Promoção de Natal: Tony Parsons

Estamos em 1976 e um jovem jornalista está prestes a “cravar” a sua primeira grande reportagem no badalado semanário britânico New Musical Express. Tony Parsons tem apenas 23 anos, mas fala com toda certeza que existe no mundo: “Agora preste atenção. Se os beatos hipócritas que governam nosso país banirem essa turnê da sua cidade, levante sua bunda cansada e vá para a cidade próxima, ou talvez nem tão próxima, até a chance de conferir os shows. Porque, se você perder essa chance, duvido muito que tenha outra oportunidade de ver uma turnê como essa de novo. E se você não for, tudo o que posso dizer é que você é um idiota”. Os shows em questão faziam parte da (hoje) histórica turnê que uniu, no mesmo palco, Sex Pistols, Damned, Heartbreakers e Clash. O resto é história.

“Disparos do Front da Cultura Pop” traz 55 textos e é dividido em cinco capítulos: Música, Amor & Sexo, Polêmicas, Viagens e Cultura. O capítulo Música é, disparado, o melhor. Parsons registra com palavras diretas (de esquerda no queixo) o nascimento do punk entrevistando o Clash (”Ninguém sabe o que é comprometimento absoluto até conhecer Mick Jones”), o Generation X de Billy Idol (no delicioso texto “Punks limpos: uma ameaça às nossas crianças”), assistindo The Jam em uma pocilga, embarcando com os Pistols no histórico show no Tamisa no Dia do Jubileu da Rainha da Inglaterra (”Dois camburões foram lotados rapidamente, em grande parte por pessoas próximas aos Pistols. Transeuntes vestidos com as cores do Jubileu caminhavam distraidamente pelo local – como se fosse um filme. Os policiais distribuíam golpes mesmo quando você não estava se mexendo, e se safaram porque são a lei e porque podem”) e a turnê dos Ramones nas ilhas (”Esqueça toda a merda de arte minimalista e obscura. Você precisou de um dicionário para ler Homem-Aranha? E de um bacharelado para gostar de The Ronnetes? A cirurgia cerebral dos Ramones está lá para ser curtida; meu Deus, eles são divertidos”). Tudo isso em 77.

Porém, os melhores textos sobre música do livro não têm nenhuma relação com o punk. Um relato de um show do Bruce Springsteen, em Nova York, 1978, é de corar a alma. Um dos cinco textos de cultura mais emocionantes que já li em toda a minha existência. Parsons relata: “Este não é simplesmente o melhor show que já vi na vida, é muito mais que isso. É como você ver a sua vida inteira passar por você e, em vez de morrer, você está dançando”. Mais para frente, nos camarins: “Bruce está acabado. Vamos ter que cancelar a entrevista”, diz o empresário. “Normalmente, eu saberia que estão me enrolando e o astro do rock que eu estava pronto para interrogar deu o fora, voltou para o quarto do Ritz com um grama de cocaína e estaria neste momento se revirando no fundo de uma limusine com as calças de couro na altura dos tornozelos e uma inconfundível groupie sentada sobre ele. Com Springsteen é diferente, tudo o que consigo pensar é… Deus, tomara que ele esteja bem”. Além de Bruce, a parte de música do livro traz entrevistas simplesmente antológicas com David Bowie, George Michael, Morrissey e Brett Anderson, entre outras. As duas últimas foram feitas na própria casa de Tony Parsons e sobre Morrissey o jornalista escreve: “Você espera (…) tudo menos um homem troncudo de Manchester, que fala de futebol e bebe cerveja direto da lata” (continue lendo a resenha completa, por Marcelo Costa, aqui).

O Scream & Yell irá sortear três exemplares do livro “Disparos do Front da Cultura Pop”, de Tony Parsons, no dia 25 de dezembro. Para participar da promoção basta tuitar ou postar no Facebook a frase chave e não esquecer de colocar o link do tuite ou do post no Facebook nos comentários abaixo (o número do comentário é seu número de sorte). Cada pessoa pode participar com um link de twitter e um link de Facebook (caso tenha dúvida, veja aqui como pegar o link) – apenas um link de cada! A frase:

Eu quero ganhar o livro “Disparos do Front da Cultura Pop”, de Tony Parsons, na promoção de natal do @ScreamYell -> www.screamyell.com.br/site

O sorteio será feito no dia 25 de dezembro e o número do seu comentário é seu número de sorte.

120 thoughts on “Promoção de Natal: Tony Parsons

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.