Retrospectiva: com que música você acorda?

por Mac

Perdi meu celular no fim de semana. A combinação chopp escuro e taxi não deu muito certo, e meu LG Cookie ficou em algum lugar entre o Sesc Pompéia e a Funhouse. Paciência. No domingo consegui um celular novo, uma versão atualizada do mesmo LG Cookie, e fui configurar os sons para atender telefonema (agora, Vampire Weekend), mensagens (Wilco) e despertador.

Na hora de escolher esta última música (vamos combinar, a mais importante), comecei a relembrar quais músicas já tinham assumido essa função, que até onde me lembro é bastante recente. Meu primeiro celular com MP3 é tipo de 2006. Antigamente eu acordava ou com os alarmes básicos de despertador no celular, ou com um rádio relógio, velho companheiro aposentado assim que o primeiro celular que aceitava MP3 (e era gratuito no plano que eu assinava na Claro) caiu em minhas mãos.

Acho que a primeira canção que escolhi para essa função, se minha memória não estiver me traindo com a Meg White, foi “My Doorbell”, do White Stripes. Uma baladinha rocker alegre, animada, pra começar bem o dia, muito embora você deva saber: a gente nunca ouve a música toda que escolhe para nos acordar de manhã. Assim que começam os primeiros acordes, dá-lhe “stop” no aparelho. Mas a música fica por ali, nos acompanhando.

Um tempo depois foi “Workingman Blues Nº Two”, de Bob Dylan, que ficou alguns meses e cedeu seu lugar para “Made Up Love Song #43”, do Guillemots. E então veio o reinado Carla Bruni. Ela ficou uns dois anos cantando todos os dias de manhã em casa. Primeiro com “Those Dancing Days Are Gone”, depois com “Tu Es Ma Came” (dá vontade de suspirar só de lembrar da música). Em tempos recentes, depois de uma paixão fulminante pela cidade de Barcelona (e pela Cristina, do filme de Woody Allen na cidade espanhola), a escolhida foi “Barcelona”, a valsinha do grupo Giulia y Los Tellarini.

Dia desses, antes da perda definitiva do celular, esqueci o bendito em um boteco. Um amigo passou e o resgatou para mim para me entregar no dia seguinte. Às 6h55 da manhã ele deu um salto da cama: “Barcelona, Barcelona”. Imagina se fosse Slayer…. Giulia foi-se com o celular antigo. Fiz uma listinha de MP3 buscando escolher a nova música para me acordar de manhã, e a escolha acabou sendo… The XX. Mais propriamente “Intro”, a música que abre o disco deles e tem algo de despertador, mas com melodia, um riff de guitarra ambientado por teclado. A bateria só entra no segundo 22, vai ficar difícil ouvi-la, mas já vim assoviando a canção para o trabalho hoje.

E você, com que música você acorda? É quase uma retrospectiva pessoal… risos

Ps. Atualização, março de 2011: sai The XX e entra “Walk It Back”, do R.E.M.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.