Boteco: Cinco cervejas das cinco regiões do Brasil

por Herbert Moura

Se cada região do Brasil tem características e cultura própria, com a cerveja não é diferente. Rótulos que nasceram ou foram adotados por cidades e estados se tornam ícones e parte da identificação local com a bebida. A cerveja consegue apresentar características singulares que representam o clima, as tradições e frutos típicos, que dão o toque especial a bebida.

Características tão precisas estão sendo cada vez mais valorizadas pelos consumidores, que de acordo com o portal universodeles.com.br, preferem qualidade a quantidade, o que comprova a mudança de comportamento deste consumidor.

Tanto é, que pesquisa feita pela Kantar Worldpanel mostra que 57% dos consumidores afirmam preferir beber pequenas quantidades de cerveja cara à grandes quantidades de cerveja barata honrado o lema do cervejeiro artesanal: Beba menos, beba melhor. Isso dá oportunidade para que os cervejeiros artesanais invistam em suas produções.

No Norte, podemos destacar, entre tantas opções de cervejas peculiares, a Amazon Forest Bacuri. A Amazon Beer é uma cervejaria de Belém, no Pará, famosa por aproveitar a riqueza da flora amazonense em suas receitas. Uma delas é a Forest Bacuri, uma cerveja dourada, leve e refrescante, feita com bacuri, um dos frutos mais apreciados do Norte brasileiro.

A cervejaria 5 Elementos, do Nordeste, também homenageia um fruto famoso da região e do Brasil: o café. Com uma opção da bebida que leva o aroma, cor e forte sabor do café, a marca ganhou muitos clientes. A bebida dá a sensação de estar de fato consumindo alguma variação do grão torrado. A cerveja possui um aroma que lembra o chocolate amargo e na boca tem o gosto do café expresso, que persiste no paladar por um tempo prolongado.

Já no Sudeste trazemos um rótulo de uma cervejaria que sempre utiliza elementos que remetem ao Japão em suas receitas. Trata-se da Japas Cervejaria, aqui representa pela Matsurika, uma Bohemian Pilsener que recebe adição de pétalas de Jasmin (Matsurika é uma das formas de se referir à flor no idioma japonês). De coloração dourada com creme branco de boa formação e permanência, a Japas Matsurika apresenta um aroma interessante que combina notas herbais e florais suaves com doçura maltada sugerindo caramelo. Na boca, textura suave.

No Centro-Oeste a Moagem Guavira Wit se destaca. Uma cerveja perfeita para se refrescar do calor do pantanal e cerrado, é produzida com guavira (também conhecida como guabiroba), fruto nativo do centro-oeste brasileiro. Mas como Goiania representa a região muito bem no quesito cerveja, não poderíamos deixar de fora a marca Colombina.

A Colombina possui uma mistura de sabores do cerrado goiano que dá um toque especial a bebida, como a própria versão IPA, que contém rapadura Moça Bonita, um doce típico local, em sua composição.

Para fechar, o Sul do Brasil. A região possui alguns rótulos bem específicos, como a Schatz Muskat. Esta cerveja, produzida com adição de uvas moscato, une com muita qualidade a tradição das vinícolas da Serra Gaúcha com a criatividade das microcervejarias brasileiras.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.