Melhores de 2011: Marco Tomazzoni

Marco Tomazzoni (@marcot_)
iG Cultura

Melhor filme estrangeiro
“Melancolia”
“Cópia Fiel”
“Isto não é um filme”
“Cisne Negro”
“Bravura Indômita”

Melhor filme brasileiro
“O Palhaço”
“Trabalhar Cansa”
“Diário de uma busca ”
“Além da estrada”
“Corumbiara”

Melhor álbum internacional
PJ Harvey, “Let England Shake”
The Black Keys, “El Camino”
Noel Gallagher’s High Flying Birds, “Noel Gallagher’s High Flying Birds”
Yuck, “Yuck”
The Vaccines, “What Did You Expect from the Vaccines?”

Melhor música internacional
Russian Red, “I Hate You But I Love You”
TV on the Radio, “Second Song”
Peter Bjorn and John, “Dig a Little Deeper”
Hey Rosetta!, “Yer Spring”
Miles Kane, “Come Closer”

Melhor álbum nacional
Pélico, “Que Isso Fique entre Nós”
Wado, “Samba 808”
Mallu, “Pitanga”
Blubell, “Eu sou do tempo em que a gente se telefonava”
Filipe Catto, “Fôlego”

Melhor música nacional
Criolo, “Não Existe Amor em SP”
Pélico, “Que Isso Fique entre Nós”
Mopho, “Dani Rabiscou”
Mallu, “Sambinha Bom”
Tiê, “Na varanda da Liz”

2 thoughts on “Melhores de 2011: Marco Tomazzoni

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.