Aliança FARO: Panorama BOLIVIA (Destaques de Abril de 2022)

ABRIL 2022

Argentina | Bolivia | Brasil | Chile | ColômbiaCubaEspanha | México | Peru | Uruguai

Clique no país acima para conhecer seus destaques de abril!

BOLIVIA
por Pato Peters / do site Sonidos de Acá

Abril trouxe-nos muita atividade musical, e todos os fins de semana – nas principais cidades bolivianas – tiveram uma oferta variada de shows e apresentações, dividindo um público não tão grande que assiste a espetáculos culturais. Aos poucos, Santa Cruz de la Sierra começou a se tornar uma cidade de permanente movimento musical, e abril foi marcado por dois festivais que começaram naquele mês, o já tradicional Festival Internacional de Música Renacentista y Barroca Americana Misiones de Chiquitos, que reuniu grupos e ensembles de 20 países durante 10 dias, e o estreante Música con M de Mujer, que celebrou o talento de 24 artistas femininas ao longo de quatro fins de semana; A isto junta-se a atividade constante em espaços que oferecem música ao vivo juntamente com jovens talentos que unem forças para levar a sua mensagem e dar-se a conhecer.

É evidente que hoje há muita música sendo criada no país. Agora vem a difícil tarefa de formar públicos que, por muitos anos, tiveram opções limitadas. Estes são alguns dos maiores lançamentos do quarto mês de 2022.

GRILLO VILLEGAS – “HERMETISMO”: De repente, sem fazer muito barulho, e sem músicas promocionais, Grillo Villegas lançou “Hermetismo”, um novo álbum de estúdio, sucessor de “La Música Debe Elevarnos”, que saiu em setembro de 2019. O terceiro trabalho do cantor e compositor após a dissolução do Llegas traz nove músicas e marca o fim de uma das mais longas pausas entre discos do músico de La Paz, em seus mais de 30 anos de carreira. Bons ares. El Grillo volta a tocar ao vivo em maio, depois de mais de dois anos afastado dos palcos devido à pandemia; sua turnê anual habitual o levará a sete cidades do país.


LEO CAMARGO – “REENCONTRARNOS”: Leo Camargo, músico e produtor radicado em Salta, na Argentina, lançou “Reencontrarnos”, outro single de “Chepiagüi”, um trabalho de oito músicas que será lançado nos próximos meses. O artista de Santa Cruz, autor de canções como “Intenso” e “Fluyendo”, inclui nesta nova proposta instrumentos como sax, bumbo de legüero e quijada de burro, e confirma – mais uma vez – que é um dos expoentes mais interessantes da nova música boliviana. A música tem um videoclipe desenhado e dirigido por China Gomez, responsável pelos dois clipes anteriores do cantautor.


MARIANA RUEDA – “NO TE QUIERO”: Mariana Rueda, ex-vocalista da banda Las Lesbis Futbol Club, apresentou oficialmente sua primeira música solo, depois de alguns singles com Matone em abril do ano passado. Em “No Te Quiero“, a cantora de 22 anos traz uma proposta que flerta com shoegaze e punk, dentro de uma estética lo-fi. Com pouco mais de dois minutos e meio de duração, é uma daquelas músicas que colocamos no repeat, de novo e de novo e de novo.


VADIK BARRÓN – “KARMA”: Um ano e meio depois de “El Paraguas”, o músico e poeta Vadik Barrón, de Oruro, publicou o primeiro avanço de “Valle”, uma obra gravada na cidade de Cochabamba com Mao Khan (Quimbando) como produtor. Como parte de um álbum de sete músicas, “Karma” tem o cantor e compositor nascido na Rússia apostando em um novo começo, depois de ter deixado o álbum “Cocina” incompleto em 2020. Segundo Barrón, sua música mais recente fala sobre “adeus, de perdoar, de desejar o bem, de querer ser melhor, de ciclos que se renovam”.


LU DE LA TOWER – “UNA Y OTRA VEZ”: Luciana de la Torre, conhecida pelo nome artístico de Lu de la Tower, apresentou uma nova música/vídeo com produção conjunta de Jesús Oliva e Maurizio Alessio: “Una y Outra Vez”. Como sua primeira música lançada este ano, a solista revelação de 2021 nos traz um número pop contagiante que apresenta um videoclipe dirigido por Freddy Arteaga do Onze Estudio. Aos 22 anos, a cruceña aposta tudo em sua música, destacando-se por seus vídeos elaborados e pela cuidadosa produção de suas canções.


