Brasil: Oktoberfest, Royal Black e Cheers

eisenbahn.jpg

por Marcelo Costa

De Blumenau, a conceituada Eisenbahn surge com a versão Oktoberfest, uma cerveja sazonal produzida desde 2008 pela casa catarinense, mas apenas nos meses de setembro e outubro, para celebrar o outubro cervejeiro herdado da cultura alemã. De coloração dourada e creme branco de ótima formação e média permanência, a Eisenbahn Oktoberfest destaca no aroma uma ótima combinação de maltes e lúpulo, valorizando notas que remetem a pão e trigo. Há algo de adocicado / frutado no conjunto e uma delicada sugestão de fermento. No paladar, o malte se sobressai suavemente distribuindo dulçor frutado e uma sensação de trigo / pão. A presença do lúpulo é sentida no primeiro toque da cerveja na garganta – até este momento, é o malte quem domina a experiência – e o trecho final é marcado por um leve amargor, num final seco e refrescante. O amargor retorna no retrogosto acompanhado de trigo e malte. Muito boa.

royal1.jpg

De Santa Maria, a Dado Bier, que começou sua produção em 1995 em uma micro cervejaria montada em meio ao restaurante da casa em Porto Alegre, apresenta a Royal Black, uma cerveja estilo bock cuja receita valoriza um blend de maltes torrados importados (entre eles, Munique e Viena). De coloração preta com leves feixes marrons, a Dado Bier Royal Black exibe um creme bege de ótima formação e média permanência. No aroma, a força do malte torrado se mostra presente distribuindo notas clássicas que remetem a café (em primeiro plano), chocolate e cappuccino. No paladar, de corpo leve e a textura suave, predominam as notas clássicas do estilo, com o malte torrado sugerindo café em abundância, e um leve caramelado puxando o conjunto para uma sensação de cappuccino, sem, contudo, que o adocicado se sobressaia. O trecho final é marcado pelo malte torrado e por um leve amargor (também proveniente do malte), que retorna suave no retrogosto trazendo café. Uma boa surpresa.

cheers.jpg

De Serra Negra, no interior de São Paulo, surge a Cheers, uma German Pílsener produzida pela Cervejaria Dortmund (que também fabrica as cervejas da Tarantino, do Matanza, do Korzus e a Biritis) especialmente para o mercado do Mato Grosso (segundo Gabriel, do Factóide, a primeira cervejaria do Mato Grosso com uma pegada mais artesanal deve ser inaugurada este mês no estado – leia aqui). De coloração dourada com leve turbidez a frio, a Cheers Puro Malte apresenta uma espuma de média formação e baixa permanência. No aroma, discreto, percepção de malte e notas herbais (feno, trigo e pão) mais fermento e um leve off flavor metálico. No paladar, o corpo é leve e a textura frisante. O amargor do lúpulo se sobressai ao malte (pouco perceptível) possivelmente potencializado pelo off-flavour metálico, que retorna mais intenso, incomodando. O final é amargo e metálico enquanto o retrogosto reforça a sensação de amargor em uma cerveja que segue a Lei de Pureza Alemã, mas fica abaixo das concorrentes.

Balanço
Uma das cervejarias mais interessantes do país, que cumpre um trabalho elogiável de apresentar ao público uma gama vasta de estilos por um preço competitivo, a Eisenbahn mantém a qualidade com esta versão Marzen / Oktoberfest, um estilo que se aproxima do Vienna Lager, e propõe um equilíbrio respeitoso entre malte (no aroma e no primeiro trecho do paladar) e lúpulo (do primeiro toque na garganta até o final). Uma boa cerveja que, apesar de ser limitada, ainda pode ser encontrada em preços entre R$ 6 e R$ 9 (garrafa de 335 ml) até, talvez, o começo de janeiro. Depois disso só em setembro do ano que vem. Já a Dado Bier Royal Black foi uma grande surpresa, a melhor das seis cervejas da casa gaúcha que experimentei até hoje. No entanto, não espere novidades: eis uma bock tradicionalíssima, cuja receita valoriza o malte torrado. Pra quem anda viciado na doçura da Kaiser Bock, vale provar esta versão, mais amarga, e de drinkability alto. Boa pedida. Já a Cheers é uma German Pilsner sem nenhum atrativo, que vale mais pela curiosidade do que pela qualidade.

Eisenbahn Oktoberfest
– Produto: Marzen Oktoberfest
– Nacionalidade: Brasil
– Graduação alcoólica: 6%
– Nota: 2,98/5

Dado Bier Royal Black
– Produto: Bock
– Nacionalidade: Brasil
– Graduação alcoólica: 5,5%
– Nota: 2,98/5

Cheers Puro Malte
– Produto: German Pilsener
– Nacionalidade: Brasil
– Graduação alcoólica: 4,5%
– Nota: 2,11/5

royal2.jpg

Leia também
– Top 1001 Cervejas, por Marcelo Costa (aqui)
– Leia sobre outras cervejas (aqui)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.