Boteco: da Holanda, Brouwerij De Molen (Parte 2)

molen2.jpg

por Marcelo Costa

Fundada em 2004 dentro de um antigo moinho (De Molen, em dutch) construído em 1697 na área rural de Bodegraven,  cidade com menos de 20 mil habitantes próxima a Utrecht, na Holanda, a Brouwerij De Molen se destacou no meio cervejeiro ao recriar receitas históricas tanto quanto produzir um vasto catálogo baseado em círculos de produção extremamente curtos e sazonais. O cardápio traz mais de 50 cervejas (vale a pena conferir o Beerography no site oficial), várias delas disponíveis no Brasil em preços que vão de R$ 16 a R$ 99 (garrafas de 330ml e 750ml). O primeiro passeio do Scream & Yell pelo cardápio da De Molen destacou as ótimas Lentehop, Rye IPA Cascade-Amarillo e a espetacular Tsarina Esra Imperial Porter. Agora é a vez da Blikken & Blozen, Storm & Averij e Mooi & Meedogenloos. Só faltam umas 40 e pouco…

molen3.jpg

A provocativa De Molen Blikken & Blozen traz em sua receita maltes Pale Ale e Caramelo mais lúpulos Premiant e Saaz para amargor e Amarillo e Citra no dry-hopping resultando em uma cerveja aparentemente exagerada e exótica, que a casa holandesa define como Saison / Farmhouse Ale, mas na verdade é uma Barleywine. De coloração acobreada e turva, a De Molen Blikken & Blozen apresenta um creme com leves traços alaranjados, de boa formação e permanência. No aroma, uma confusão de odores: as notas cítricas provenientes do dry-hopping de lúpulos norte-americanos se embaralham com o melaço do malte de caramelo, e o resultado antecipa a porrada de álcool (perceptível através da picância) sugerindo uma cerveja densa e robusta. Há sensação de aveia (não presente na receita), açúcar mascavo, mel e leves notas florais e herbais (pinheiro) mais resina. No paladar, a textura é licorosa e o corpo é médio alto. Doçura (muito melaço) e álcool criam a espinha dorsal, mas notas frutadas (incrivelmente… manga), cítricas (maracujá e laranja), a sugestão de aveia, o picante da levedura, a efervescência que gruda no céu da boca, e sensação herbal e floral quase levam o bebedor a nocaute. Daquelas cervejas absolutamente indescritíveis, a ponto de não caber na própria categorização. O final é longo e citricamente lupulado. O retrogosto, eterno (melaço e cítrico). É uma cerveja para beber a dois… você e a garrafa.

molen4.jpg

A De Molen Storm & Averij (traduzindo: Tempestade e Dano) é uma Imperial Double IPA de apenas 41 de IBU. Na receita, maltes Pale Ale, Centeio e Caramelo mais lúpulos Premiant e Saaz para amargor com dry-hopping de Premiant para reforçar o aroma. De coloração acobreada, densa e turva, a De Molen Storm & Averij apresenta uma bela formação de creme, com média permanência. No aroma, a lupulagem caprichada distribui notas cítricas (limão), que se confundem (assim como na Blikken & Blozen) com o melaço do malte, que adocica o olfato. Há ainda notas herbais (grama e pinheiro), sensação de resina, leve picante (semente de cravo e gengibre), especiarias (canela) e presença de álcool – são 10,2%. No paladar, o corpo é de médio para denso e a textura, picante. O primeiro ataque é adocicado (caramelo e mel), e o bebedor fica esperando a porrada característica de uma Double IPA, mas – estranhamente – ela não vem (outra cerveja da De Molen fora do estilo). Não que o amargor não exista, pois ele está presente, carregado de notas cítricas (limão), especiarias (canela, gengibre e cravo) e resina, mas não é tão intenso quando o estilo propõe. Na verdade, a De Molen Storm & Averij é até aconchegante, com o malte revestindo de melaço e caramelo o amargor do lúpulo. O final é melado e lupulado enquanto o retrogosto traz pinheiro, resina e leve amargor.

molen5.jpg

A De Molen Mooi & Meedogenloos é, traduzindo, uma “Bela e Implacável” Belgian Dark Strong Ale que leva na receita três tipos de malte (Caramale, Chocolate e Pale Ale) e dois estilos de lúpulo (Premiant e Saaz) resultando em uma cerveja quase preta, de espuma bege de baixa formação e permanência, entregando logo de cara o alto nível alcoólico, 10,2%. No aroma, complexo, uma festa: percepção de álcool, malte mais para tostado que para torrado remetendo a café e chocolate, intenso caramelo, açúcar mascavo, frutas escuras e vermelhas (ameixa e framboesa) mais alcaçuz e um leve defumado / amadeirado. No paladar, a textura fica entre sedosa no primeiro toque e licorosa quando apoiada sobre a língua, revelando adstringência proveniente da alta carga alcoólica. O primeiro ataque é completamente alcoólico e melado remetendo a açúcar mascavo e caramelo. O lúpulo consegue evitar o possível enjoo da doçura, mas não acrescenta amargor (mesmo com o IBU alcançando 81), e sim resulta em um tom agridoce que abre espaço para frutado (ameixa), herbal (alcaçuz), adocicado (melaço, chocolate, açúcar mascavo e açúcar queimado), resina (puxada para própolis) e defumado suave. Há ainda uma sensação de especiarias revelando picância (canela talvez). A sensação é de que os holandeses tentaram chocar uma Belgian Dark Strong Ale com uma Barley Wine, e do resultado nasceu a De Molen Mooi & Meedogenloos. O final é melado e alcoólico, e o retrogosto é peito aquecido mais melaço. Sensacional. Para beber bem devagar.

mooi.jpg

Balanço
Nestes três rótulos é possível ter uma boa ideia da proposta da cervejaria De Molen, que nada mais é do que radicalizar estilos. Se a Alemanha, país vizinho, ainda faz cerveja presa na armadura da Lei da Pureza, os holandeses recriam a história radicalizando no exagero e alcançando resultando imprevisíveis – para a própria cervejaria. A De Molen Blikken & Blozen, por exemplo, seguiu uma receita que previa uma Saison / Farmhouse Ale, mas o resultado está muito mais próximo de uma poderosa Barleywine. É o tipo de cerveja para se beber a dois, você e a garrafa. A De Molen Storm & Averij foi criada pensando em uma Imperial Double IPA, mas está bem longe disso, ainda que tenha suas qualidades. Já a bela e implacável De Molen Mooi & Meedogenloos é a melhor deste lote, um choque de uma Belgian Dark Strong Ale com uma Barleywine, que rende uma cerveja alcoólica e melada. As três saíram ao preço de R$ 24 cada garrafa (330 ml), e valem o investimento.

storm.jpg

De Molen Blikken & Blozen
– Produto: Saison / Farmhouse Ale
– Nacionalidade: Holanda
– Graduação alcoólica: 8,5%
– Nota: 3,90/5

De Molen Storm & Averij
– Produto: Imperial Double Indie Pale Ale
– Nacionalidade: Holanda
– Graduação alcoólica: 10,2%
– Nota: 3,49/5

De Molen Mooi & Meedogenloos
– Produto: Belgian Dark Strong Ale
– Nacionalidade: Holanda
– Graduação alcoólica: 10,2%
– Nota: 3,92/5

blikken1.jpg

Leia também
– Top 1001 Cervejas, por Marcelo Costa (aqui)
– Leia sobre outras cervejas (aqui)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.