Lollapalooza Brasil 2016: 10 shows

por Marcelo Costa

Nesta semana São Paulo recebe a quinta edição do festival Lollapalooza Brasil, novamente no Autódromo de Interlagos (nos dias 12 e 13 de março). Evento que já teve como headliners nomes como Foo Fighters e Arctic Monkeys em 2012, The Killers, Black Keys e Pearl Jam em 2013, Muse e Arcade Fire em 2014, e Pharrell Williams e Jack White em 2015, o Lolla deste ano tem como estrelas Eminem, Florence + the Machine, Jack Ü e Mumford & Sons.

Porém, headliners à parte (e, pessoalmente, nenhum deles me anima), uma das coisas mais legais de festivais é procurar no line-up nomes que podem roubar a festa das estrelas, ou, no mínimo, colocar um sorriso no rosto do espectador. Pensando nisso segue uma lista com 10 shows que recomendo enfaticamente, ignorando nomes badalados ou mesmo atrações que prometem causar (mais) burburinho (do que proporcionar boa música).

Assim a lista abaixo não tem Tame Impala (será que esse último disco funciona ao vivo? os anteriores me faziam bocejar), Emicida (que já defendi em colunas anteriores que é um dos melhores artistas em atividade no Brasil HOJE, ou seja, não perca), Mumford & Sons (um imenso Zzzzzzzzzzzz), Eagles Of Death Metal (preciso assumir: nunca achei grandes coisas), Noel Gallagher’s High Flying Birds (volta Oasis!!!!), entre outros. Sem cerimônia, 10 shows que você DEVE ver no Lolla 2016.

Alabama Shakes
Eles fizeram um dos grandes shows do Lolla 2013, e de lá pra cá mudaram radicalmente a sonoridade com o belo álbum “Sound and Colour”, lançado no começo de 2015. O show choca as duas fases da banda, e deve figurar fácil entre os destaques do Lollapalooza 2016.

Die Antwoord
Esqueça Eminem. Quem promete jorrar adrenalina em Interlagos é esta polêmica banda sul-africana de rap-rave comandada por Ninja, Yolandi Visser e DJ Hi-Tek, que se vangloria de misturar várias culturas para criar sua sonoridade. Não pense em troca-los pelo Mumford!

Of Monsters and Men
Outra banda que participou da edição 2013 do Lolla Brasil, e foi elogiada, o Of Monsters and Men também retorna ao país com disco novo. “Beneath the Skin” (2015) evolui sutilmente a sonoridade do disco de estreia sem deixar de lado a pegada lá Arcade Fire da banda. Promete!

Cold War Kids
Entre 2006 e 2010, o Cold War Kids era um dos segredos mais bacanas do cenário indie norte-americano, e os shows, bombásticos, eram altamente recomendáveis. De lá pra cá, o quarteto californiano perdeu força (e adquiriu eletrônica), mas ainda merece uma chance.

Albert Hammond Jr.
Em 2014, Julian Casablancas aportou no Lolla com seu (terrível) projeto solo. Agora é a vez de Albert corrigir os erros do amigo e mostrar a melhor carreira solo de um Strokes – na verdade, em estúdio Albert solo supera a banda em muitos momentos. Bora ver como será ao vivo.

Bad Religion
Ícones do punk rock californiano, o Bad Religion não deixou a chama se apagar com o passar dos anos, e ainda que seja quase impossível o quarteto superar a apresentação consagradora do Close-Up Planet, em São Paulo, 1996, esse show é para se ver/ouvir emocionado.

The Baggios
Praticamente abrindo a maratona do Lolla 2016 no sábado às 12h05, os sergipanos do The Baggios merecem sua presença porque carregam 10 anos de bons serviços prestados ao blues rock e fazem um baita barulho ao vivo. Pra começar o fim de semana no melhor clima possível.

Dingo Bells
A tarefa árdua de abrir os trabalhos no domingo ficou a cargo dos gaúchos da Dingo Bells, responsáveis por um dos grandes álbuns de estreia do ano passado, “Maravilhas da Vida Moderna”. Eles entram no palco às 12h, e são um ótimo motivo para você chegar cedo ao autódromo de Interlagos.

Maglore
Trio de Salvador que alcançou o auge de sua carreira com o álbum “III”, lançado em 2015 e presente em dezenas de listas de melhores do ano (Scream & Yell e Rolling Stone inclusos), a Maglore chega ao Lolla vivendo seu melhor momento, e pode arrebatar muitos novos fãs. Incluindo você.

The Joy Formidable
Trio empolgante do País de Gales na melhor tradição do indie britânico, The Joy Formidable aporta no Brasil com álbum novo prestes a ser lançado (“Ralph”, seu terceiro disco, chega às lojas no dia 26 de março). Feche os olhos e deixa se levar pelo dream pop contagiante do trio.

Um bom festival!

– Marcelo Costa (@screamyell) é editor do Scream & Yell e assina a Calmantes com Champagne.

MAIS SOBRE MÚSICA, ENTREVISTAS E REVIEWS NO SCREAM & YELL

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.