TOP SEVEN 2010 SCREAM & YELL

No ano em que o Scream & Yell bate o recorde de convidados para a votação anual de melhores de ano (95 em 2011 contra 92 em 2007), várias categorias tiveram vencedores ultrapassando a marca dos 40 votos. Um deles, inclusive, bateu o recorde de todas as votações do Scream & Yell alcançando o número de 59 votos dos 95 válidos (tinha gente dizendo que ele deveria ser hors-concours – vamos esperá-lo no Rock in Rio e conversamos no ano que vem).

Uma olhada rápida por todas as categorias mostra que várias delas tinham vencedores óbvios. Em Disco Internacional, o vencedor abriu 20 votos de diferença do segundo colocado. O mesmo aconteceu em Música Internacional (28 a 9 do primeiro no segundo lugar), Filme Nacional (48 a 27) e Show Internacional (59 a 31).  Do lado nacional, a competição pelo primeiro lugar foi mais equilibrada tanto em Disco Nacional quanto em Show. Em Música, por exemplo, tivemos empate com 18 votos.

Uma coisa a se pensar: talvez 2010 tenha tido a safra mais pop da música independente brasileira na história. Deixados a margem da indústria, distantes dos grandes meios de comunicação (excetuando honrosas exceções que felizmente insistem em acreditar no novo), essa nova safra tem o mérito de criar canções cantaroláveis, assoviáveis, dessas que podem acompanhar a gente durante o dia, mas ainda não conseguiu pular a barreira que a separa do sucesso de massa – mas tem qualidade para fazer isso, logo.

Na gringa, por sua vez, grandes discos continuam sendo lançados, mas pouca coisa realmente nova ganhou destaque entre os sete finalistas (entre os 25, no entanto, existem sinais interessantes de fumaça): temos lá rock orquestral (descendente tanto da pós punk quanto de Beatles, Bowie e Joy Division), blues rock, synthpop com pegada rock, noise acelerado e arrastado, e pop. Todos grandes discos, mas a maioria destes artistas já lançou discos melhores. Não há mais novidades? Questão complexa…

Para finalizar, a mesma ladainha anual. Juntando 95 votos de uns aqui e outros acolá apontamos os 7 Melhores de 2010 em diversas categorias (até Twitter apareceu – substituindo Capas e DVDs). Por que 7? Curtimos essa coisa meio cabalística do número, mas também gostamos de posar de diferentes. No mais, assim como de praxe, optamos por manter votos de músicos que votaram na própria banda e de editores que votaram no próprio site, mas eles não foram computados. Os vencedores estão ai embaixo, divirta-se. E até o ano que vem!

Marcelo Costa
Editor Scream & Yell – Ano 11




7 thoughts on “TOP SEVEN 2010 SCREAM & YELL

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.