Três cervejas: Colônia, Munique e Dortmund

por Marcelo Costa

O estilo Kölsch é tradicional de Colônia e tem indicação geográfica protegida pela União Europeia, ou seja, só são consideradas autenticas Kölsch as cervejas produzidas dentro de uma zona de 50 km em torno da cidade de Colônia. Fermentada em altas temperaturas, mas maturada em baixa, a cerveja Kölsch remete a uma pale lager mais suave (de amargor baixo), mas não menos saborosa. A Cölner Hofbräu Früh (ou apenas Früh) é uma cervejaria de Köln (ou Colônia), que fabrica cervejas tipo Kölsch desde 1904, e o carro chefe da casa é a Frü Kölsch, uma cerveja dourada e cristalina, de creme branco de ótima formação e média permanência. No nariz, cereais em primeiro plano acompanhado, na retaguarda, por doçura e sugestão de feno e palha. Na boca, doçura suave de malte, amargor moderado e sugestão de refrescancia em uma cerveja que valoriza os cereais e a longa sessão. O final reforça a presença de cereais enquanto o retrogosto sugere fazendas, refrescancia e leveza. Bela cerveja.

O estilo doppelbock (double bock) é uma versão mais forte da tradicional bock fabricada em Munique, inicialmente pelos monges Paulaner, e depois por um bom número de cervejarias da região, atendendo a uma demanda cada vez mais crescente. A Brauerei Aying começou a produzir cervejas em 1878 em um distrito de Munique e hoje conta com 14 rótulos em seu cardápio, e o sucesso da casa é essa Ayinger Celebrator Doppelbock, uma cerveja de coloração cobre escura (quase preta) e creme marrom de excelente formação e média alta permanência. No nariz, as notas derivadas da tosta do malte dominam a atenção remetendo a caramelo, baunilha, toffee e chocolate (interessante: não há quase nada de café). Na boca, a doçura antecipada pelo aroma impressiona e conquista o paladar já no primeiro toque, aveludado. A barreira de amargor é suave e surge acompanhada dos 6.7% de álcool, perceptíveis sem incomodar. O conjunto reforça a sensação de caramelo e chocolate trazendo ainda frutas escuras (ameixa). No final, bastante caramelo, que permanece até o retrogosto, apaixonante.

De Dortmund surge o estilo Dortmunder Export, releitura regional do estilo Pilsener que fez sucesso em toda Alemanha chegando a dominar o mercado em vários períodos do final do século 19 até 1970 – atualmente, menos de 10% das cervejas vendidas na Alemanha são Dortmunder Export. A Dortmunder Actien Brauerei, ou DAB, foi fundada na cidade em 1868 e o carro chefe da casa é a DAB Original, base para esta versão Diat-Pils, com baixa quantidade de carboidratos e quase nenhum resíduo de açúcar. De coloração amarela com creme branco de boa formação e média permanência, a DAB Diat-Pils exibe no aroma notas bastante suaves que remetem a malte (pão e cereais) e lúpulo (levemente herabal). Na boca, amargor suave de lúpulo e doçura de malte surgem juntos no primeiro toque antecipando refrescancia. O conjunto é agradável e simples, levemente saborosa, mas sem profundidade. O final traz malte de cevada em primeiro plano e lúpulo discreto enquanto o retrogosto reforça a sugestão de cereais. Uma boa pilsener alemã.

Balanço
Estilo particular de uma área da Alemanha (mais propriamente, da cidade de Colônia) bem próximo ao Pilsener, o Kölsch é um tipo de cerveja extremamente suave e refrescante, sem, no entanto, deixar de ser saboroso. É o caso desta ótima Frü Kölsch, um excelente exemplar do estilo, que alguns podem confundir com pale lager, mas é decididamente melhor. De Colônia para Munique com uma das melhores, senão a melhor doppelbock que já passou por este espaço: Ayinger Celebrator Doppelbock, uma preciosidade que mostra o quanto a doçura dos maltes podem fazer por uma boa cerveja. Para beber e se apaixonar. De Munique para Dortmund com a DAB Diat-Pils, simples e gostosa releitura pilsener da região, que, não fosse o preço (R$ 6 por 330 ml) seria uma boa alternativa para Heineken e Stella Artois.

Frü Kölsch
– Produto: Kölsch
– Nacionalidade: Alemanha
– Graduação alcoólica: 5%
– Nota: 3,05/5
– Preço pago: R$ 19,95 – 500 ml

Ayinger Celebrator Doppelbock
– Produto: Doppelbock
– Nacionalidade: Alemanha
– Graduação alcoólica: 6,7%
– Nota: 4,00/5
– Preço pago: R$ 18 – 330 ml

DAB Diat-Pils
– Produto: Dortmunder Export
– Nacionalidade: Alemanha
– Graduação alcoólica: 4,8%
– Nota: 2,57/5
– Preço pago: R$ 6 – 330 ml

Leia também
– Top 1001 Cervejas, por Marcelo Costa (aqui)
– Leia sobre outras cervejas (aqui)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *