Promoção: B92, Rádio Guerrilha

Jovens que sonhavam com uma vida nova com o fim da era Tito, mas se depararam com uma realidade ainda mais difícil. Munidos de um transmissor, alguns discos e o desejo de verdade e justiça, eles começaram a rádio com o simples desejo de tocar boa música, mas tiveram de enfrentar duas guerras, duras sanções econômicas, violência da polícia, gângsteres armados e políticos neonazistas. Autointitulados “geração perdida” e acusados de traição, espionagem e terrorismo pelo governo de Milosevic, suas transmissões anárquicas se tornaram a boia de salvação diante da propaganda governista que inundava a mídia controlada pelo Estado na Sérvia. Enquanto o turbo folk, um híbrido de péssimo gosto de europop e folk sérvio, emergia como trilha sonora do nacionalismo, o rock, o tecno e o rap se uniam para representar a voz da resistência.

Até que Milosevic fosse finalmente derrotado em outubro de 2000, a B92 foi fechada e reaberta quatro vezes. Apesar da repressão, a B92 não se deixou derrotar, e sua inspirada combinação de coragem, criatividade e humor negro – devidamente acompanhada por canções que iam desde “White Riot”, do Clash, até o manifesto rap do Public Enemy, “Fight the Power” – refletia em som e espírito a luta nas ruas. O livro é um retrato da Iugoslávia na década de 1990, uma paisagem violenta e tomada pelo medo onde qualquer perspectiva de futuro além da ditadura de Milosevic parecia um sonho distante e proibido. Matthew Collin conheceu bem os fundadores da rádio e teve um acesso impressionante às principais figuras da B92 e aos seus arquivos.

Esta é a tradução da segunda edição, que mostra a Sérvia ainda lutando na era pós-Milosevic, em que o ex-presidente é levado para o tribunal de Haia – mas morre em circunstâncias misteriosas antes de ir a julgamento -, e o Primeiro Ministro é assassinado.

“A agitação nacionalista de Slobodan Milosevic despertou a Sérvia de seu torpor soporífico pós-Tito até o limite da violência, mas, pelo menos em Belgrado, a maioria dos jovens ainda sonhava que, de alguma forma, talvez graças a alguma dramática intervenção de última hora vinda de fora das fronteiras do país, o derramamento de sangue seria evitado.”

O jornalista e escritor inglês Matthew Collin foi editor da The Big Issue, do site da Time Out e da i-D. Também escreveu sobre cultura popular, viagens, música, tecnologia e drogas em diversos veículos do Reino Unido, como The Guardian, Observer, Daily Telegraph, Sunday Herald, Independent e Mojo. Seu primeiro livro, “Altered State: The Story of Ecstasy Culture and Acid House”, foi publicado em 1997. Foi como correspondente da The Face na Sérvia que surgiu a ideia para “Rádio Guerrilha – Rock e Resistência em Belgrado”.

O Scream & Yell  irá sortear TRÊS exemplares de “Rádio Guerrilha – Rock e Resistência em Belgrado”. Para participar da promoção basta tuitar ou postar no Facebook a frase chave e não esquecer de colocar o link do tuite ou do post no Facebook nos comentários abaixo (o número do comentário é seu número de sorte). Cada pessoa pode participar com um link de twitter e um link de Facebook (caso tenha dúvida, veja aqui como pegar o link) – apenas um link de cada! A frase:

Quero ganhar o livro “B92 – Rádio Guerrilha: Rock e Resistência em Belgrado” que o está sorteando ->

O sorteio será feito via Random no dia 18 de março de 2014.

38 thoughts on “Promoção: B92, Rádio Guerrilha

Comments are closed.