Boteco: da Dinamarca, Dry & Bitter

por Marcelo Costa

Abrindo um passeio por um trio de cervejas da dinamarquesa Dry & Bitter, cervejaria aberta em 2015 em Gørløse, cidade com pouco mais de 1100 habitantes a cerca de 40 quilômetros da capital Copenhague. A primeira é a Bale Ale Citra, uma Session IPA Single Hop de coloração dourada turva e creme branco com leves traços beges de boa formação e retenção. No nariz, uma pancada de notas frutadas cítricas (maracujá, laranja e grapefruit) exibindo um aroma delicioso sobre uma base suave de malte. Na boca, doçura cítrica deliciosa (mais laranja do que maracujá) no primeiro toque seguida de doçura de malte bem discreta, picância leve e amargor moderado que não deve ultrapassar os 30 IBUs. A textura é levemente picante e efervescente. Dai pra frente, a Bale Ale Citra segue a trilha de uma Session bastante carbanotada, efervescente e cítrica, mas pouco amarga. No final, secura e amargorzinho. No retrogosto, grapefruit.

A segunda da Dry & Bitter é a Dank and Juicy, uma West Coast IPA com lúpulos Citra, Equinox e Mosaic. De coloração dourada turva, juicy como um suco, e creme branco de tons beges de ótima formação e média alta retenção, a Dry & Bitter Dank and Juicy apresenta um aroma intensamente frutado, tropical, com muita sugestão de frutas cítricas (laranja predominando). Há, ainda, um leve herbal, mas nada intenso e caramelado puxado para resina como as tradicionais West Coast IPAs norte-americanas. Aqui o perfil é mais doce, frutado e envolvente. Na boca, doçura frutada no primeiro toque seguida de leve herbal, de frutas tropicais e de um amargor marcante, em torno dos 50 IBUs. A textura é cremosa e picante. Dai pra frente, a sensação é de que a Dank and Juicy é o meio do caminho entre as West Coast e as New England, com frutado tropical em destaque. No final, secura e amargor longo, marcante, mas não agressivo. No retrogosto, mais frutado cítrico, refrescancia e leve doçura de açúcar.

A terceira Dry & Bitter da sequencia atende pelo nome de Still Lifestyle é uma Coffee Porter que recebe adição de cold brew (café extraído a frio). De coloração marrom bastante escura e creme bege espesso de boa formação e retenção, a Dry & Bitter Still Lifestyle apresenta um aroma com sugestão intensa e deliciosa de café mais chocolate sutil, caramelo, baunilha e malte torrado. Na boca, doçura rápida no primeiro toque, que cede espaço para o café no microssegundo seguinte, mas adocicado e com uma leve sensação de chocolate. O amargor é baixinho (suspeito que menos de 25 IBUs) e a textura, suave e aconchegante. Dai pra frente segue-se um conjunto absolutamente delicioso e reconfortante, com o café surgindo de maneira suave e abrindo espaço para sugestões de chocolate e baunilha. No final, café e chocolate. No retrogosto, mais café suave e mais chocolate. Delicia!

Balanço
A primeira de três Dry & Bitter surpreendeu pois é uma digníssima Session IPA tropical, com destaque para o frutado cítrico caprichado. O frutado cítrico também se destaca na Dank & Juicy, uma American IPA que parece ficar em dúvida de qual escola namorar: West Coast ou New England? Ela pega um pouco das duas, e o resultado é delicioso. Fechando o trio com a sensacional Dry & Bitter Still Lifestyle, uma Coffee Porter com Cold Brew que é deliciosa e reconfortante! Adorei.

Dry & Bitter Citra Bale Ale
– Produto: Session IPA
– Nacionalidade: Dinamarca
– Graduação alcoólica: 4.6%
– Nota: 3.38/5

Dry & Bitter Dank & Juicy
– Produto: American IPA
– Nacionalidade: Dinamarca
– Graduação alcoólica: 6.2%
– Nota: 3.40/5

Dry & Bitter Still Lifestyle
– Produto: Coffee Stout
– Nacionalidade: Dinamarca
– Graduação alcoólica: 7.3%
– Nota: 3.43/5

Leia também
– Top 2001 Cervejas, por Marcelo Costa (aqui)
– Leia sobre outras cervejas (aqui)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.