Boteco: Quatro cervejas da Cervogia

por Marcelo Costa

De São Miguel do Arcanjo, interior de São Paulo, surge a Cervogia, cervejaria artesanal com uma proposta bem interessante: os nomes das cervejas são simples abreviações dos estilos acrescida do número da receita que foi desenvolvida e colocada em produção. No caso desta Pilsen, a PI 02, ela é a segunda versão do estilo (já existem seis: a primeira utilizava os lúpulos Hallertau Magnun e Tettnanger e a sexta traz os lúpulos Hallertau Magnun e Fantasia) e tem como base os lúpulos Magnun e Tettnanger, mas com acréscimo de dry-hopping de Saaz. De coloração dourada com creme branco espesso de excelente formação e retenção, a Cervogia PI 02 apresenta um aroma com notas herbais em destaque (de forma bem agradável) e sútil presença de cereais na retaguarda. A textura é levemente picante e cremosa. Na boca, o primeiro toque traz herbal seguido de leve doçura e amargor potente (67 IBUs) abrindo caminho para um conjunto refrescante. O final é seco e suavemente amargo. No retrogosto, leve pinho, grama, cereais e refrescancia.

A Cervogia WT 01 é uma tradicional Belgian Witbier que recebe adição de raspas de casca de limão Furuya, semente de coentro e um toque especial com cardamomo. Para esta receita, o lúpulo usado foi o Hallertau Mittelfrüher. De coloração amarela levemente turva (mais para Blue Moon do que para Hoegaarden) com creme branco de boa formação e retenção, a WT 01 da Cervogia apresenta o aroma tradicional do estilo com delicado cítrico sugerido limão mais notas de especiarias remetendo à semente de coentro e ao sutil cardamomo. Na boca, textura levemente áspera e seca. O primeiro toque traz notas cítricas em destaque, leve acidez, suave herbal e um tiquinho metálico. O amargor é baixo (15 IBUs), mas o necessário para equilibrar um conjunto refrescante que segue distribuindo limão e coentro de forma aconchegante. O final é levemente cítrico e condimentado, notas que retornam como reforço no retrogosto. Boa.

Partindo para a terceira da série, Cervogia IP 01, uma American IPA com os lúpulos amarillo e citra. De coloração entre o dourado e o alaranjado com creme bege clarinho de excelente formação e longa retenção (com direito a rendas belgas ao redor da taça), a Cervogia IP 01 exibe um aroma cítrico envolvente que remete a manga, maracujá, abacaxi e grapefruit além de uma suave percepção herbal, que remete a pinho. Na boca, textura levemente picante. O primeiro traz uma salada de frutas cítricas seguida por rápido herbal e uma pancada limpa e deliciosa de amargor (67 IBUs), que abre caminho para um conjunto que irá reforçar sua opção cítrica deixando o herbal em segundo plano e acrescentando um leve condimentado, que segue o bebedor até o final, suavemente amargo. No retrogosto, leve percepção de doçura mais pinho, maracujá, manga e grapefruit. Entre as melhores IPAs nacionais.

Mantendo o alto nível alcançado pela IP 01, a Cervogia SO 05 é a Oatmeal Stout da casa cuja receita utiliza o lúpulo Magnum e recebe adição de café arábico. De coloração preta intensa com creme bege médio escuro de excelente formação e longa retenção, a Cervogia SO 05 exibe um aroma que combina sutilmente café com chocolate amargo – ainda há leve de aveia remetendo a láctico. Na boca, como era de se expressar, textura cremosa. O primeiro toque traz chocolate amargo, mas o café vai encorpando o paladar até se sobressair, de maneira delicada, e brilhar influenciando com sutileza o amargor, baixo (25 IBU), mas muito eficiente. Dai pra frente, um conjunto muito bem definido com café e chocolate amargo de mãos dadas encantando o bebedor – há, também, sutis notas terrosas. O final reprisa café e chocolate. Excelente.

Cervogia PI 02
– Estilo: German Pilsener
– Nacionalidade: Brasil
– Graduação alcoólica: 5%
– Nota: 3.35/5

Cervogia WT 01
– Estilo: Belgian Witbier
– Nacionalidade: Brasil
– Graduação alcoólica: 7%
– Nota: 3.25/5

Cervogia IP 01
– Estilo: American IPA
– Nacionalidade: Brasil
– Graduação alcoólica: 6.5%
– Nota: 3.60/5

Cervogia SO 05
– Estilo: Oatmeal Stout
– Nacionalidade: Brasil
– Graduação alcoólica: 5.5%
– Nota: 3.61/5

Leia também
– Top 1001 Cervejas, por Marcelo Costa (aqui)
– Leia sobre outras cervejas (aqui)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *