Contos Musicais: “Bizarre Love Triangle”

de Ismael Machado

Eu fiquei mexendo no gelo com o canudinho. Encostada na parede, esperava. As luzes piscavam fortes e a turma toda dançava. Do outro lado do salão meio escuro ela veio. Passou a noite me olhando de longe. Agora vinha vencendo pernas e braços e se aproximando.

– Aproveitei que teu namorado te deixou sozinha.

– Foi pegar mais caipirinha.

Ela sorriu quando tomou o copo de plástico de minha mão e pôs o canudinho com minha mancha de batom nele.

– Não tem mais nada aí.

– Tem um pouco de ti.

Meu namorado retornou com dois copos na mão. Olhou curioso para ela.

– Essa é a…

Ela me interrompeu e se apresentou, dando um beijo no rosto dele. Depois ela sugeriu que fôssemos dançar. Os três.

Meu namorado não dança.

Eu e ela fomos para o centro da pista.

Ela dançava sorrindo pra mim. Disse, falando pertinho do meu ouvido que o dj era amigo dela. E ia pedir uma música para nós.

Fiquei sozinha no meio do salão. Meu namorado me fez um sinal. Ela cochichava algo com o dj.

Meu namorado veio em minha direção. Ela também. E quando os dois estavam bem pertinho, a música começou. Ela abriu um riso largo. E dançamos “Bizarre Love Triangle”.

– Ismael Machado é escritor, roteirista e diretor audiovisual. Publicou cinco livros e é ganhador de 12 prêmios jornalísticos. Roteirista dos longas documentários “Soldados do Araguaia” e “Na Fronteira do Fim do Mundo” e da série documental “Ubuntu, a partilha quilombola“.

LEIA OUTROS CONTOS MUSICAIS DE ISMAEL MACHADO

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.