Textos: Todos os premiados no Oscar 2018

Em vermelho, os premiados da 90ª edição dos Oscars. “A Forma da Água” liderou a premiação saindo com quatro estatuetas seguido por “Dunkirk” com três e “Blade Runner 2049”, “O Destino de Uma Nação”, “Três Anúncios Para um Crime” e “Viva: A Vida é Uma Festa” com duas. Confira todos os ganhadores abaixo:

MELHOR FILME
“Dunkirk” (leia resenha)
“Me Chame Pelo Seu Nome” (leia resenha)
“O Destino de Uma Nação” (leia resenha)
“Corra!” (leia resenha)
“Lady Bird – É Hora de Voar” (leia resenha)
“Trama Fantasma” (leia resenha)
“The Post – A Guerra Secreta” (leia resenha)
“A Forma da Água” (leia resenha)
“Três Anúncios Para um Crime” (leia resenha)

MELHOR DIRETOR
Christopher Nolan (“Dunkirk”) (leia resenha)
Jordan Peele (“Corra!”) (leia resenha)
Greta Gerwig (“Lady Bird – É Hora de Voar”) (leia resenha)
Paul Thomas Anderson (“Trama Fantasma”)  (leia resenha)
Guillermo del Toro (“A Forma da Água”) (leia resenha)

MELHOR ATOR
Timothée Chalamet (“Me Chame Pelo Seu Nome”) (leia resenha)
Daniel Day-Lewis (“Trama Fantasma”)  (leia resenha)
Daniel Kaluuya (“Corra!) (leia resenha)
Gary Oldman (“O Destino de Uma Nação”) (leia resenha)
Denzel Washington (“Roman J. Israel, Esq.”)  (leia resenha)

MELHOR ATRIZ
Sally Hawkins (“A Forma da Água”) (leia resenha)
Frances McDormand (“Três Anúncios Para um Crime”) (leia resenha)
Margot Robbie (“Eu, Tonya”) (leia resenha)
Saoirse Ronan (“Lady Bird – É Hora de Voar”) (leia resenha)
Meryl Streep (“The Post – A Guerra Secreta”) (leia resenha)

MELHOR ROTEIRO ADAPTADO
“Artista do Desastre” (Scott Neustadter e Michael H. Weber) (leia resenha)
“Me Chame Pelo Seu Nome” (James Ivory)  (leia resenha)
“A Grande Jogada” (Aaron Sorkin)  (leia resenha)
“Logan” (Scott Frank, James Mangold e Michael Green) (leia resenha)
“Mudbound” (Virgil Williams and Dee Rees) (leia resenha)

MELHOR ROTEIRO ORIGINAL
“Doentes de Amor” (Emily V. Gordon e Kumail Nanjiani) (leia resenha)
“Corra!” (Jordan Peele) (leia resenha)
“A Forma da Água” (Guilermo Del Toro) (leia resenha)
“Lady Bird – É Hora de Voar” (Greta Gerwig) (leia resenha)
“Três Anúncios Para um Crime” (Martin McDonagh) (leia resenha)

MELHOR ATOR COADJUVANTE
Willem Dafoe (“Projeto Flórida”) (leia resenha)
Woody Harrelson (“Três Anúncios Para um Crime”) (leia resenha)
Richard Jenkins (“A Forma da Água”) (leia resenha)
Sam Rockwell (“Três Anúncios Para um Crime”) (leia resenha)
Christopher Plummer (“Todo o Dinheiro do Mundo”) (leia resenha)

MELHOR ATRIZ COADJUVANTE
Mary J. Blige (“Mudbound”) (leia resenha)
Allison Janney (“Eu, Tonya”) (leia resenha)
Lesly Manville (“Trama Fantasma”)  (leia resenha)
Laurie Metcalf (“Lady Bird – É Hora de Voar”) (leia resenha)
Octavia Spencer (“A Forma da Água”) (leia resenha)

MELHOR FILME EM LINGUA ESTRANGEIRA
“A Fantastic Woman” (Chile) (leia resenha)
“The Insult” (Líbano) (leia resenha)
“Loveless” (Rússia) (leia resenha)
“On Body and Soul” (Hungria)  (leia resenha)
“The Square” (Suécia) (leia resenha)

MELHOR DIREÇÃO DE ARTE
“A Bela e a Fera” (leia resenha)
“Blade Runner 2049” (leia resenha)
“O Destino de Uma Nação” (leia resenha)
“Dunkirk” (leia resenha)
“A Forma da Água” (leia resenha)

MELHOR FOTOGRAFIA
“Blade Runner 2049” (leia resenha)
“O Destino de Uma Nação” (leia resenha)
“Dunkirk” (leia resenha)
“Mudbound” (leia resenha)
“A Forma da Água” (leia resenha)

MELHOR FIGURINO
“A Bela e a Fera” (leia resenha)
“O Destino de Uma Nação” (leia resenha)
“Trama Fantasma”  (leia resenha)
“A Forma da Água” (leia resenha)
“Victória e Abdul – O Confidente da Rainha” (leia resenha)

MELHOR MAQUIAGEM E PENTEADO
“O Destino de uma Nação”  (leia resenha)
“Extraordinário” (leia resenha)
“Victoria e Abdul – O Confidente da Rainha” (leia resenha)

MELHOR EDIÇÃO / MONTAGEM
“Em Ritmo de Fuga”  (leia resenha)
“Dunkirk”  (leia resenha)
“Eu, Tonya” (leia resenha)
“A Forma Da Água” (leia resenha)
“Três Anúncios Para um Crime” (leia resenha)

MELHOR EFEITOS VISUAIS
“Blade Runner 2049” (leia resenha)
“Guardiões da Galáxia Vol.2” (leia resenha)
“Kong – A Ilha da Caveira” (leia resenha)
“Star Wars – Os Últimos Jedi” (leia resenha)
“Planeta dos Macacos – A Guerra” (leia resenha)

MELHOR MIXAGEM DE SOM
“Baby Driver – Em Ritmo de Fuga” (leia resenha)
“Blade Runner 2049”  (leia resenha)
“Dunkirk” (leia resenha)
“A Forma da Água” (leia resenha)
“Star Wars: Os Últimos Jedi” (leia resenha)

MELHOR EDIÇÃO DE SOM
“Baby Driver – Em Ritmo de Fuga” (leia resenha)
“Blade Runner 2049” (leia resenha)
“Dunkirk” (leia resenha)
“A Forma da Água” (leia resenha)
“Star Wars: Os Últimos Jedi” (leia resenha)

MELHOR TRILHA SONORA
“Dunkirk” (leia resenha)
“Trama Fantasma”  (leia resenha)
“A Forma da Água” (leia resenha)
“Star Wars: Os Últimos Jedi” (leia resenha)
“Três Anúncios Para um Crime” (leia resenha)

MELHOR CANÇÃO ORIGINAL
Mystery of Love (“Me Chame Pelo Seu Nome”)  (leia resenha)
Remember Me (“Viva – A Vida é uma Festa”) (leia resenha)
This is Me (“O Rei do Show”) (leia resenha)
Stand up for Something (“Marshall”) (leia resenha)
Mighty River (“Mudbound”) (leia resenha)

MELHOR ANIMAÇÃO
“O Poderoso Chefinho” (leia resenha)
“Viva – A Vida é uma Festa” (leia resenha)
“O Touro Ferdinando” (leia resenha)
“Com Amor, Van Gogh” (leia resenha)
“The Breadwinner” (leia resenha)

MELHOR CURTA ANIMAÇÃO
“Dear Basketball”
“Garden Park”
“Lou”
“Negative Space”
“Revolting Rhymes”

MELHOR CURTA
“Dekalb Elementary”
“The 11 o’ clock”
“My Nephew Emmett”
“The Silent Child”
“Waty Wote/All of us”

MELHOR CURTA-METRAGEM – DOCUMENTÁRIO
“Edith+Eddie”
“Heaven is a Traffic Jam on the 405”
“Heroin(e)”
“Traffic Stop”
“Knife Skills”

MELHOR DOCUMENTÁRIO
“Visages, Villages” (leia resenha)
“Icarus” (leia resenha)
“Strong Island” (leia resenha)
“Últimos Homens em Aleppo” (leia resenha)
“Abacus” (leia resenha)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.