Boteco: Cinco cervejas Roleta Russa

por Marcelo Costa

Produzida na cidade gaúcha de Campo Bom (logo depois de Novo Hamburgo, a uma hora da capital Porto Alegre) pela Cervejaria Imigração 1824, a linha Roleta Russa aporta aqui com cinco rótulos caprichados em garrafas flip top estilizadas, com a tampa sugerindo um tambor de revolver. A primeira é a Roleta Russa IPA – Revolução das Formigas, uma cerveja de coloração âmbar caramelada com creme branco com traços levemente beges de boa formação e média alta retenção. No nariz, aroma deliciosamente frutado (tangerina, maracujá, melão), herbal suave (pinho) mais suave floral e doçura caramelada discreta na base. Na boca, textura cremosa e picante. O primeiro toque oferece doçura caramelada atropelada na metade de um segundo por uma pancada frutada cítrica deliciosa (tangerina). O amargor (59 IBUs) não é profundo, mas longo: você não sente a pancada no gole, mas no rastro que o amargor vai deixando em meio a cítrico e caramelo. O final é seco e amargo. No retrogosto, tangerina, pinho e alegria. Bela!

A segunda da série é a Roleta Russa American Pale Ale Pirate, uma bela APA de coloração âmbar caramelada com creme branco de boa formação e media alta permanência. No nariz, aroma notadamente frutado (maracujá, grapefruit e mangá) sobre uma base que une notas herbais suaves (pinho) e doçura caramelada muito mais presente do que na cerveja anterior. Na boca, a textura é mais seca e picante enquanto o primeiro toque oferece doçura caramelada não tão efusiva a ponta de ser sobreposta no segundo seguinte por notas cítricas (grapefruit) e amargor moderado (36 IBUs muito bem representados). Dai pra frente, um conjunto bastante tradicional que exibe uma receita sem invencionices feita com capricho e bons ingredientes. O final é seco e amarguinho. No retrogosto, pinho, grapefruit e refrescancia.


A terceira puxada no gatilho da Roleta Russa é a India Red Ale da casa, uma IPA que passa por duplo dry-hopping e alcança 60 IBUs e 6.9% de álcool. De coloração mais âmbar alaranjada do que vermelha (Red) e creme branco levemente alaranjado de boa formação e média retenção, a Roleta Russa India Red Ale oferece, no nariz, notas cítricas agradáveis (maracujá) e herbal suave (pinho) sobre uma base maltada que sugere caramelo e leve toque de tosta. Na boca, textura cremosa e levemente picante. O primeiro toque traz doçura e herbal (pinho) praticamente juntos, mas o que fica é o herbal, que segue em frente acrescentando cítrico e amargor (60 IBUs macios). Dai pra frente, um conjunto bastante agradável e correto, com amargor moderado, doçura presente na base e leve herbal e cítrico. O final é seco e herbal. No retrogosto, maracujá, pinho e caramelo. Boa.

Quarta puxada no gatilho, a Roleta Russa American Black IPA – Blackout segue o processo das cervejas da casa – com direito a dry hopping – e utilização de lúpulos norte-americanos alcançando 69 IBUs para 6.9% de álcool. De coloração marrom bastante escura com creme bege claro de boa formação e média alta permanência, a Roleta Russa American Black IPA exibe um aroma bem interessante combinando notas cítricas e herbais derivadas da lupulagem com forte presença de café, fruto dos maltes torrados usados na receita. Há, ainda, leve sugestão de chocolate, tangerina, toffee e casca de laranja. Na boca, textura é picante e levemente seca. O primeiro toque oferece doçura maltada seguida de sugestão de café e leve cítrico. O amargor não soa tão alta quanto o rótulo adianta (50 IBUs seria ok) talvez por ser uma pancada marcante, mas sim um rastro que segue o bebedor até o final, amarguinho e herbal.

Fechando o quinteto da Roleta Russa com a quinta bala da casa, que leva o carinhoso nome de Diabo do Amargor, uma Imperial de IPA de 8.2% e 120 IBUs (segundo o rótulo) que apresenta coloração âmbar alaranjada com creme branco de boa formação e média alta permanência. No nariz, uma salada de frutas cítricas (tangerina, abacaxi, manga, maracujá) mais presença herbal em menor escala (pinho e ervas) e doçura caramelada na base. Na boca, textura melada com picância baixa (para o estilo e tanto IBU segundo o rótulo). O primeiro toque traz rápida doçura (quase que um fragmento de segundo) caramelada atropelada por um forte amargor cítrico, que, no entanto, soa longe dos 120 IBUs antecipados pela cervejaria (entre 60 e 70 está de bom tamanho). Dai pra frente, um conjunto impressionantemente cítrico e saboroso, cujo amargor (felizmente) fica na retaguarda, sobre a doçura, escondida na base. O final é amargo. No retrogosto, cítrico, amargor e felicidade. A melhor das cinco.

Balanço
Abrindo a série Roleta Russa com a deliciosa IPA da casa, que combina tangerina e pinho. Delicia. A Roleta Russa American Pale Ale é uma APA fiel ao estilo e bem replicada, mesma definição que pode ser dirigida a Roleta Russa India Red Ale. A quarta da série é a American Black IPA da casa, outra cerveja que não avança no estilo, mas recria com capricho. Fechando a série com a melhor das cinco, uma Imperial IPA encantadoramente cítrica. Deliciosa! Nada novo, mas um conjunto de cervejas bem agradável.

Roleta Russa IPA – Revolução das Formigas
– Produto: India Pale Ale
– Nacionalidade: Brasil
– Graduação alcoólica: 6.2%
– Nota: 3,35/5

Roleta Russa APA – Pirate
– Produto: American Pale Ale
– Nacionalidade: Brasil
– Graduação alcoólica: 5.2%
– Nota: 3,23/5

Roleta Russa India Red Ale
– Produto: India Red Ale
– Nacionalidade: Brasil
– Graduação alcoólica: 6.9%
– Nota: 3,25

Roleta Russa American Black IPA – Blackout
– Produto: Black IPA
– Nacionalidade: Brasil
– Graduação alcoólica: 6.9%
– Nota: 3,29/5

Roleta Russa Imperial IPA – Diabo do Amargor
– Produto: Russian Imperial Stout
– Nacionalidade: Brasil
– Graduação alcoólica: 8.2%
– Nota: 3,39/5

Leia também
– Top 1001 Cervejas, por Marcelo Costa (aqui)
– Leia sobre outras cervejas (aqui)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.