Oscar 2019: Faça a sua aposta!

por Marcelo Costa

Não precisa analisar muito: a edição 2019 do Oscar, o prêmio “máximo” do cinema organizado pela Academia de Artes e Ciências Cinematográficas dos Estados Unidos, é disparada a mais fraca desta década. Ainda na dúvida? Ok, você pode argumentar sobre 2011, vencida por “O Discurso do Rei”, mas isso é mais incompetência dos votantes do que da safra, que trazia “Cisne Negro“, “A Origem“, “A Rede Social”, “Toy Story 3“, “Blue Valentine” e “Inverno da Alma“.

Mesmo as edições de 2012 (vencida pelo bonito “O Artista”), 2013 (do divertido e esquecível “Argo”) e 2014 (do denso “12 Anos de Escravidão”) traziam grandes filmes na lista, muitos deles melhores que os vencedores, de “Meia Noite em Paris” (o último Woody Allen impecável) ao lírico “A Invenção de Hugo Cabret” (um Scorsese para guardar), da obra-prima “Amor” (Haneke no auge) a “O Mestre” (PTA, grande PTA) até “Gravidade”, “Ela”, “Nebraska”, “Antes da Meia-Noite”, “Blue Jasmine”, “Grande Beleza”, “A Caça” e “O Lobo de Wall Street” (uou, que safra a de 2014, hein).

2015 também teve uma boa safra com “Birdman ou (A Inesperada Virtude da Ignorância)“, “Boyhood – Da Infância à Juventude“, “O Grande Hotel Budapeste“, “Dois Dias, Uma Noite“, “Vício Inerente“, “O Abutre“, “Ida“, “Relatos Selvagens” e “Leviatã“. A coisa começa a entornar em 2016, vencido por “Spotlight”, mas com “O Quarto de Jack”, “A Grande Aposta” e “Os Oito Odiados” na lista. Apesar do hype em “La La Land” e “A Chegada”, 2017 teve o bom vencedor “Moonlight”, o dramático “Manchester a Beira-Mar” e os estrangeiros “Elle” e “Terra de Minas”.

2018 tinha “Trama Fantasma” e “Corra!”, mas decidiu abraçar “A Forma da Água” (luz sobre “Doentes de Amor”, o sensacional “Projeto Flórida” e ainda “Blade Runner 2049”, ”Loveless” e “De Corpo e Alma”). 2019 não tem nada disso. “A Favorita”, um dos melhores, é o mais fraco e mais acessível dos três filmes hollywoodianos do grego Yorgos Lanthimos (os sensacionais “O Lagosta” e “O Sacrifício do Cervo Sagrado“). “Vice” revisita o estilo de “A Grande Aposta” enquanto “Green Book” é um grande filme de atores e “Roma” exprime beleza, mas não traz nenhuma novidade.

2019 é o ano em que as grandes bilheterias usam seu cartão de crédito para alcançar uma vaga entre os eleitos, e só isso explica a quarta refilmagem de “Nasce Uma Estrela” e o pastelão musical “Bohemian Rhapsody” na lista final. Mesmo o excelente “Pantera Negra”, outra das grandes bilheterias do ano, foi prejudicado pela agenda de sua produtora: quando lançado, no começo de 2018, ele era o assunto mais comentado no universo cinematográfico, incluindo o Oscar 2018, mas chega a 2019 esquecido e menor.

Este é um ano sem francos favoritos na categoria principal, e tudo pode acontecer. Os dois vencedores do Globo de Ouro (“Green Book” e “Bohemian Rhapsody”) chegam à premiação diminuídos por problemas extra-filme enquanto “Infiltrado na Klan” e “Roma” cresceram e, nos últimos dias, até “Nasce uma Estrela” teve um empurrãozinho (o que demonstra o baixo nível da safra). Os dois melhores da lista, “A Favorita” e “Vice”, surgem como azarões, algo típico da Academia, que raramente enxerga o que é bom no ano em que ele foi feito. O que será que acontece este ano? Palpites?

MELHOR FILME
A Favorita (leia resenha)
Roma (leia resenha)
Vice (leia resenha)
Pantera Negra
Green Book – O Guia (leia resenha)
Nasce uma Estrela (leia resenha)
Infiltrado na Klan (leia resenha)
Bohemian Rhapsody (leia resenha)

MELHOR DIREÇÃO
Alfonso Cuarón (Roma)  (leia resenha)
Spike Lee (Infiltrado na Klan)  (leia resenha)
Yorgos Lanthimos (A Favorita) (leia resenha)
Pawel Pawlikowski (Guerra Fria) (leia resenha)
Adam McKay (Vice) (leia resenha)

MELHOR ATOR
Bradley Cooper (Nasce uma Estrela) (leia resenha)
Rami Malek (Bohemian Rhapsody) (leia resenha)
Christian Bale (Vice) (leia resenha)
Willem Dafoe (No Portal da Eternidade) (leia resenha)
Viggo Mortensen (Green Book – O Guia) (leia resenha)