RADIO CUTIPA – “WARA WARA”: Radio Cutipa, projeto que reúne Alvaro “Conejo” Arce na programação, sintetizadores e samples, René Hamel no charango, flautas andinas e voz, Imilla Kózmica na voz e charango e Luis Daniel Iturralde na percussão, publicou sua primeira música nas plataformas em 1º de abril . Sob o título de “Wara Wara“, a faixa foi composta por Arce e Hamel e é uma morenada (um estilo de dança e música dos Andes bolivianos caracterizado por uma mistura de elementos africanos e indígenas) que serve de amostra do som da Rádio Cutipa, fundindo ritmos nativos do norte da Bolívia com música eletrônica, utilizando instrumentos nativos como os toyos, moseños, quena, tarkas e outros. O quarteto está preparando seu primeiro álbum para agosto deste ano, com 10 músicas produzidas por Arce.


MATEO CUIZA – “LA ESPUMA DE LOS DIAS”: O cantor e compositor Mateo Cuiza publicou seu segundo EP, um trabalho de quatro músicas que leva o título de “La Espuma de Los Dias”. Produzido por JOF, o sucessor de “Canciones en el Bunker”, de 2020, foi gravado em Santa Cruz de la Sierra, ao contrário do primeiro mini-álbum que foi gravado em La Plata, província de Buenos Aires, cidade de residência do jovem músico de Santa Cruz . O álbum inclui “Te Espero Afuera” e “tkm”, que serviram como promos do EP.


SERCHA RAMIREZ – “PARA TODOS LOS QUE FUIMOS”: Sercha Ramírez, de La Paz, uma das vozes mais importantes de sua geração, e uma das poucas que continua fazendo música até hoje, apresentou “Para Todos Los Que Fuimos”, sua primeira música solo. A ex-Ragga Ki, ex-Kimo e atual vocalista do Son Fusión está dando os retoques finais em “Astrolabio”, um EP de quatro músicas que foi produzido por Jotape Villalba, músico boliviano radicado no México. Segundo Ramírez, é um reggae/pop nascido em uma pandemia, como uma homenagem aos que não estão mais neste plano terrestre, mas que permanecem em nossas memórias. A canção conta com um videoclipe dirigido pelo cineasta Diego Cowks e pela produtora Ska Films..


MILA MAGAL – “LO QUE NUNCA DIJE”: Mila Magal, de Santa Cruz, continua promovendo seu EP auto-intitulado, desta vez com um novo vídeo dirigido por Mariana Dominguez. O clipe de “Lo Que Nunca Dije”, faixa #3 do mini-álbum, contou com a participação do ator de cinema Quim del Rio (“Tu Me Manques”, “98 segundos sem sombra”) como protagonista principal, junto com a modelo Luisina Erro. O EP de estreia de Magal está disponível em todas as plataformas de streaming.


FESTIVAL MÚSICA CON M DE MUJER: No dia 20 de abril, na cidade de Santa Cruz de la Sierra, começou o Festival de Música com M for Mujer, uma iniciativa de Sonidos de Acá que reuniu 24 artistas femininas de diferentes cidades do país. Durante quatro finais de semana, artistas renomadas como Vero Pérez, Mayra Gonzales e Ale Lanza (Timpana) dividiram o palco com nomes mais recentes como Las Majas, Mila Magal, Mariana Massiel, @Noni, Irene Torrico e Lu de la Tower, e musicistas emergentes como Fer Villarroel, Belén Bowles, Feluval e Nia Cole. Mais de 40 mulheres no total passaram pelos três palcos do festival, o teatro Meraki, o Museu de Arte Contemporânea e o Museu Altillo Beni. Você pode encontrar músicas de várias delas nessa playlist.


A família Wara lamentou a partida de Omi León, baterista da banda e filho de Omar León, baixista fundador do lendário grupo paceño. O músico de 30 anos fez parte da atual encarnação do Wara.

LEIA OS PANORAMAS ANTERIORES DA FARO

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.