Assista: Scream & Yell Discos – Abril

Enfim, nasceu: eis o primeiro de uma série de projetos em vídeo que começam a ser burilados no Scream & Yell em 2017. O Scream & Yell Discos flagra o jornalista e editor do Scream & Yell, Marcelo Costa, comentando sobre algum álbum específico num registro da produtora Casa Inflamável. A ideia é falar sobre discos (eventualmente sobre livros, filmes, quem sabe cervejas e shows? Não há amarras), destacar curiosidades, seu lançamento ou mesmo uma efeméride que tenha relação com o álbum ou artista em questão buscando valorizar a obra de arte num texto despojado e improvisado que visa ser a ponta do iceberg para quem assiste: o resto (ir atrás do álbum em alguma plataforma online, loja física ou o que seja, ouvi-lo, devora-lo) ficará a cargo do espectador. A nossa parte aqui é provocar a curiosidade afinal parte do prazer da cultura pop é… falar, ler e ouvir sobre cultura pop. Os vídeos serão disponibilizados no canal do Scream & Yell no Youtube (https://www.youtube.com/c/screamyell). Inscreva-se lá para receber as novidades. No episódio 01, o disco em questão foi “Cortes Curtos”, primeiro (grande) álbum totalmente solo de Kiko Dinucci.  Já o episódio 2 traz uma coletânea de material raro do Pink Floyd que ganhou edição nacional. No episódio 3, “Feeexta“, da Camarones Orquestra Guitarrística. No episódio 4, o escolhido foi Oasis com a bela reedição tripla do álbum “Be Here Now”. O programa número 5 traz como tema o álbum “Barriga de 7 Janta“, de Meno Del Picchia. No programa 6, o tema é Sigur Rós. Tá ai embaixo. Seja bem-vindo.

One thought on “Assista: Scream & Yell Discos – Abril

  1. Continue firme e forte nesse projeto, que estou achando muito bom!
    Sou fã de Oasis desde que na adolescência fiz parte daqueles que assistiam o disk mtv e via os clipes justamente do Be Here Now sempre nas primeiras posições. Adorava o clipe de Stand By Me, apesar da música não ser uma das minha favoritas – assim como todo o disco, pelos motivos conhecidos: exagerado e longo!
    O Definitely Maybe foi lançado nessa versão tripla nacionalmente também!
    Mas, estou meio curto de grana para cds, e acho que meu fanatismo diminuiu bastante ao longo dos anos, que acabei nem comprando esses 3 remasterizados.

    Abraço!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *