Boteco: As cervejas da Buxton Brewery (parte 2)

por Marcelo Costa

Abrindo meu segundo passeio exclusivo pelas cervejas britânicas da Buxton Brewery, de Buxton, pequena cidade do condado de Derbyshire (próxima de Sheffield e Manchester), com a oitava cerveja da casa a passar por este espaço, Jacob’s Ladder, uma Session IPA produzida pela primeira vez em 2013 que exibe uma coloração alaranjada com creme branco de excelente formação e média alta retenção. No nariz, notas frutadas cítricas (limão e toranja) e herbais (grama e capim limão) suaves se sobrepõe sobre uma base seca e levemente acética. Na boca, textura rebelde, levemente picante e áspera. O primeiro toque oferece cítrico (toranja doce) e amargor, que segue em frente acompanhado de leve acidez num conjunto deliciosamente refrescante que finaliza seco e amargo. No retrogosto, leve cítrico e refrescancia. Boa session!

Colaborativa dos britânicos da Buxton Brewery com os noruegueses da Lervig Aktiebryggeri, que já teve algumas cervejas descritas neste espaço (que vieram na mala de viagem a Oslo), a Trolltunga é uma Sour IPA que recebe leve adição de groselha, fruto que cresce em locais frios bem ao sul da Inglaterra. De coloração amarela opaca com creme branco de média formação e rápida dispersão (típica do estilo), a Trolltunga exibe um aroma cítrico sem tanta acidez, mas com muita doçura (manga madura, abacaxi doce e também casca de laranja) campestre. Na boca, por sua vez, o aspecto Sour mostra as asinhas oferecendo acidez e leve frisante. No primeiro toque, acidez cítrica intensa, doçura suave e subsequente percepção de sal seguida de amargor médio (e salgado), que abre as portas para um conjunto caprichado, refrescante, cítrico, doce e salgado. No final, leve adstringência e cítrico. O retrogosto, por sua vez, traz limão, abacaxi (não tão doce quanto no aroma) e refrescancia. Uma delicinha!

A terceira dos ingleses é uma Belgian IPA que resultou de um projeto de dois anos que iniciou com a versão Pater (cerveja pai), que serviu para casa entender o potencial da levedura belga que tinham comprado. Nessa toada nasceram a I (Belgian Blonde), II (Dubbel), III (Tripel), IV (Quad) e esta número 5, uma Belgian Ale lupulada com 6.8% de álcool e 65 IBUs declarados. De coloração entre o amarelo e o alaranjado com creme branco de alta formação e longa retenção, a Buxton Anglo-Belgique V exibe um aroma que combina doçura de malte, aridez de levedura belga, especiarias e um suave acento cítrico (casca de laranja). Na boca, textura suave e levemente picante. O primeiro toque junta cítrico e maltado atropelados logo em seguida pela aridez provocante da levedura, que se envolve no amargor (que está longe dos 65 IBUs – não chega nem a 50) e abre as portas para um conjunto saboroso e especial na linha das Blond Ales belgas, mas um tiquinho mais frutada e lupulada. No final, suave doçura, que segue no retrogosto com suave cítrico e condimentação discreta. Muito boa.

A próxima da sequencia é a Buxton Extra Porter, cuja receita caprichada recebe infusão de nibs de cacau, baunilha e café El Limon Bourbon, cultivado em São Patricio el Limón, na Guatemala. Na taça, a Buxton Extra Porter apresenta uma coloração marrom bastante escura seguida de creme bege de boa formação e média permanência. No nariz, percepção incrível de baunilha, chocolate ao leite e café, mas não torrado, e sim moído (mais doce e aromático). Na boca, a textura é suave. O primeiro toque traz doçura achocolatada puxada para baunilha seguida por forte presença de café. O amargor é médio (com reforço de café) e, dai pra frente, surge um conjunto absolutamente incrível, com doçura de baunilha, chocolate tanto ao leite quanto amargo e café, limpo e agradabilíssimo. O final é levemente amarguinho (de café torrado). No retrogosto, café, chocolate e baunilha. Excelente.

Para fechar essa nova série de Buxton, Rain Shadow, uma Russian Imperial Stout que na primeira produção, em 2014, era fruto de uma receita que resultada numa porrada de 11.8%. A receita foi revista e em 2016 a Buxton Rain Shadow voltou ao mercado, mas com “apenas” 10% de álcool. De coloração marrom nas bordas e preta intensa no centro com creme bege escuro de baixa formação (praticamente uma linha) e rápida dispersão, a Buxton Rain Shadow exibe um aroma com as tradicionais remissões a chocolate, baunilha e, na retaguarda, café e álcool. Ainda é possível perceber sugestão de frutas escuras. Na boca, textura licorosa com picância de álcool. O primeiro toque reforça a sugestão de doçura achocolata seguida de suave amargor de café e uma pancada alcóolica. O álcool, no entanto, surge apenas no trecho final. No “durante”, muito chocolate (de forma agradável). Por sua vez, no retrogosto, mais café e leve tostado. Bem boa.

Balanço
Abrindo o segundo quinteto de cervejas da Buxton (leia sobre o primeiro aqui) com a Jacob’s Ladder, uma Session IPA bastante amarga e refrescante, uma delícia para dias quentes. Já a Trolltunga é uma Sour IPA incrível que consegue equilibrar muito bem salgado, doçura, acidez, azedinho e amargor. Uma delicia refrescante. E só melhora: a Buxton Anglo-Belgique V combina a caracteristica frutada e rebelde uma Belgian Blonde com o amargor suave de uma IPA (não American, mas também não inglesa, no meio do caminho, digamos). Funciona muito bem! Continua melhorando com a Buxton Extra Porter, que recebe adição de nibs de cacau, baunilha e café da Guatemala, os três itens deliciosamente perceptíveis no conjunto excelente. Fechando a série, Rain Shadow, uma ótima Russian Imperial Stout que teve sua receita calibrada por 8 meses até alcançar esse resultado na taça, que se não bate concorrentes poderosas do estilo, também não faz feio e cumpre o que o estilo pede: potência e delicadeza. Muito boa.

Buxton Jacob’s Ladder
– Produto: Session IPA
– Nacionalidade: Inglaterra
– Graduação alcoólica: 2,7%
– Nota: 3,30/5

Buxton Trolltunga
– Produto: Sour IPA
– Nacionalidade: Inglaterra
– Graduação alcoólica: 6,3%
– Nota: 3,53/5

Buxton Anglo-Belgique V
– Produto: Belgian IPA
– Nacionalidade: Inglaterra
– Graduação alcoólica: 6,8%
– Nota: 3,59/5

Buxton Extra Porter
– Produto: Porter
– Nacionalidade: Inglaterra
– Graduação alcoólica: 7,4%
– Nota: 3,68/5

Buxton Rain Shadow
– Produto: Russian Imperial Stout
– Nacionalidade: Inglaterra
– Graduação alcoólica: 10%
– Nota: 3,72/5

Leia também
– Top 1001 Cervejas, por Marcelo Costa (aqui)
– Leia sobre outras cervejas (aqui)
– Sobre todas as cervejas da Buxton (aqui)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *