Lollapalooza 2018: Cerveja e Comida

O público do Lollapalooza Brasil fará uma viagem aos anos 90 nos três dias do festival. E não será apenas durante os shows de Pearl Jam, Red Hot Chili Peppers e outras atrações noventintas. A cerveja Budweiser, que em 1991 apoiou a primeira edição do festival nos EUA (confira o infográfico  Lollapalooza 1991 – 2013), está de volta ao Lollapalooza e se inspirou nos primeiros anos do festival para preparar uma série de atrações para esta edição brasileira que acontece nos dias 23, 24 e 25 de março no Autódromo de Interlagos em São Paulo.

Em frente ao palco Budweiser (o palco central do festival), a marca montará o Bud Station, seu espaço principal que contará com três bares, sendo dois deles levantados dentro de réplicas de vagões da época e outro estilizado com temática dos anos 90. O espaço também terá uma parede de LED com o desenho de um mapa que mostrará as atrações ocorrendo por todo o evento.

Ainda na brincadeira com a década de 90, a marca de cerveja instalou mais três Tour Stations por todo o autódromo que trazem Arcades, fliperamas de sucesso nos anos 90, uma Barber Shop que vai oferecer serviços de barbearia e corte de cabelo com o estilo da época, além de um estúdio de piercing. Todas as experiências são gratuitas e abertas ao público. No lounge, a marca terá quatro bares e um espaço em que resgatará fotos datadas com projeção em transparência, típicas dessa década.

Uma das novidades bacanas do Lollapalooza 2018 é a criação de um novo palco, o AXE, que ficará ao lado do palco ONIX, o mais distante da entrada do festival. Estes dois palcos terão atrações se revezando, ou seja, acabou o show em um, começa no outro. Além destes três palcos (BUDWEISER, ONIX e AXE) há um quatro, que fica logo na entrada do evento, e que este ano se chamará PERRY’s by DORITOS.

Clique na imagem para ver o mapa em alta qualidade

COMIDA
No quesito alimentação, a empresa brasileira Sapore, especializada em Food Service e que recentemente foi a responsável pela alimentação dos atletas participantes dos Jogos Olímpicos Rio 2016, é quem estará à frente de toda a grandiosa operação de alimentos e bebidas do Lollapalooza.

Serão mais de 4 mil pessoas envolvidas no serviço de alimentos e bebidas, 1.3 milhão de latas de cerveja para serem vendidas, estimativa de venda de 17 toneladas de batata frita, 400 mil copos de água, 100 mil latas de refrigerante, 550 ambulantes sob cuidados e responsabilidade da Sapore, que atuarão dentro do evento, 700 pessoas no bar além de equipes de suporte de RH, Jurídico, Financeiro, TI e Gestão de qualidade.

Haverá uma área chamada Sabores do Mundo, que trará no menu pratos típicos de seis diferentes países como Japão, Estados Unidos, México, Itália, Alemanha e Brasil. No line up gastronômico também estão pratos elaborados por 15 chefs especialmente convidados e que estarão na área Chef Stage, localizada entre os dois palcos principais. No cardápio, falafel, kebab, hambúrguer de diversos tipos e sabores, massas, ceviche peruano, sushis, choripan, strogonoff, sorvetes da Ben&Jerry’s e até paella.

Além disso, outros 22 food trucks estarão à disposição do público vendendo massas, sanduíches, comida japonesa, doces como o brigadeiro gourmet, comida havaiana, entre outras opções. Cada um dos quatro palcos do Lollapalooza contará com uma verdadeira praça de alimentação para agradar todos os tipos de gostos, incluindo os veganos e vegetarianos.

Além do público, a Sapore é responsável pelo serviço de alimentos e bebidas do Lolla Longe, onde se concentram os camarotes. Lá o cardápio vai mudar ao longo do dia – pela manhã comidas mais leves e saudáveis, por exemplo. Também da área de imprensa e nos bastidores, com serviços de catering separados para equipes de produção nacional e internacional, envolvidas no festival.

As famosas pulseiras, usadas como meio de pagamento no Lollapalooza, já foram integradas ao sistema operacional da Sapore. Isso será fundamental para que a empresa tenha total controle sobre o estoque e o consumo. A Sapore receberá, em tempo real, informações do que e quanto está sendo vendido em todas as áreas. Além disso, a cada final de dia do festival, uma equipe da Sapore, cuidará do estoque – ou seja, do que foi mais vendido e precisa ser reposto. Confira abaixo a programação dia-a-dia do Lollapalooza Brasil 2018.

 Leia mais
 Balanço: O melhor do Lollapalooza Brasil 2016, por Marcelo Costa (aqui)
 Balanço: O melhor do Lollapalooza Brasil 2014, por Bruno Capelas (aqui)
 Balanço: O melhor do Lollapalooza Brasil 2013, por Marcelo Costa (aqui)
– Balanço: O melhor do Lollapalooza Brasil 2012, por Marcelo Costa (aqui)
Infográfico: Lollapalooza 1991 – 2013

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *