Boteco: 6 cervejas nacionais ideais para o verão

por Herbert Moura

O verão chegou com tudo e começamos a pensar em quais são as cervejas ideais para combinar com o calor. De acordo com Paola Vieira, especialista em bebidas do portal ReviewBox, existem várias características nas cervejas que se encaixam perfeitamente com essa época do ano, como a refrescância, a facilidade de beber e a leveza dos ingredientes. Conheça seis cervejas nacionais que combinam perfeitamente com o verão. Algumas delas, inclusive, já foram citadas em outras versões do “Boteco” aqui no Scream & Yell.

Cupuaçu Sour
A Cupuaçu Sour, da cervejaria Morada Etílica, foi lançada originalmente na série “Delícias ácidas de verão”, e acabou ficando no portfólio da marca. Com a coloração dourada, ela combina o estilo ácido Berliner Weisse com toques brasileiros refrescantes, representados pela polpa de cupuaçu, sendo muito boa no calor. Os 5.5% de álcool e 7 de IBU a tornam uma cerveja fácil de beber. Foi vice-campeã do Festival Brasileiro da Cerveja em 2016, na categoria Berliner Weisse.

Tormenta WitBear
Witbier é um dos estilos mais frequentemente associados ao calor e ao verão, por conta da mistura de cascas de laranja com sementes de coentro. A Tormenta WitBear, cerveja com 5% de teor alcoólico, representa extremamente bem o estilo belga de refrescar. Ela é não filtrada, tem a coloração amarelo-palha e também é bem fácil de beber.

Wäls Aloha
A Aloha é uma Summer Ale, estilo que como o nome já diz, se encaixa muito bem com o verão. As Summer Ale começaram a ser feitas na Inglaterra, nos anos 80, portanto trata-se um estilo bem novo. O que deixa a Wäls Aloha ainda mais adequada é o teor alcoólico extremamente baixo: apenas 2.5%, fazendo dela uma cerveja muito leve para beber. O frescor fica por conta da mistura de lúpulos, malte e toques cítricos frutados.

Mohave WitLager
Vem da cervejaria carioca Mohave esta versão bem brasileira da Witbier, que traz na receita limão, pimenta-rosa e as tradicionais sementes de coentro. O resultado não poderia ser outro a não ser a refrescância total. Além disso, ela tem a textura levíssima e é bem pouco amarga, combinando perfeitamente com o calor. O teor alcoólico também não é tão alto: 4.5%.

Partido Alto Samba Lager
A Partido Alto fez esta Lager que, já na descrição e no nome, consegue evocar muito bem o espírito do verão brasileiro. Os aromas terrosos, cítricos e herbáceos a tornam muito refrescante. O teor alcoólico é 5.3% e o sabor herbal e maltado, com toques amargos, é capaz de surpreender.

Cathedral Erudita
A Cathedral, cervejaria maringaense que foi eleita a melhor do Brasil em 2018, também tem a sua versão da Witbier: é a Erudita. Além do coentro e das cascas de laranja, a receita conta também com flores de camomila e capim cidreira. O teor alcoólico é 5.2%.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.