Boteco: Cinco cervejas da Horny Goat

por Marcelo Costa

Fundada em 2009 em MIlwaukee, Wisconsin, a Horny Goat despejou nas prateleiras do Brasil mais de 10 rótulos, entre latas e garrafas. Abaixo vamos passear pelo cardápio da casa com cinco latas da linha da Horny Goat começando pela Watermelon Wheat, uma cerveja de trigo que une malte Viena, lúpulo alemão e suco de melancia. Na taça, uma cerveja de coloração alaranjada apresente um creme branco espesso de boa formação e rápida dispersão. No nariz, forte doçura maltada (caramelo) e frutada (melancia suave e leve cítrico) mais floral sutil. Na boca, a textura é cremosa. O primeiro toque traz muita doçura caramelada com percepção leve de melancia na sequencia. O amargor é baixo e abre as portas para um conjunto que tenta equilibrar a doçura intensa (e até um pouco enjoativa) com a percepção de melancia. O final é levemente doce e frutado. No retrogosto, mais malte Viena, mais melancia.

Saindo da melancia para o abacaxi, estrela da Horney Goat Laka Laka, uma Hefeweizen alemã que recebe adição de suco de abacaxi. De coloração amarelo turva (como manda o figurino do estilo) e creme branco espesso de boa formação e média alta permanência. No nariz, o estilo tradicional novamente é respeitado com percepção assertiva de notas frutadas (a banana, marca registra de uma Weizen, choca-se com o cítrico do abacaxi) e condimentadas (cravo). A textura é cremosa com leve picancia. No primeiro toque, banana, como tem que ser. Logo na sequencia, o abacaxi se sobressai e toma conta do conjunto, para não largar mais. O amargor é baixo e o conjunto, dai em diante, segue com abacaxi em primeiro plano e banana mais cravo na retaguarda. O final é frutado com abacaxi à frente. No retrogosto, mais abacaxi e cítrico. Interessante.

Continuando na feira, a Horny Goat Tango Delta é uma American IPA tradicional com três lúpulos marcantes (Simcoe, Amarillo e Columbus) mais adição de suco de tangerina. Na taça, uma cerveja de coloração alaranjada apresenta uma creme branco de ótima formação e media alta retenção. No nariz, um festa de notas cítricas (laranja, tangerina, maracujá) sobre uma base doce e maltada (caramelo) que ainda deixa perceber uma suave sugestão de resina. Na boca, a textura é cremosa e levemente picante. O primeiro toque confirma o domínio cítrico (laranja, tangerina, maracujá), porém com mais presença de resina, que surge na sequencia e traz consigo um amargor eficiente, ainda que longe dos 60 IBUs antecipados pela casa. Dai em diante, uma American IPA saborosa, ainda que a tangerina se destaque muito. O final traz amargor cítrico longo enquanto o retrogosto oferece cítrico e resina suave. Boa!

A Horny Goat Brownie Porter é um rótulo sazonal da turma de Milwaukee, que aqui capricha na receita juntando sete maltes diferentes, açúcar mascavo e canela. De coloração marrom escura com creme bege de boa formação e média alta retenção, a Horny Goat Brownie Porter apresenta um aroma com doçura suave em destaque sugerindo chocolate e baunilha mais café e sutil presença de canela. Na boca, a textura é suave. O primeiro toque segue a risca o que o aroma adianta com doçura caramelada à frente e café e canela na sequencia. O amargor é baixo, e abre as portas para um belo conjunto, com doçura na medida oferecendo chocolate, baunilha e caramelo, a canela surgindo de forma delicada ao lado de café. O final é sutilmente doce, mas ainda é possível perceber algo da canela, que retorna suavemente no retrogosto disputando espaço com a doçura achocolatada e com o café. Gostei.

Encerrando essa primeira sequencia de Horny Goats com a One-Eye, uma Double IPA que integra a série sazonal / especial G.O.A.T. da casa. Na receita, cinco lúpulos tradicionais da escola IPA made in USA (Columbus, Cascade, Chinook, Amarillo e Citra) mais a marca de 100 IBUs servem para preparar o bebedor para a experiência. De coloração alaranjada com creme branco meio alaranjado de boa formação e média alta permanência, a Horny Goat One-Eye exibe um aroma potente, que traz em primeiro plano um cítrico intenso (toranja e maracujá) ao lado de um forte herbal resinoso. Na base, caramelo sutil. Na boca, a textura é picante. O primeiro toque traz cítrico potente, doçura caramelada sútil e resina intensa preparando para o bote do amargor, que não impressiona apenas pela intensidade (100 de IBU pode ser muito, mas chega a uns 80 fácil fácil), mas também pela profundidade, se arrastando durante todo o percurso até o final, inicialmente cítrico, finalizando resinoso. No retrogosto, mais cítrico (agora suave), mais resina descendo o cacete e leve adstringência. Uma experiência.

Balanço
Abrindo um quinteto da Horny Goat com a excessivamente doce Watermelon Wheat, uma Fruit Beer definida em caramelo + melancia. É boazinha, mas é uma só e basta. A Horney Goat Laka Laka me pareceu mais interessante, ainda que exótica no mesmo nível da Watermelon: ele é uma Hefeweizen tradicional (ou seja, sugerindo banana e cravo) que recebe adição de suco de abacaxi, que toma a dianteira. Boa, mas não sei se repetiria ela. Já a Horny Goat Tango Delta é mais uma da sessão “feira” da casa, pois recebe suco de tangerina, o que aumenta a carga cítrica que os lúpulos oferecem. No final acaba soando um tiqunho desequilibrada, mas vale a experiência (e eu beberia de novo). Com os pés no chão, a Horny Goat Brownie Porter soa bastante interessante exatamente pelo item extra (canela) não ser protagonista, mas sim apenas marcar presença colorindo o aroma e o paladar. O resultado é uma bela Porter, que vale o investimento. Encerrando o passeio com a One-Eye, uma autentica American Double IPA, exagerada e extrema. Dá pra resumir fácil toranja + resina + suave caramelo + amargor intenso. Pra quem gosto da escola made in USA, eis um copo cheio.

Horny Goat Watermelon Wheat
– Produto: Fruit Beer
– Nacionalidade: EUA
– Graduação alcoólica: 5,6%
– Nota: 2,56/5

Horney Goat Laka Laka
– Produto: American Hefeweizen
– Nacionalidade: EUA
– Graduação alcoólica: 5,1%
– Nota: 2,86/5

Horny Goat Tango Delta
– Produto: American IPA
– Nacionalidade: EUA
– Graduação alcoólica: 6,8%
– Nota: 3,26/5

Horny Goat Brownie Porter
– Produto: Porter
– Nacionalidade: EUA
– Graduação alcoólica: 5,6%
– Nota: 3,31/5

Horny Goats One-Eye
– Produto: Imperial IPA
– Nacionalidade: EUA
– Graduação alcoólica: 8,1%
– Nota: 3,30/5


Leia também
– Top 1001 Cervejas, por Marcelo Costa (aqui)
– Leia sobre outras cervejas (aqui)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.