Boteco: três cervejas da Box Steam Brewery

por Marcelo Costa

Abrindo um trio de cervejas da Box Steam Brewery, cervejaria novata que abriu as portas em 2004 em Trowbridge, no condado de Wiltshire, Inglaterra, com a Tunnel Vision, uma Bitter de coloração âmbar acastanhada e creme bege (quaaaase branco) com formação média baixa e rápida dispersão. No aroma, malte delicado à frente sugerindo caramelo e biscoito. Há uma discreta percepção herbal e de frutas escuras. Na boca, a textura é suave com leve picância. No primeiro toque, rápida doçura caramelada seguida de amargor suave, mas eficiente, que abre as portas para um conjunto simples, mas agradável, oferecendo doçura (caramelo), frutado distante (frutas escuras), leve herbal e bom amargor. O final é maltadinho com leve amargor. No retrogosto, leve caramelo e frutado. Simplesinha.

A Box Steam Piston Broke é uma Golden Ale de coloração âmbar acastanhada e creme de boa formação alaranjado (quaaaase branco) e média retenção. No nariz, doçura caramelada mais acentuada que na Tunnel Vision, mas, novamente, muita discrição na paleta aromática, pouco aprofundando as notas. Ainda assim, o perfil é mais interessante do que na anterior. Na boca, a textura é cremosa (sugerindo uma Cream Ale). O primeiro toque reforça a sugestão de mel e doçura caramelada. O amargor é baixo, mas eficiente. Dai em diante, uma cerveja que exibe bastante doçura (caramelo e mel), leve frutado (frutas secas), toffee e herbal distantes. No final, um toquezinho de doçura depois secura. No retrogosto, caramelo e toffee, interessantes. Melhor que a anterior, mas ainda bem simples.

Fechando o trio com a Box Steam Derail Ale, English IPA que segue o padrão de simplicidade das duas anteriores. De coloração âmbar caramelada e creme branco com toque alaranjado de boa formação e média retenção, a Derail Ale exibe um aroma maltado (mel e caramelo) com leve aceno de lúpulo cítrico e sugestão de biscoito. Há ainda leve percepção floral e herbal na cerveja de aroma mais interessante do trio – ainda que simples. Na boca, textura cremosa com leve picância. O primeiro toque traz doçura caramelado e frutado seguido de amargor baixo, mas eficiente. Na sequencia, um conjunto com notas frutadas (uva passa), amargor suave e herbal, doçura caramelada e leve sugestão alcoólica. O final é maltado e levemente amargo. No retrogosto, suavidade em notas adocicadas (caramelo), herbal e frutadas. Boazinha.

Balanço
Simplezinha, mas agradável, a Box Steam Tunnel Vision desce bem num dia quente, mas não faz jus ao melhor do mercado britânico. Ou seja, quebra o galho, mas há muitas melhores. A simplicidade se estende a Box Steam Piston Broke, que soa mais bem feitinha, ainda que não impressione tanto. O resultado final sugere uma cerveja entre as melhores Standart American Lagers e as mais simples artesanais. A melhor das três, Derail Ale, pode decepcionar aquele que bebê-la esperando uma American IPA (o rótulo ajuda no equivoco, já que o “hoppy” aqui é bastante suave). Mas, ainda assim, é uma cerveja agradável.

Box Steam Tunnel Vision
– Estilo: Bitter
– Nacionalidade: Inglaterra
– Graduação alcoólica: 4,2%
– Nota: 2,72/5

Box Steam Piston Broke
– Estilo: Golden Ale
– Nacionalidade: Inglaterra
– Graduação alcoólica: 5%
– Nota: 2,92/5

Box Steam Derail Ale
– Estilo: English IPA
– Nacionalidade: Inglaterra
– Graduação alcoólica: 5,2%
– Nota: 2,97/5

Leia também
– Top 1001 Cervejas, por Marcelo Costa (aqui)
– Leia sobre outras cervejas (aqui)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *