Sun, Sun, Sun, The Elected


Sun, Sun, Sun, The Elected (Sub Pop)
Preço em média (importado): R$ 48

O Rilo Kiley parece ser uma das bandas obscuras mais legais dos quatro primeiros anos desta década. Após lançar três discos elogiados pela imprensa independente, o grupo tirou férias se dividindo em dois elogiados trabalhos: a vocalista, guitarrista e tecladista Jenny Lewis juntou-se as irmãs Chandra e Leigh Watson (as Watson Twins), e se cercou de amigos (Connor Oberst, dos Bright Eyes; Ben Gibbard do Postal Service e também do Death Cab for Cutie) para lançar o ótimo “Fur Rabbit Coat” (que ganhou edição nacional via Trama). Agora é a vez de Blake Sennett, guitarrista e co-vocalista da banda colocar na praça o segundo álbum de seu projeto paralelo, The Elected. O disco se chama “Sun, Sun, Sun”, e é tão bonito que chega a corar a pele.

Enquanto Jenny Lewis se afunda mais no country de raiz (sem negar o acento pop), Blake Sennet aposta no folk atolado de guitarras acústicas, banjo e violões para contar suas histórias de amor e de corações partidos. Com bateria marcante e guitarra stell, Sennet termina “Would You Come With Me” dizendo que ele só irá pelo caminho certo se ela vier com ele. “Fireflies In A Steel Mill” é suave, e o banjo dá um clima melancólico para a canção, com o piano conduzindo a história de amor. “Nós somos como os lugares que você nunca viu / Você leu sobre eles, e sabe que os amaria / É por isso que você se apaixonou por mim”, diz a letra. “Not Going Home” lembra – e muito – o clima mágico do Wilco. Na letra, o cara vê uma árvore, e lembra de sua casa, distante. “Às vezes você não pode ir para casa / Às vezes você já está lá / Quando eu olho, estou lá”.

Entre as canções lindas de “Sun, Sun, Sun” ainda podem ser inclusas a faixa título (ao violão), a maravilhosa “Did Me Good” (com um delicioso arranjo de orgão e cordas) e a totalmente alt-country “The Bank And Trust” (parceria de Sennet com Jenny Lewys, que ainda assina “Fireflies In A Steel Mill” e faz backings em “It Was Love”). Na verdade, o disco todo merece a sua atenção. Lançado em janeiro nos Estados Unidos, pela Sub Pop, “Sun, Sun, Sun” seria uma ótima pedida para futuros lançamentos da Trama no Brasil. Por enquanto é possível ouvir a banda no My Space. Estão lá duas músicas de “Sun, Sun, Sun” e mais duas de “My First”, primeiro lançamento do The Elected, em 2003. As quatro para download.

My Space do The Elected

3 thoughts on “Sun, Sun, Sun, The Elected

  1. marcelo

    to procurando um site que tava no ig e nao acho mais

    era algo como “contos de sexo da gata cooper”

    o site dela tinha umas fotos e uma foto que ela tava com uma pimenta na boca

    fiz busca no ig e abriu aqui

    :: iG – o seu provedor de Internet
    … Aproveite para ler os relatos eróticos da gata Cooper …
    ig.com.br

    so que eu cliko e nao acho o link

    mandei e-mail pedindo pro ig e nada

    se alguem souber me manda

    andre_valle@hotmail.com

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.