Três perguntas: Riccelli Adriel (The Beer Planet)

por Marcelo Costa

Os anos 10 presenciaram o crescimento vertiginoso de novos rótulos de cerveja ofertados ao público nas gondolas dos supermercados e nos bares especializados. Pequenos brewpubs e novas (e pequenas) cervejarias começaram a se reproduzir em diversos locais do país colocando termos como IPA, Weiss, Saison, Russian Imperial Stout e Berliner Weisse, entre muitos outros, na ordem do dia daquele cervejeiro que, no século passado, tinha apenas quatro ou cinco cervejas (do mesmo estilo, com poucas diferenciações) para escolher. E a pergunta que fica é: como desbravar esse mundo?

Junto com o crescimento do mercado de cervejas especiais (que ofertam ao bebedor um conjunto sensorial muito maior do que o das cervejas ditas populares) surgiram também os clubes de cerveja, que, seguindo um determinado critério curatorial, entregam ao bebedor no conforto de sua casa uma seleção de rótulos buscando atender a sua necessidade pessoal, que tanto pode ser explorar estilos ousados e diferentes como se aprofundar na variedade de cervejas do estilo que ele mais admira – dentro desse cenário há clubes para todos os bolsos e gostos.

Surgida em 2013 em São Paulo e atendendo a todo o Brasil, o The Beer Planet traz uma oferta de planos variados buscando se adequar ao perfil de seu associado. E, desde 2019, conta com a curadoria cervejeira de Riccelli Adriel, sommelier e professor que antes divulgava a marca GET (conversei com ele em 2018) e agora mudou de lado do balcão: “Passei a comprar ao invés de vender”, ele conta no papo abaixo em que ainda explica como monta a seleção de cervejas que o “Beernauta” do clube receberá todo mês, e como funciona os planos do The Beer Planet, uma boa alternativa tanto para quem quer conhecer mais sobre cerveja e não sabe por onde começar tanto para aqueles cervejeiros que estão atrás de rótulos exclusivos. Confira.

Seleção do mês de junho do clube Beer Planet

Há quanto tempo existe o The Beer Planet e quando vocês começaram a trabalhar juntos?
O The Beer Planet surgiu em junho de 2013, foi um dos primeiros da leva de clubes de assinatura especializados em cerveja, entrei na empresa após sair da GET em maio de 2019, mas o primeiro clube oficialmente sob minha curadoria só foi o do mês seguinte, em junho.

Como você pensa a seleção mensal e como foi pra você se envolver nessa curadoria?
A primeira coisa foi mudar o mindset, eu literalmente fui pro outro lado da mesa, passei a comprar ao invés de vender, porém como em todos os projetos eu pensei fora desse escopo, literalmente com o tal “óculos do cliente”, pensei o que me faria realmente assinar um clube ao invés de comprar as cervejas á vontade do mercado? Qual seria o motivo de me prender nesta escolha? Se eu estivesse iniciando neste universo o que me atrairia? E se eu já tivesse certo conhecimento o que me faria assinar? O resultado dessa reflexão foi a palavra exclusividade e vêm sendo o resultado que obtivemos em relação as nossas parcerias, do ano passado para cá, já somamos mais de 10 rótulos colaborativos com diversas cervejarias como Dadiva, Maniacs, Zalaz, Hoffen, St Patrick”s Beer, Mindubier que o consumidor só encontra se realmente se associar ao clube, na minha opinião a maior vantagem atual, além obviamente do custo benefício do mix de produtos enviado em relação ao seu valor real no mercado. A seleção do clube de todo mês busca trazer cervejas mais leves e menos complexas para agradar quem optou pelo Plano Terra, como também cervejas com maior informação e complexidade para quem opta pelo plano Plutão, mas que também faça sentido em conjunto caso você já beba de tudo e assine o plano Espacial que vai os quatro rótulos dessas duas segmentações e ainda o customizável aonde você opta por receber seus estilos prediletos dentro dessas opções e ainda uma opção escura se desejar! O cenário perfeito é que o consumidor que bebe somente as complexas também venha á se encantar novamente por uma boa Pilsner, tanto como aquele que só tome cervejas de trigo passe a se encantar com uma boa Saison e se habituar á uma dose de amargor de uma boa IPA !

No vídeo abaixo você conta sobre as cervejas do mês de junho do The Beer Planet. O que motivou você a escolher essas cinco cervejas? E como funciona a separação dos rótulos para os associados? Quem recebe o que?
Busco sempre uma temática do mês, como no mês de junho temos a festa junina, faz alguns meses que já estávamos desenvolvendo uma Tripel com adição de amendoim com a Mindubier da Bahia, as demais sempre surgem de boas negociações, avaliações e prospecções, busco sempre enviar além de um rótulo exclusivo, uma opção de cerveja importada, uma opção de uma cervejaria de regiões do Brasil com pouca distribuição e rótulos que tenham obtido boas premiações e medalhas em festivais !

O Clube possui 4 opções:

O Plano Terra aonde o Beernauta irá cervejas da família lager e de trigo, podendo ser leves, refrescantes ou até mesmo uma Weizenbock mais alcoólica por exemplo.

O Plano Plutão aonde enviamos todo mês uma opção lupulada e também uma opção de tradição da escola belga, podendo ser uma Dubbel licorosa ou uma Witbier super condimentada.

O Plano Espacial aonde vão as 4 opções acima.

O Plano das Galáxias aonde o associado escolhe duas á três opções das que mais gosta e ainda pode adicionar a cerveja escura selecionada daquele mês.

Hoje também permitimos qualquer plano adicionar a opção escura ao seu clube, assim como um copo colecionável que enviamos todos os meses por um valor adicional. O

The Beer Planet também é responsável pela curadoria do clube KMV do Ipiranga!

– Marcelo Costa (@screamyell) é editor do Scream & Yell e assina a Calmantes com Champagne.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.