Boteco: De Blumenau, Eisenbahn (Parte 2)

eisen15.jpg

por Marcelo Costa

Segundo passeio pelo cardápio de cervejas da Eisenbahn, uma cervejaria de Blumenau quem mantém 14 cervejas em sua linha, a grande maioria delas com excelente relação custo x beneficio. Das seis cervejas presentes neste post, cinco (Pale Ale, Weihnachts Ale, Rauchbier, Weizenbock e Strong Golden Ale) podem ser encontradas em grandes redes de supermercados (como, por exemplo, o Pão de Açucar) com preços entre R$ 4,50 e R$ 6,50 (garrafas de 330 ml). Já o sexto rótulo desta compilação é um caso especial, uma Bière Brut que segue o método champenoise de produção, descansando durante três meses em barris, e pode custar até R$ 140 em alguns empórios, mas encontra-se ao preço de R$ 70 (mais frete) no site da cervejaria. Além há ainda a Eisenbahn Lust Prestige, mas isso fica para um próximo post. Agora começamos com…

pale.jpg

A Eisenbahn Pale Ale, lançada em setembro de 2003, é feita com três tipos de malte e, no copo, exibe uma cor âmbar cristalina. A espuma tem boa formação, mas pouca persistência. No aroma destacam-se notas de caramelo e mel mais algo que remete a guaraná e um herbal picante derivado do lúpulo. No paladar, amargor e doçura surgem equilibrados, mas o malte tostado se sobressai na sequencia remetendo a caramelo. É uma cerveja de corpo médio, textura suave e retrogosto levemente amargo, boa para refrescar e acompanhar pratos como frango assado, salsichas de modelo alemão e massas com molho bolonhesa.

wein1.jpg

Em dezembro de 2003 chegava ao mercado a sazonal Eisenbahn Weihnachts Ale, uma American Amber Ale de cor acobreada e três maltes distintos, preparada especialmente para o período natalino. A espuma é de baixa pra média formação e pouca permanência. No aroma, o frutado se destaca remetendo a frutas cristalizadas, guaraná, um leve picante mais caramelo e mel. No paladar, o corpo é médio e a textura suave. Assim como na anterior, o amargor e a doçura surgem equilibrados no primeiro ataque, mas aqui o amargor se sobressai na sequencia – ainda que suavemente – enquanto o retrogosto é mais adocicado.

rauch.jpg

Com maltes defumados importados de Bamberg, na Alemanha, única região do mundo que ainda o produz nos modos tradicionais, secando o malte com a fumaça da queima de madeira, a Eisenbahn Rauchbier está longe de ser tão arisca e intensa quanto as famosas Schlenkerla, mas é uma boa introdução ao estilo: aroma destacando com suavidade o malte defumado, que remete a bacon e peito de peru, além de um toque amadeirado. No paladar, o defumado se faz mais presente (e com mais bacon), e é nessa hora que você irá descobrir se vai em frente no estilo, ou não. Experimente com carnes fortes e molho a base de barbecue, pimentão recheado e até pizza de calabresa (de preferência, peperoni).

weisen1.jpg

A próxima é uma das preferidas da casa, a Eisenbahn Weizenbock, uma cerveja não filtrada, com seis tipos de malte, cor avermelhada escura e boa formação e permanência de espuma. No aroma, o malte levemente torrado remete a bananada no tacho, quando a banana começar a caramelizar e o aroma toma o ambiente. Também há notas de frutas escuras (ameixas, nozes, jabuticabas, castanhas). No paladar, o corpo é médio e a textura sedosa. A primeira sensação é de adocicado replicando as sensações do aroma, mas os 8% de álcool marcam presença na sequencia (e aparecem mais conforme a cerveja esquenta – e fica melhor – no copo). No retrogosto, o malte torrado se desfaz em caramelo e café. Excelente.

strong.jpg

Fechando a linha das cervejas “tradicionais” da Eisenbahn, a Strong Golden Ale carrega a maior graduação alcoólica da cervejaria (8,5%), mas a carga de malte usada na receita, que ainda traz levedura belga, a torna inocentemente adocicada, o que pode derrubar muito marmanjo acostumado American Lagers amargas mainstream. Na cor, um dourado avermelhado traz consigo uma espuma baixa e de pouca permanência (influência do álcool). No aroma, muito mel, caramelo, algumas frutas vermelhas, um pouco de condimento, outro de floral, e por ai vai. No paladar, a primeira sensação é de acidez e amargor (provenientes muito mais do álcool do que lúpulo), mas, na sequencia, um caminhão de doçura chega dominando o território. O amargor aparece ligeiramente no final do gole, mas o retrogosto doce apaga a sensação. Uma bela cerveja!

lust1.jpg

Por fim, a especialíssima Eisenbahn Lust, primeira Bière Brut do Brasil, produzida pelo método champenoise (gênero cujo rótulo mais famoso em todo o mundo atende pelo nome pomposo de DeuS Brut Des Flanders): após a fermentação e maturação normal dentro da cervejaria, o líquido (com 8% de álcool neste momento) é enviado para uma vinícola (no caso, a Vinícola San Michel, em Rodeio, Santa Catarina), onde fica três meses passando pelo processo de produção de champanhes (recebendo uma pequena dose de açúcar e de leveduras para vinho) até alcançar a graduação alcoólica final (10,5%). Um bebedor fã das tradicionais American Lagers nacionais de botequim poderá estranha-la e dizer que está diante de um champagne, mas é fato que a Eisenbahn Lust é uma cerveja com potencial para conquistar muitos paladares.

lust2.jpg

Com leveduras especiais belgas, a Eisenbahn Lust traz um líquido dourado e uma bela espuma que sobe ao topo da taça – em formato de champagne – deixando, na sequencia, o conhecido “perlage” (renda belga) nas laterais do copo. O aroma é bastante cítrico remetendo a uvas verdes (o que aproxima ainda mais da percepção de champagne), e também alguma coisa de acidez (provavelmente devido a sua altíssima carbonatação), frutado, floral, adocicado do malte e amadeirado. No paladar, a acidez faz a cortesia, mas o malte brilha colocando adocicado no balanço do conjunto enquanto os 10,5% de álcool piscam o olho fazendo graça. A estrela do conjunto é o retrogosto cítrico que remete a uvas verdes, marca a garganta, e dá um colorido à leve adstringência que envolve a língua. Simplesmente encantadora.

Eisenbahn Pale Ale
– Produto: Belgian Pale Ale
– Nacionalidade: Brasil
– Graduação alcoólica: 4,8%
– Nota: 2,86/5

Eisenbahn Weihnachts Ale
– Produto: American Amber Ale
– Nacionalidade: Brasil
– Graduação alcoólica: 6,3%
– Nota: 2,50/5

Eisenbahn Rauchbier
– Produto: Rauchbier
– Nacionalidade: Brasil
– Graduação alcoólica: 6,5%
– Nota: 3,03/5

Eisenbahn Weizenbock
– Produto: German Weizenbock
– Nacionalidade: Brasil
– Graduação alcoólica: 8%
– Nota: 3,35/5

Eisenbahn Strong Golden Ale
– Produto: Belgian Golden Strong Ale
– Nacionalidade: Brasil
– Graduação alcoólica: 8,5%
– Nota: 3,29/5

Eisenbahn Lust
– Produto: Bière Brut
– Nacionalidade: Brasil
– Graduação alcoólica: 10,5%
– Nota: 4,40/5

Leia também
– Top 1001 Cervejas, por Marcelo Costa (aqui)
– Leia sobre outras cervejas (aqui)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.