MELHOR ATRIZ
Olivia Colman (A Favorita) (leia resenha)
Lady Gaga (Nasce uma Estrela) (leia resenha)
Glenn Close (A Esposa) (leia resenha)
Melissa McCarthy (Poderia Me Perdoar?)  (leia resenha)
Yalitza Aparicio (Roma)  (leia resenha)

MELHOR ATOR COADJUVANTE
Richard E. Grant (Poderia Me Perdoar?)  (leia resenha)
Mahershala Ali (Green Book – O Guia) (leia resenha)
Adam Driver (Infiltrado na Klan)  (leia resenha)
Sam Elliott (Nasce uma Estrela) (leia resenha)
Sam Rockwell (Vice) (leia resenha)

MELHOR ATRIZ COADJUVANTE
Regina King (Se a Rua Beale Falasse)
Marina de Tavira (Roma)  (leia resenha)
Amy Adams (Vice) (leia resenha)
Emma Stone (A Favorita) (leia resenha)
Rachel Weisz (A Favorita) (leia resenha)

MELHOR ROTEIRO ORIGINAL
Green Book – O Guia (leia resenha)
Roma  (leia resenha)
No Coração das Trevas  (leia resenha)
A Favorita (leia resenha)
Vice (leia resenha)

MELHOR ROTEIRO ADAPTADO
Infiltrado na Klan  (leia resenha)
A Balada de Buster Scruggs (leia resenha)
Se a Rua Beale Falasse
Nasce uma Estrela (leia resenha)
Poderia Me Perdoar?  (leia resenha)

MELHOR ANIMAÇÃO
Homem-Aranha no Aranhaverso (leia resenha)
Os Incríveis 2
WiFi Ralph
Ilha de Cachorros (leia resenha)
Mirai

MELHOR FILME ESTRANGEIRO
Roma (México)  (leia resenha)
Guerra Fria (Polônia) (leia resenha)
Assunto de Família (Japão) (leia resenha)
Cafarnaum (Líbano)
Nunca Deixe de Lembrar (Alemanha)

MELHOR DOCUMENTÁRIO
RBG
Minding the Gap
Hale County this Morning, the Evening
Of Fathers and Sons
Free Solo

MELHOR DIREÇÃO DE ARTE
O Retorno de Mary Poppins
A Favorita (leia resenha)
O Primeiro Homem
Roma  (leia resenha)
Pantera Negra

MELHOR FOTOGRAFIA
Roma  (leia resenha)
Nasce uma Estrela (leia resenha)
A Favorita (leia resenha)
Guerra Fria (leia resenha)
Nunca Deixe de Lembrar

MELHOR FIGURINO
A Favorita (leia resenha)
A Balada de Buster Scruggs  (leia resenha)
Duas Rainhas
O Retorno de Mary Poppins
Pantera Negra

MELHOR MAQUIAGEM
Vice (leia resenha)
Border
Duas Rainhas

MELHOR EDIÇÃO
A Favorita (leia resenha)
Infiltrado na Klan  (leia resenha)
Bohemian Rhapsody (leia resenha)
Green Book – O Guia (leia resenha)
Vice (leia resenha)

MELHOR TRILHA SONORA
Se a Rua Beale Falasse
Ilha de Cachorros  (leia resenha)
Pantera Negra
O Retorno de Mary Poppins
Infiltrado na Klan  (leia resenha)

MELHOR CANÇÃO ORIGINAL
“Shallow” (Nasce uma Estrela) (leia resenha)
“All the Stars” (Pantera Negra)
“I’ll Fight” (RBG)
“The Place Where Los Things Go” (O Retorno de Mary Poppins)
“When a Cowboy Trades His Spurs for Wings” (A Balada de Buster Scruggs)  (leia resenha)

MELHORES EFEITOS VISUAIS
Vingadores: Guerra Infinita
Christopher Robin – Um Reencontro Inesquecível
Jogador nº 1
O Primeiro Homem
Han Solo: Uma HIstória Star Wars

MELHOR EDIÇÃO DE SOM
O Primeiro Homem
Pantera Negra
Roma  (leia resenha)
Um Lugar Silencioso (leia resenha)
Bohemian Rhapsody (leia resenha)

MELHOR MIXAGEM DE SOM
O Primeiro Homem
Roma  (leia resenha)
Nasce uma Estrela (leia resenha)
Bohemian Rhapsody (leia resenha)
Pantera Negra

MELHOR CURTA-METRAGEM
Marguerite
Fauve
Mother
Skin
Detainment

MELHOR CURTA-METRAGEM – ANIMAÇÃO
Bao
Animal Behavior
Late Afternoon
Weekends
One Small Step

MELHOR CURTA-METRAGEM – DOCUMENTÁRIO
End Game
Lifeboat
A Night at the Garden
Period. End of Sentence
Black Sheep

– Balanço: Oscar 2014, 2015, 2017 e 2018

One thought on “Oscar 2019: Faça a sua aposta!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.