Hey, That’s No Way To Say Goodbye

– Leonard Cohen
– “Songs of Leonard Cohen” (1967)

“Hey, That’s No Way to Say Goodbye” é uma das canções memoráveis do clássico álbum de estreia de Leonard Cohen, lançado em dezembro de 1967. Cohen conta que escreveu a música quando morava em um quarto do Penn Terminal Hotel, em Nova York: “É um nome sinistro para um hotel. Fiquei lá muitas vezes, e sempre achava que seria a última. E o quarto também era horrível. A janela era distante, a torneira não parava de gotejar na pia de porcelana, o aquecedor assoviava. Eu estava com a mulher errada no lugar errado, como de costume, mas como dizem os metafísicos orientais, todo esse contexto sombrio me ajudou a escrever uma boa canção”. Abaixo, algumas versões caprichadas de “Hey, That’s No Way to Say Goodbye”…

– Judy Collins
– “Wildflowers” (1967)

– Ian McCulloch
– Tributo “I’m Your Fan: The Songs Of Leonard Cohen” (1991)
– “Mysterio Deluxe Edition” (2012)

– Renato Russo
– “O Último Solo” (1997)

– The Lemonheads com Liv Tyler
– “Varshons” (2009)

– Beck com Devendra Banhart
– “Record Club” (2010)

– The Decemberists
– “iTunes Session” (2013)

– Michael Kiwanuka
– “The Songs of Leonard Cohen covered”, (2013)

Leia também:
– Os três primeiros discos de Leonard Cohen… em versões remasterizadas (aqui)
– “Old Ideas”. Leonard Cohen fez questão de deixar claro desde o título (aqui)
– Leonard Cohen – I’m Your Man, o documentário (aqui)
– Aos 74 anos, o poeta canadense lança seu quarto registro ao vivo (aqui)
– “Ten New Songs”, Leonard Cohen: uma voz grave desfilando belos versos (aqui)
– Três horas de Leonard Cohen em Paris, por Marcelo Costa (aqui)
– Leonard Cohen ao vivo no Festival de Benicàssim, por Marcelo Costa (aqui)

One thought on “Hey, That’s No Way To Say Goodbye

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.