Melhores de 2011: Carlos Freitas

Carlos Freitas (@carlosfreitas)
Impop

MELHOR DISCO NACIONAL
Wado – Samba 808
Gui Amabis – Memórias Luso Africanas
Bixiga 70 – Bixiga 70
Burro Morto – Baptista Virou Máquina
Emicida – Doozicabraba e a Revolução Silenciosa

MELHOR DISCO INTERNACIONAL
PJ Harvey – Let England Shake
Yemen Blues – Yemen Blues
Orchestre Poly-Rythmo de Cotonou – Cotonou Club
Tinariwen – Tassili
Amon Tobin – Isam

MELHOR SHOW NACIONAL
Bixiga 70 e Abayomy Afrobeat Orquestra – Sesc Pompéia.

MELHOR SHOW INTERNACIONAL
Primal Scream, Screamadelica ao Vivo no Popload Gig – HSBC Brasil

MELHOR FILME NACIONAL
As Canções – Eduardo Coutinho
Daquele Instante em Diante – Rogério Velloso
O Palhaço – Selton Mello
Diário de uma Busca – Flávia Castro
Transeunte – Eryk Rocha

MELHOR FILME INTERNACIONAL
A Pele que Habito – Pedro Almodóvar
Isto Não é um Filme – Jafar Pahani
Meia-noite em Paris – Woody Allen
Moneyball – Bennett Miller
Cópia Fiel – Abbas Kiarostami

MELHOR LIVRO
Privataria Tucana – Amaury Ribeiro Jr.
Fela – Esta Vida Puta – Carlos Moore
Os últimos soldados da Guerra Fria – Fernando Morais
Então você quer ser escritor? – Miguel Sanches Neto
O triunfo da música: A ascensão dos compositores, dos músicos e de sua arte – Tim Blanning

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.