CDs – importada)
R$ 500 (Edição Limitada com doze mini CDs – importada) aqui
Nota: 10

Leia também
“Songs In A&E”, Spiritualized, por Marcelo Costa (aqui)
– Spiritualized ao vivo em Benicassim, 2008, por Marcelo Costa (aqui)

19 thoughts on “Black Sabbath, U2 e Spiritualized

  1. Cara, ladies and Gentlemen é imbatível. Dor, desamor e procura por redenção (perdoem o clichê) transformadas em canções-pípulas que são um puta remédio pra alma. Difícil descrever o que é esse disco, uma das coisas mais perfeitas desde sempre. Salve Jason Pierce. MÚSICA PRA SER OUVIDA SEMPRE.

  2. Pena não estar sobrando alguns “trocados”, porque essas duas edições de luxo do Sabbath e a do melhor disco do Spiritualized, são maravilhosos objetos de consumo. Já a edição de aniversário desse play do U2….ahnnn…dispenso.

  3. Na minha próxima viagem a São Paulo voltarei com os Sabbath e o U2 (já comprei as demais edições de luxo deles, inclusive a box similar do Joshua Tree). A edição de luxo dos irlandeses que mais estou aguardando é a do Achtung Baby, meu disco favorito deles.

  4. Marcelo, só por curisosidade, onde encontrou, site ou loja, a box do U2 por 150? É que encontrei por mais do dobro do preço em alguns sites. Abraço.

  5. Rogerio, encontrei na Amazon. Ele está saindo por 62 dolares lá, mas nos sellers, aquelas lojas cadastradas pela Amazon, ela sai até por 46 dolares. Com frete (uns 6 dolares), sai por 52 no total. Ou seja, se não taxar, o box sai por menos de R$ 100. Se taxar (o que sempre é uma loteria – o meu não taxou), mais 60%, e ai dá uns R$ 150. Da uma olhada:

    http://www.amazon.com/Unforgettable-Fire-Super-Deluxe-2CD/dp/B002JTHFUS/ref=sr_1_1?ie=UTF8&s=music&qid=1268327755&sr=8-1

  6. Porra, Marcelo…

    Quer dizer que (para você, para você…; Chato ter que enfatizar isso) esse ótimo disco do Spiritualized é nota 10 e Unforgettable Fire é 8? Carai…

    Um disco com A Sort of Homecoming, Pride, Wire (pedradaça do U2), Unforgettable Fire, Bad e Indian Summer Sky – todas, na verdade – não pode ser nota 8, ainda mais em dias canhestros como esses…

    Bem… É evidente que respeito muito sua opinião, e você sabe disso.

  7. Exatamente, Ismael: por ser ao vivo ele não entra na contagem da discografia de estúdio. No entanto, as quatro músicas do EP “Wide Awake in America”, que chegou a ser lançado em vinil no Brasil, foram inclusas no CD bônus deste “The Unforgettable Fire –25th Anniversary Edition”.

    O “Under a blood red sky” também foi reeditado remasterizado, sem acréscimo de canções, mas com o DVD acompanhando.

  8. Muito obrigado, Mac. Em sites nacionais cheguei a encontrá-la por 400 reais. Um absurdo. Eu nunca comprei pela Amazon. Vou tentar. Abraço.

  9. Esse do Spiritualized é um negócio tão lindo que quando eu fui na HMV o vendedor me disse que um amigo dele tinha comprado dois: um pra abrir e (talvez) usar, outro pra deixar fechado no modo contemplação. Foda. As reedições do Pulp (His ‘n’ Hers, Different Class e This is Hardcore) tão lindas também.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.