Tributos ao R.E.M., Beatles e à América Latina

por Marcelo Costa

“Driver XV”, “Automatic For The People” Tribute (Stereogum)
Para comemorar 15 anos de um dos melhores discos (senão o melhor) do R.E.M. e do rock nos anos 90, o site Stereogum convidou 12 bandas para fazerem suas versões. O resultado, como em qualquer tributo, é irregular. Nenhuma versão arranha o brilho da original, e a grande maioria mais constrange que emociona (caso dos Meat Puppets com “Everbody Hurts”). No meio do caminho ficam The Veils (“Drive”) e Shout Out Louds (“Man on The Moon”), que servem mais para relembrar o quanto o original é imbatível.
Nota: 4
Preço: Gratuito para Download
http://www.stereogum.com/drivexv/track/

“Sargento Pimenta 2007”, Vários (Independente)
A despretensão surpreende neste tributo nacional ao disco marco dos Beatles. São duas vias de trabalho: seguir o original ou subverter. Moptop (“With a Little Help From My Friends”), Filhos da Judith (“Getting Better”) e Paula Marchesini (“When I’m Sixty Four”) apostam na fidelidade. Madame Mim transforma a faixa título num electro, =reverse= faz de “A Day in The Life” um ótimo rock e Tom Bloch e Columbia mantém a melodia vocal, mas mudam o arranjo criando novas (e boas) canções. Grande surpresa.
Nota: 7
Preço: Gratuito para Download
http://sargentopimenta2007.blogspot.com/

“Porque Este Océano Es El Tuyo, Es El Mio”, vários (Midsummer Madness)
Nesta coletânea classuda que ousa radiografar a cena independente da América Latina juntando 17 nomes de 8 países, a seleção cuidadosa destaca o pop suave da chilena Javiera Mena, o power pop uruguaio do Amelia, o eletrônico colombiano Radiograd, os argentinos da ótima El Mató a um Policia Motorizado e o pop inteligente dos brasileiros do Bazar Pamplona. Há, ainda, nomes do México (Lissa), Peru (Resplandor) e Venezuela (Telegrama) que são uma pequena amostra de vida inteligente na música latina.
Nota: 8
Preço: 15
http://mmrecords.com.br/200706/porque-este-oceano/

7 thoughts on “Tributos ao R.E.M., Beatles e à América Latina

  1. O “El mató,,,” já é pra mim uma das melhores bandas (latinas ou não) do continente faz tempo,,,, assim como ‘los’ Superguidis. hehe

    Os shows q vi das duas bandas na Argentina há uns meses ainda ecoam fortes na minha memória etílica ‘hasta hoy’.

    Na boa, vagabundo perde muito tempo catando ‘the next big thing’ oceano afora, quando muitos dos nossos ‘vecinos’ tão fazendo música mais genuína e de qualidade.

    nada q ver mas,

    Mac,
    tô indo hoje ver o documentário do Kurt! Daqui a pouco tá aí na Mostra de SP, né?

    Imperdível, assim como ‘Controle’ sobre o Ian Curtis e ‘I’m Not There’, do Bob Dylan – e acrescento ainda o “Ainda Orangotangos”, filme gaúcho figuraça filmado todo em plano-sequência!

    Ouvi muito carioca da gema como eu gritar animado “tri %!@$&@#” ao ascender das luzes. hahahaha

    Festival do Rio bombando!

    abraaaaço!

  2. Muito aquém estas covers do “automatic for the people”. “Meio” psicodélicas e algumas bem sem noção, a sorte que o original é matador!
    Enfim, “automatic for the people” é o melhor disco do R.E.M., ou, o mais sem palavras, arrebata o ouvinte de ponta a ponta e periga viciar para sempre. Como no meu caso. Meu disco e CD estão até o osso de tanto escutá-los.
    Dentre os váaarios discos muito relevantes na discografia do R.E.M., este é o que se destaca por apresentar arranjos primorosos, letras incríveis, refrões eternos e músicas que emocionam e alegram a alma. Acachapante. E olha que temos “Out of Time”, “Document”, “Murmur”, “New Adventures in Hi-fi (meu segundo preferido)”, quase no mesmo nível impactante.
    Enfim, R.E.M. é fundamental e atemporal na história da música.
    Que venha o ao vivo “luxuoso” e o disco de inéditas, em 2008.

  3. Mac, estou super curioso para ouvir esse tributo ao R.E.M; quando eu “descobri” a banda fiquei viciado, peguei toda a discografia e gostei tanto do “Automatic For The People” quanto do “New adventures in Hi-Fi”, os considero uma banda muito relevante…
    Mas estou aqui para fazer um pedido, acho que foi em setembro ou agosto que vi publicado no SY uma matéria sobre um crítico musical americano que havia falecido, deixei passar e não a encontro agora, teria como vc publicá-la novamente? Obrigado!!!

  4. Para um cara (eu no caso) que:
    1-Acha o REM a melhor banda da historia depois dos Beatles,
    2-Tem tuda a discografia, videos, dvds, o escambau, que pode conseguir dos caras,
    3-Acha o tributo de cordas do REM (que todo mundo detonou) uma obra prima,
    Esse tributo pode ser uma %!@$&@#..(e acho que é…ehehe), mas ja to baixando…
    Valeu pelo link!

  5. Esse tributo ao R.E.M. é decepcionante, a produção é muito,muito pobre. Tudo bem que o meio digital facilita muito a produção musical, mas fizeram um uso da eletrônica tão pobre, tão superficial, que parece que os computadores deles fucionam à manivela. E a ausência de um vocalista com interpretação no mínimo razoável (já que Stipe é um ótimo cantor) fez com que a maioria deles utilizassem o recurso de modificar ou sobrepor suas vozes.
    A única música que permaneceu no meu mp3 é Find The River, do Dr. Dog, a melancolia foi transportada para os anos 70, como se a múcsica tivesse saído direto de lá…
    Tbm gostei de Try not to Breathe, a bonus track do The Narrator, gostei deles terem iniciado a música acentuando a bateria.

    PS: Cara, muito obrigado pela matéria; tenho que apresentar um pré-projeto para minha monografia e estou pensando em fazer algo sobre imprensa musical…abç

Deixe uma resposta para marcus Cancelar resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.