Boteco: Cinco cervejas da Tiny Rebel

por Marcelo Costa

Abrindo um quinteto de cervejas da galesa Tiny Rebel, fundada em 2012 em Rogerstone, no Reino Unido, e que já passou por aqui com dois outros rótulos: Hadouken American IPAThe Full Nelson Pale Ale. Agora é a vez da CLWB Tropicana, uma Tropical IPA de 5.5% de álcool e 40 IBUs lançada em fevereiro de 2016 que exibe uma coloração dourada levemente turva com creme branco de boa formação e média alta retenção. No nariz, como antecipa o site, uma salada de frutas tropicais com muita sugestão de manga, abacaxi, maracujá, toranja e pêssego além de percepção de bubblegum e de capim limão suave. Na boca, bubblegum, maracujá e pêssego no primeiro toque seguido de leve herbal e amargor suave, ainda que marcante. A textura é suave e vai se tornando cremosa, com leve picância (de lúpulo) presente. Dai pra frente, uma Tropical IPA que honra o estilo, com abundancia de frutas e amargor leve, mas presente. No final, toranja e amargor suaves. No retrogosto, mais amargor (leve) e toranja. Delicia.

A segunda Tiny Rebel da série é a Cali, uma West Coast American Pale Ale (com os lúpulos Mosaic, Simcoe e Equinox) lançada em janeiro de 2016 “inspirada pelo sol e pelas palmeiras de Newport Beach, o brilho e o glamour de Rodeo Drive e as vistas e sons do centro de LA”, segundo o site oficial. De coloração amarela levemente dourada e meio turva com creme branco de boa formação e média alta retenção, a Tiny Rebel Cali exibe um aroma cítrico e suavemente tropical (abacaxi, laranja e manga) com leve percepção de levedura sugerindo condimentação além de percepção de malte (e biscoito). Na boca, doçura cítrica no primeiro toque (manga docinha) seguida de leve picância e amargor presente, mas não tão intensos quanto os 55 IBUs pretendem (40 está de bom tamanho). A textura é cremosinha, com picância menor do que eu esperava (5.5% de álcool discretíssimos). Dai pra frente, um conjunto refrescante e bem saboroso, levemente amargo, com cítrico gostoso e doçura bem discreta. No final, amarguinho cítrico bem suave (com leve presença de herbal). No retrogosto, cítrico, herbal e doçura. Delicinha.

A terceira Tiny Rebel da sequencia é a CWTCH, uma Welsh Red Ale lançada em maio de 2012 que combina seis maltes caramelo e três lúpulos cítricos norte-americanos. O resultado é uma Amber Ale de coloração âmbar levemente turva com creme bege clarinho de excelente formação e eterna retenção. No nariz, uma combinação suave de notas cítricas (com predomínio de sugestão de maracujá) e herbais derivadas da lupulagem sobre uma base maltada de pão doce sugerindo caramelo. Na boca, doçura maltada no primeiro toque deixando escapar uma leve presença cítrica, que aumenta progressivamente na sequencia, conforme a cerveja desce a garganta, trazendo consigo um amargor suave que, assim como a anterior, parece bem menos do que os 50 IBUs que a cervejaria defende (40 está de bom tamanho). A textura é suave com leve picância metálica. Dai pra frente, um conjunto básico que combina caramelo e cítrico sem se apegar tanto ao estilo Red Ale, soando mais uma Bitter com acento cítrico. No final, amarguinho leve. No retrogosto, mais caramelo do que cítrico e herbal.

Produzida pela primeira vez em janeiro de 2016, e com o lote esgotando em cerca de 36 horas, a Tiny Rebel Stay Puft é uma Marshmallow Porter que exibe uma coloração marram escura, praticamente preta, com creme bege de média formação e rápida dispersão. No nariz, um aroma bastante intenso de marshmallow salta para fora da garrafa assim que ela é aberta, e apesar de trazer doçura e sugestão de essência de baunilha, deixa perceber também um acento de chocolate amargo, açúcar mascavo e leve, mas muito leve mesmo, café. Na boca, marshmallow e essência de baunilha intensos no primeiro toque seguidos de alcaçuz, lactose, leve chocolate amargo e mais leve ainda café – porém, a baunilha segue reinando. A textura é levemente suave (menos do que se espera) e, dai pra frente, segue-se um perfil que investe na combinação intensa (e um tiquinho enjoativa) de marshmallow, baunilha e alcaçuz. No final, doçura de baunilha. No retrogosto, um tiquinho de chocolate amargo e muita baunilha. Ainda assim, interessante!

Encerrando o quinteto da Tiny Rebel com uma cerveja lançada em maio de 2012: Dirty Stop Out, uma Oatmeal Stout com oito maltes, aveia e lúpulos eslovenos! De coloração marrom bastante escura com creme bege de boa formação e média alta retenção, a Tiny Rebel Dirty Stop Out exibe um aroma com equilíbrio entre sugestão de chocolate (meio amargo, meio ao leite), café, nozes e caramelo levemente tostado. Na boca, uma replicação exata do que o aroma adianta com doçura achocolatada chegando mais rápida no primeiro toque, e ainda levando leve vantagem sobre o café, as nozes e o caramelo tostado. O amargor é bem comportado para os 50 IBUs anotados (novamente: deve ficar ali pelos 40) enquanto a textura, suave, se aconchega na boca. Dai pra frente, uma Oatmeal Stout clássica, saborosa e com final levemente herbal… e achocolatado. No retrogosto, aconchego. Boa!

Balanço
De todas as cervejas da Tiny Rebel que eu havia bebido previamente, a CLWB era minha favorita, e continua uma delicia tropical com amargor presente, como uma boa derivada da escola American IPA deve ser. Delicia. Já a Tiny Rebel Cali é uma APA bem agradável, mas sem grandes novidades. A terceira, CWTCH, segue o padrão de falta de novidades da anterior, mas fresca deve descer muito bem. Uma boa surpresa é a Stay Puft, uma Marshmallow Porter que parece usar baunilha no lugar de água, mas, ainda assim, bem curiosa. Gostei. Fechando com a boa Oatmeal Stout da casa, a Dirty Stop Out. Quero mais dessa cervejaria.

Tiny Rebel CLWB Tropicana
– Produto: Tropical IPA
– Nacionalidade: País de Gales
– Graduação alcoólica: 5.5%
– Nota: 3,64/5

Tiny Rebel Cali
– Produto: American Pale Ale
– Nacionalidade: País de Gales
– Graduação alcoólica: 5.5%
– Nota: 3,47/5

Tiny Rebel CWTCH
– Produto: Amber Ale
– Nacionalidade: País de Gales
– Graduação alcoólica: 4.6%
– Nota: 3,01/5

Tiny Rebel Stay Puft
– Produto: Porter
– Nacionalidade: País de Gales
– Graduação alcoólica: 5.2%
– Nota: 3,48/5

Tiny Rebel Dirty Stop Out
– Produto: Oatmeal Stout
– Nacionalidade: País de Gales
– Graduação alcoólica: 5%
– Nota: 3,30/5

Leia também
– Top 2001 Cervejas, por Marcelo Costa (aqui)
– Leia sobre outras cervejas (aqui)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.