Faixa a faixa: “Jardinando”, Aletrix

por Marcelo Costa

Desde 2013 que o produtor Alê Lima circula pelo underground de São Paulo com seu Aletrix, quarteto que une doses cavalares de barulho com muito bom humor, como se o mestre Rogerio Skylab deixasse as tensões sexuais de lado e focasse na comédia do dia a dia. O título do disco de estreia do Aletrix (lançando em vinil amarelo!) dá uma boa ideia da farra: “Herpes aos Hipsters” (2013). Entre as canções, “homenagens” a ex-BBBs, DJ nerds, UFC e a um maravilhoso milk shake que engorda só de olhar.

Seis anos depois e o Aletrix está de volta com seu som repetidamente identificado como uma mistura de “parece anos 80″ com “parece anos 90”. A formação segue quase a mesma: Alê na voz e guitarra, Alexandre Lemos na guitarra, Mia Manson no baixo e, agora, Matheus Souza na bateria. Após um ano dividido entre gravações e fisioterapia intensa (resultado de um cômico acidente com patinete elétrico – bom lembrar que no disco de estreia Alê sarreia a si próprio em “Debut do Aletrix”), o recuperado Aletrix apresenta o EP “Jardinando”.

São seis faixas em menos de 18 minutos abertos com duas porradas movidas a guitarras serra elétrica e um cover festeiro de “I’m a Moody Guy”, rockabilly de 1961 de Shane Fenton and the Fentones, que conta com as mãos de Emily Dolan Davies (Bryan Ferry, The Darkness e Tricky, entre outros) nas baquetas. A outra faixa nova, “Ainda na Cama”, alterna silêncio e esporro. Abaixo, Alê comenta as seis faixas de “Jardinando”, e convida todos a festejar loucamente o novo EP, com total distanciamento, claro.

01) Jardinando
Alguém recém fascinado pelos mistérios do mundo da jardinagem busca num especialista ensinamentos e soluções para deixar de matar afogadas suas orquídeas. A experiente autoridade oferece seu método mórbido de usar um adubo especial a base de ossos de esquilos. Depois de mostrar suas medalhas, conta também sobre seu hábito de tomar longos banhos com sangue de golfinhos.

02) Hora da Selfie
Sofrendo das inconveniências causadas por uma grave conjuntivite, o narrador nos conta suas recentes infelicidades ao ser convidado para tirar selfies. Não querendo desapontar, ele aceita e segue contaminando seus amigos.

03) I’m a Moody Guy
Cover punk rock do inesquecível clássico rockabilly de 61, do inglês Shane Fenton, numa versão de fazer pessoas desejarem usar camisetas dos Ramones. Na bateria, a participação especial de Emily Dolan Davies (Bryan Ferry, The Darkness).

04) Ainda na Cama
Ainda na cama, ao usar o celular logo ao acordar, nosso protagonista é agredido por um excesso de informações como ofertas, memes de política, fake news e opiniões contraditórias de pseudo-moralistas. Três questões são apresentadas pela letra: 01) Não é curioso tanta campanha política ter uma uma parte da verba destinada a criação de memes? 02) Não é curioso tantos “defensores da vida e do feto” odiarem qualquer feto que não cresça hétero? 03) Porque que me exponho a tanta informação tosca ainda na cama???

05) Dendrobium Mania – Instrumental Mix
Versão instrumental da faixa também lançada em 2020, que contava sobre jardinar desenfreadamente na própria lavanderia em tempos de isolamento. Uma mix especial para se divertir numa sessão de karaokê a qualquer hora, com amigos, a sós ou com seu animal preferido.

06) Jardinando – Cochonilha Mix 2018
Primeira versão da música “Jardinando”, ainda em desenvolvimento, mais lenta e com um arranjo diferente, mixada pelo lendário produtor Kramer (ex-baixista do Butthole Surfers, também conhecido por seu trabalho incluso na trilha do filme “Pulp Fiction”).

– Marcelo Costa (@screamyell) é editor do Scream & Yell e assina o blog Calmantes com Champagne

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.