10 dicas para abraçar o desperdício zero

por Herbert Moura

Nos dias de hoje abraçar a filosofia de desperdício zero é cada vez mais importante. Deixamos aqui 10 dicas de como começar a fazer isso em sua casa hoje mesmo. Confira:

01 – Reduza seu desperdício! Troque tecidos descartáveis por lenços. É ótimo para secar as mãos em banheiros públicos, lágrimas inesperadas, embrulhar guloseimas e, claro, assoar o nariz. E não há desperdícios de papel.

02 – Reduza seu desperdício! Troque as toalhas de papel por trapos e panos de prato. Melhor para o planeta e sua carteira. Quem não odeia secar pratos. Com esses panos você pode realizar muitas tarefas. Espanar, limpar balcões de cozinha, secar pratos Envolvendo uma sanduíche para levar ao trabalho. Há tantos usos para as boas toalhas de prato.

03 – Você já deixou espaguete num tupperware de plástico? Depois de algumas horas, o plástico está tingido de vermelho, onde o molho foi infiltrando? O inverso acontece também. Quando você armazena alimentos em plástico, especialmente se for aquecido, essa parede de plástico vai libertar químicos na sua comida. Opte por vidro ou inox. Não só são dois dos produtos mais recicláveis, mas você não precisa se preocupar com contaminação.

04 – Estamos todos muito conscientes de que as garrafas de plástico são um dos itens mais comuns nos aterros sanitários. Elas têm uma taxa de reciclagem incrivelmente baixa. Aqui estão alguns fatos divertidos: Elas também são um dos itens mais fáceis de substituir no seu dia a dia. Acostume-se com a sua água da torneira e encha uma garrafa reutilizável. Há um monte de opções atraentes de vidro e aço inoxidável.

05 – Há uma quantidade enorme de sacolas plásticas em aterros e cursos de água. Eles são incrivelmente nocivos e colocam a fauna marinha em perigo. É uma mudança muito fácil. A parte mais difícil é lembrar de trazê-los com você. Tente mantê-los no porta-malas do seu carro. Algumas lojas lhe dão dinheiro de volta por trazê-las, e não há melhor incentivo do que isso.

06 – Até mesmo a fruta e verdura não podem escapar do plástico sem fim. Espinafre vem em sacos de plástico ou caixas, laranjas vêm em caixas. O mercado de orgânicos é a melhor maneira de evitar essas coisas. Se você não tiver acesso a um mercado de orgânicos, traga seus próprios sacos de produtos e evite produtos pré-embalados.

07 – Esponjas são um imã para bactérias, mas também o são os trapos. As bactérias gostam de crescer em ambientes quentes e úmidos. O esfregão é o mais higiênico, mas às vezes é difícil de limpar dentro de um frasco. Use trapos para aqueles lugares difíceis de alcançar. Se você lavar os seus trapos regularmente e secá-los, o calor do sol matará as bactérias e naturalmente as eliminará. Todas essas coisas precisarão ser substituídas eventualmente. Use materiais renováveis ou compostáveis.

08 – Você deveria trocar a sua escova de dentes a cada três meses. Em mais de uma década, uma pessoa enviará 40 escovas de dente para um aterro sanitário. Felizmente existem muitas alternativas de bambu que você pode compostar.

09 – Deixe folha de alumínio e sacos de plástico de uso único para trás. Envolva sanduíches em guardanapos ou cubra tigelas e queijo com envoltórios de cera de abelhas.A folha de alumínio é uma coisa difícil de se deixar para trás. Felizmente, eles fazem produtos reutilizáveis que agem como papel alumínio ou plástico. Algumas empresas vendem tecidos encerados moldáveis usados para preservação. Você também pode usar um tapete de silicone para revestir suas panelas ao assar em altas temperaturas. Ou usá-los para congelar.

10 – A compostagem é provavelmente o passo mais importante de todos. Sabia que 80% de tudo que se joga fora poderia ser compostado. Você pode ter um composto municipal, mas também pode fazer um composto de quintal. Encontrar o caminho certo para você pode ser um desafio, mas vale a pena o esforço.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.