Roque da Casa #08– Xutos e Pontapés

por Bruno Capelas

Não é à toa que os Xutos e Pontapés sejam, provavelmente, a banda de rock português mais conhecida no Brasil. Eles surgiram mais ou menos na mesma época que a explosão do rock no País, nos anos 1980. Tem uma sonoridade tão parecida que já chegaram até a gravar e excursionar com os Titãs. E, além disso, têm um nome ligeiramente caricato, que soa extremamente lusitano aos ouvidos brasileiros.

Mas, por trás da piada inocente, o que há é uma banda de carreira sólida e extremamente carismática – pela longevidade e certa evolução pela carreira, não seria difícil apontar que os Xutos são o melhor equivalente luso ao U2 ou aos Rolling Stones. Neste programa, o Roque da Casa destaca alguns dos principais momentos da banda portuguesa, indo do início rebelde com “Mãe”, um punk-rock edipiano de primeira estirpe a singles como “Minha Casinha” e “Para Ti Maria”, já mais próximos do pop radiofônico.

No segundo bloco, destaque especial para o disco “Circo de Feras”, gravado pela banda de Tim, João Cabeleira e seus asseclas em 1987. Até hoje seu melhor disco, “Circo de Feras” tem hits como “Contentores”, “Não Sou o Único” e, claro, a faixa título – uma balada existencialista que aqui aparece em uma singular releitura do fadista Camané. Olhando para trás, os Xutos podem até ter uma carreira cheia de altos e baixos, mas é difícil negar a força de seus hits – e é por isso que merecem um espaço na primeira temporada do Roque da Casa, que começa a se aproximar de seu fim. Mas isso é questão para os próximos programas.

Roque da Casa é veiculado pela Contra.fm e disponível em playlists comentadas no Spotify e no Deezer. Ouça abaixo!

BLOCO 1
Xutos e Pontapés – “Mãe” (do álbum “78/82”, de 1982)
Xutos e Pontapés – “A Minha Casinha” (do álbum “88”, de 1988)
Xutos e Pontapés – “Para Ti Maria” (do álbum “88”, de 1988)

no BG: Xutos e Pontapés – “O Homem do Leme” (do álbum “Cerco”, de 1985)

BLOCO 2
Xutos e Pontapés – “Não Sou o Único” (do álbum “Circo de Feras”, de 1987)
Xutos e Pontapés – “Contentores” (do álbum “Circo de Feras”, de 1987)
Xutos e Pontapés com Camané – “Circo de Feras” (do álbum ao vivo “Nesta Cidade”, de 2001)

no BG: Xutos e Pontapés – “Sai pra Rua” (do álbum “Circo de Feras”, de 1987)

Embed do Spotify:

Embed do Deezer:

– Bruno Capelas (@noacapelasé jornalista do Estadão. Colabora com o Scream & Yell desde 2010.

– Roque da CasaOuça os programas 1 (com Antonio Variações) e 2 (com Deolinda) aqui
– Roque da CasaLinda Martini transita entre o pós-punk e o post-rock, com pitadas de hardcore
– Roque da CasaFormada no final da década passada, a Diabo na Cruz tem quatro discos
– Roque da CasaCom nome inspirado nos White Stripes e canções à la Strokes, eis Os Pontos Negros
– Roque da CasaBFachada: Prolífico, versátil, desbragado, despudorado, tradicional e contemporâneo
– Roque da Casa: Ornatos Violeta, um dos grupos mais interessantes de Portugal

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.