Boteco: Mais três cervejas da Dogma

por Marcelo Costa

Não é fácil acompanhar os lançamentos da cigana paulistana Dogma e pouco depois de listar cinco novidades dos caras, bora abrir mais uma série especial dedicada a eles. Desta vez, porém, quem abre é a Azzaca Lover, quarto lançamento da linha hypada (que atualmente somam 9 single hops), que chegou ao mercado em outubro de 2016, e ganhou uma reedição em setembro de 2017. De coloração amarela, juicy bem próxima da linha inicial (com Citra e Mosaic) e com creme branco de ótima formação e média alta retenção, a Azzaca Lover exibe um aroma bastante frutado cítrico sugerindo manga em primeiro plano e tangerina mais leve além de herbal suave. Na boca, pancada cítrica no primeiro toque (manga, abacaxi e laranja) seguida de percepção de levedura (leve condimentação). A textura é suave com leve picância enquanto o amargor (80 IBUs) segue o padrão da linha Lover: é limpo e delicioso, levemente prolongado num conjunto saboroso, que soa um tiquinho mais arisco que outros da série, mas finaliza perfeito, cítrico e suavemente amargo. No retrogosto, amargor suave, condimentação e cítrico. Excelente.

A segunda da sequencia é a nona da série Single Hop Lover: lançada em setembro de 2017, a El Dorado Lover tem como base este lúpulo estadunidense descoberto em 2008 e divulgado comercialmente em 2010. De coloração amarela, juicy como a Azzaca (mas aparentemente mais densa), e com creme branco de ótima formação e média alta retenção, a El Dorado Lover exibe um aroma diferenciado de toda a linha Lover da Dogma, com floral e algo que remete a anis e também pera comandando a experiência. Há ainda percepção cítrica sugerindo abacaxi. Na boca, doçura cítrica acompanhada de bastante floral no primeiro toque e seguida de anis, pera e picancia derivada da levedura. A textura pareceu menos suave do que na Azacca, mas ainda com leve picância enquanto o amargor (80 IBUs) segue o padrão de toda a linha Lover: é limpo e delicioso. Dai pra frente, um conjunto personal, que sai “da casinha” em relação a outras Lover: tem álcool mais presente, sem incomodar, uma pancada de anis e frutas cítricas sem tanta definição, mas perceptíveis, além da condimentação derivada da levedura. O final é anis e picância. No retrogosto, leve cítrico, mais anis, mais pícância e amargor suave. Campeã.

Lançada em outubro de 2017, a Dogma Citra Brux é uma IPA Single Hop (Citra) fermentada com a levedura Brettanomyces Bruxelensis. De coloração dourada levemente juicy com um creme branco de ótima formação e média alta retenção, a Dogma Citra Brux exibe um aroma bastante cítrico com sugestões de maracujá, manga e abacaxi. A levedura Brett aparece mais quando a cerveja aquece na taça, mas com uma temperatura mais fria ainda é possível nota-la, de forma delicada (um adjetivo raro para uma levedura selvagem). Na boca, doçura cítrica no primeiro toque com leve presença de Brett na sequencia, de forma suave, sem ser radical, mas o que já permite alterar (e provocar) o tradicional do estilo. A textura é interessantemente sedosa, com leve (mas bem leve mesmo) picância, e o amargor (50 IBUs) é bem suave. Dai pra frente, um conjunto interessante que remete mais a uma Blond Ale lupulada e com Brett do que a uma IPA. No final, amargor suave. No retrogosto, leve azedinho, cítrico (casca de laranja) e especiarias. Boa.

Balanço
Abrindo a sequencia com uma das Dogma Lovers que está no meio da série: Azzaca, que não está no topo onde se encontram Citra, Mosaic e Galaxy, mas também não está entre as menores Equinox e Southern Passion. Para entender mais ou menos o meu paladar (principalmente se você já bebeu todas as Dogmas Lover que escrevi), a novíssima El Dorado Lover é a estrela da série para mim, saindo da casinha e fugindo da comparação simplista (quase detalhista) de um rótulo anterior com outro: essa é totalmente diferente, e, para mim, a melhor. Dá-lhe anis. Experimento da casa com lúpulo Citra e levedura Brett, a Citra Brux ficou um pouco abaixo do nível das anteriores, soando bastante sútil, mas, ainda assim, interessante.

Dogma Azzaca Lover
– Produto: Imperial IPA
– Nacionalidade: Brasil
– Graduação alcoólica: 8.7%
– Nota: 3,91/5

Dogma El Dorado Lover
– Produto: Imperial IPA
– Nacionalidade: Brasil
– Graduação alcoólica: 8.7%
– Nota: 4,07/5

Dogma Citra Brux
– Produto: India Pale Ale
– Nacionalidade: Brasil
– Graduação alcoólica: 5%
– Nota: 3,65/5

Leia também
– Top 1001 Cervejas, por Marcelo Costa (aqui)
– Leia sobre outras cervejas (aqui)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.