Boteco: da Baviera, duas Franziskaner

franciskaner1.jpg

por Marcelo Costa

A Spaten-Franziskaner-Bräu é uma cervejaria de Munique, na Baviera, e sua história remonta a 1397, quando um fabricante de cervejas montou uma pequena fábrica, a Welser Prew, no centro da cidade. A cervejaria passou por diversas mãos até 1807, quando foi adquirida pelo mestre cervejeiro da Hofbräu, Gabriel Sedlmayr, que mudou o nome da casa para Spatenbräu. A Spaten passou de menor cervejaria de Munique em 1807 para maior em 1867. A empresa como é conhecida hoje surgiu em 1922 com a sociedade da Spaten com a Franziskaner, que seguiu na mão dos familiares até 2003, quando a Interbrew (transformanda em InBev no ano seguinte) comprou a fábrica. As duas cervejas abaixo, importadas pela Ambev, são facilmente encontradas no Brasil com preços que variam de R$ 10 a R$ 14 (garrafa de 500 ml). Além das duas há ainda uma edição especial chamada Franziskaner Royal Jahrgangsweissbier, uma versão sem álcool outra filtrada.

franz1.jpg

Carro chefe da marca Franziskaner com mais de 600 anos de história, a versão Hefe-Weissbier Naturtrüb é uma cerveja de coloração dourada com leve turbidez a frio, creme branco de boa formação e média permanência. No nariz, destaque para as notas clássicas do estilo: frutado intenso remetendo a banana, condimentado que sugere semente de cravo e bastante trigo. Ainda é possível perceber um leve toque herbal, mel, tutti-frutti e caldo de cana. Na boca, o primeiro ataque é de leve dulçor e, além das notas clássicas facilmente notadas (reforço da sugestão de banana, trigo e especiarias), uma leve acidez marca presença acompanhada de sugestão de caramelo, mel e caldo de cana. O conjunto é balanceado e refrescante com final longo e maltado (pendendo mais a melaço que a banana). No retrogosto, campos de trigo. Um ícone.

franz2.jpg

A versão Dunkel da Franziskaner exibe uma cor âmbar caramelada (devido ao uso de malte tostado) com turbidez a frio e creme levemente bege de média formação e baixa permanência. No nariz, às notas frutadas típicas que remetem a banana juntam-se frutas escuras (ameixa, maçã vermelha e nozes) e leve cítrico (laranja). O adocicado (caramelo e mel) também marca presença acompanhado de baunilha e leve condimentação. Na boca, o primeiro ataque é doçura e, mesmo com uma leve adstringência batendo ponto, será difícil esquecer o dulçor (caramelo, mel e açúcar mascavo), que surge acompanhado de frutas vermelhas e escuras (ameixas e maçã vermelha) e, reprisando o aroma, suave condimentação, que se aconchega. O final é maltado e adocicado (muita ameixa) enquanto o retrogosto reforça a sugestão de frutas escuras / vermelhas. Uma delícia.

frans3.jpg

Balanço
Todo bom cervejeiro já bebeu, ao menos uma vez, a cerveja do padre. No Brasil, devido a importação da Ambev, a Franziskaner é facilmente encontrada, e agrada. A versão Hefe-Weissbier Naturtrüb é um clássico alemão que, curiosamente, lembra e Leffe Blonde, principalmente no nariz, mas também na boca, ainda que as notas clássicas do estilo (banana e trigo) tentem despistar. Ou melhor, o contrário, já que a Hefe-Weissbier Naturtrüb tem “só“ 600 anos de balcão. É beber e se sentir na Bavária. Ainda prefiro a Weihenstephaner, mas nunca dispensarei uma Franziskaner Hefe-Weissbier Naturtrüb – até pra variar os sabores da Bavária. Já a versão Dunkel é, para mim, uma delícia viciante. É quase como se os cervejeiros alemães quisessem fazer, ao seu modo, uma dubbel belga que respeitasse a Reinheitsgebot. A proximidade é clara, e ainda que o álcool (5.5% aqui como na versão Naturtrüb) seja comportado (para padrões de monges belgas), o resultado frutado é delicioso.

FranziskanerHefe-Weissbier Naturtrüb
– Produto: German Weizen
– Nacionalidade: Alemanha
– Graduação alcoólica: 5,5%
– Nota: 3,49/5

Franziskaner Hefe-Weissbier Dunkel
– Produto: German Dunkelweizen
– Nacionalidade: Alemanha
– Graduação alcoólica: 5,5%
– Nota: 3,57/5

franz3.jpg

Leia também
– Top 1001 Cervejas, por Marcelo Costa (aqui)
– Leia sobre outras cervejas (aqui)

One thought on “Boteco: da Baviera, duas Franziskaner

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *