Boteco: as cervejas da Brewdog (Pt 6)

por Marcelo Costa

Abrindo este sexto passeio pelas cervejas da Brewdog com a Zeitgeist, uma Schwarzbier que apresenta uma coloração marrom escura com creme bege espesso de boa formação e média alta permanência. No nariz, notas derivadas da torrefação do malte, com café se destacando sobre uma base de caramelo e suave frutado (amêndoa e alcaçuz). Há ainda sugestão distante de chocolate amargo e aveia. Na boca, textura sedosa (como manda o estilo) com leve picante de amargor, derivado da lupulagem. O primeiro toque traz, praticamente junto, café amargo e doçura caramelada. O amargor, no entanto, é mais potente do que o estilo costuma exibir, denotando a força dos lúpulos usados na receita e resultando em uma cerveja mais amarga (puxando para o café) do que doce (mais caramelo do que chocolate amargo), inclusive no final. No retrogosto, amargor (de malte torrado e lúpulo) e café.

A linha de protótipos da Brewdog apresenta novas cervejas que podem entrar no cardápio oficial da casa (se forem bem recebidas pelo público): Hoppy Fiction, All Day Long, Vagabond Pale Ale e esta Alt Amber, cuja receita busca recriar a magia do estilo alemão juntando maltes Pale, Munich e Carafa com lúpulos Magnum e Hersbrucker (e já foi aprovada: está no mercado com o nome de Candy Kaiser). De bela coloração acobreada (tiquinho mais escura que uma altbier alemã), creme bege de boa formação e média retenção, a Alt Amber apresenta um aroma com deliciosas notas frutadas e adocicadas (caramelo, ameixa e toffee) além de um leve defumado distante. Na boca, textura suave, quase aveludada. O primeiro toque traz doçura frutada seguida de amargor suave (longe dos 45 de IBU que a cervejaria diz que a cerveja) abrindo as portas para um conjunto bastante agradável, equilibrando com eficiência doçura e amargor. O final é levemente doce enquanto o retrogosto é suavemente amargo. Muito boa!

Outra da série de protótipos que estreou na linha oficial é esta Vagabond Gluten Free Pale Ale, cuja receita une os maltes Extra Pale, Caramel e Crystal com os lúpulos Centennial e Amarillo. De coloração âmbar translucida com creme levemente alaranjado de boa formação e média permanência, a Vagabond Pale Ale exibe um aroma notadamente de APA norte-americana, com delicioso floral aliado a uma leve sugestão cítrica (maracujá e laranja bem distantes). Na base, suave caramelo. Na boca, textura cremosa com primeiro toque trazendo leve doçura seguida de um encantador frutado cítrico, ambos barrados pelo amargor, eficiente, mas longe dos 55 de IBU que o site oficial diz que ela tem (entre 35/40 e olhe lá). Dai pra frente, doçura caramelada, frutado cítrico e suave amargor criam um conjunto cativante, de alto drinkabilty. O final é doce e cítrico. No retrogosto, leve caramelo, cítrico e floral. Quero outra!

A terceira é a festejada parceria dos escoceses com a mítica alemã Weihenstephan, apontada como uma cervejaria mais antiga do mundo (1040!), que rendeu uma India Pale Weizen cuja receita une trigo com maltes Pale e Munich mais lúpulos Centennial e Simcoe. De coloração amarela com turbidez típica de cerveja Weiss alemã e creme branco de boa formação e média alta permanência, a Brewdog vs. Weihenstephan India Pale Weizen apresenta um aroma notadamente cítrico (laranja bastante perceptível) sobre uma base maltada de trigo (biscoito e pão) e banana (levedura). Na boca, textura frisante (a levedura fazendo uma festa) e primeiro toque trazendo frutado (laranja dos lúpulos e banana da levedura) e doçura, ambos cortados por um amargor eficiente (mas com metade dos 64 de IBU adiantados). Dai em diante, um conjunto (fascinante) com leve acidez, bastante trigo mais sugestões de banana e laranja. O final é seco e cítrico. No retrogosto, suavidade cítrica, leve acidez e muito amor.

A Brewdog Pumpkinhead é uma Ale cuja receita traz quatro maltes (Extra Pale, Munich, Dark Crystal e Amber), três lúpulos (Nugget, Willamette e First Gold) mais adição de pimenta preta africana Grains of Paradise, pimenta da Jamaica Allspice, anis, noz-moscada, canela, gengibre e semente de cravo além, claro, de abóbora. De coloração acobreada com creme alaranjado de boa formação e média retenção, a Brewdog Pumpkinhead exibe um aroma marcante, que vai direito ao ponto: bastante abóbora e muita condimentação (cravo, noz moscada, pimenta do reino e gengibre surgem lindamente definidos no nariz) confirmam que se está diante de uma autentica Pumpkin Ale, sem concessões. Na boca, a textura é impressionantemente suave (mesmo com a forte condimentação) e o primeiro traz… abóbora. O amargor é condimentado abrindo o caminho para um conjunto que lembra doce de abóbora com tempero à frente. No final e no retrogosto, mais abóbora, cravo, noz-moscada, gengibre e pimenta do reino. Gostei.

Balanço
Minha 32ª Brewdog, a Zeitgeist não impressionou, muito pelo contrário: a força dos lúpulos nessa revisão do estilo Schwarzbier intimidou a maciez dos maltes, e faz fãs da Köstritzer, por exemplo, lamentarem. É ok, mas uma Schwarzbier de verdade é muito melhor. Já o protótipo de Altbier da casa mostrou bastante personalidade. Segundo a turma da Brewdog, essa Alt Amber é uma prima distante da 5AM Saint, mas na taça ela se distancia bastante por não mostrar tanto a presença de lúpulo. Ainda assim é uma agradável surpresa que combina doçura e amargor com eficiência. Segunda da linha de protótipos que passou para o primeiro time da casa, a Vagabond Pale Ale foi outra agradável surpresa, uma daquelas APAs leves e deliciosas, que se transformam em uma ótima cerveja de sessão. Se tivesse outra aqui bebia agora. Adorei. E adorei ainda mais a Brewdog vs. Weihenstephan India Pale Weize, que é simplesmente o melhor de dois mundos, mas esquece amargor excessivo: o lúpulo acrescenta cítrico e frutado, mas o amargor é macio e aconchegante. Fechando, a Brewdog Pumpkinhead é uma baita cerveja com abobora, muito melhor do que a do Brooklyn, mas ainda inferior a delicadeza caprichada da versão da Dogfish Head. Mesmo assim, excelente.

BrewDog Zeitgeist
– Estilo: Schwarzbier
– Nacionalidade: Escócia
– Graduação alcoólica: 4,9%
– Nota: 3,17/5
– Preço pago no Brasil: R$ 21 – 330 ml

BrewDog Alt Amber
– Estilo: Altbier
– Nacionalidade: Escócia
– Graduação alcoólica: 5,2%
– Nota: 3,49/5
– Preço pago no Brasil: R$ 23 – 330 ml

BrewDog Vagabond Pale Ale
– Estilo: American Pale Ale
– Nacionalidade: Escócia
– Graduação alcoólica: 4,5%
– Nota: 3,51/5
– Preço pago no Brasil: R$ 27 – 330 ml

BrewDog / Weihenstephan India Pale Weizen
– Estilo: German Hefeweizen
– Nacionalidade: Escócia
– Graduação alcoólica: 6,2%
– Nota: 4,05/5
– Preço pago no Brasil: R$ 22 – 330 ml

BrewDog Pumpkinhead
– Estilo: Pumpkin Ale
– Nacionalidade: Escócia
– Graduação alcoólica: 5,1%
– Nota: 3,49/5
– Preço pago no Brasil: R$ 23 – 330 ml

RANKING PESSOAL: BREWDOG
4.94/5 – BrewDog Paradox Jura
4.29/5 – BrewDog Electric India
4.26/5 – BrewDog Paradox Isle of Arran
4.18/5 – BrewDog Hardcore IPA
4.10/5 – BrewDog Tokyo
4.05/5 – BrewDog / Weihenstephan India Pale Weizen
3.96/5 – BrewDog Libertine Black Ale
3.86/5 – BrewDog Alice Porter
3.80/5 – BrewDog 5 a.m. Saint
3.79/5 – BrewDog Dogma
3.72/5 – BrewDog Rip Tide
3.71/5 – BrewDog Punk IPA
3.69/5 – BrewDog Hoppy Christmas
3.64/5 – BrewDog Alpha Dog
3.56/5 – BrewDog IPA Is Dead Amarillo
3.55/5 – BrewDog IPA Is Dead HBC
3.55/5 – Brewdog Unleash The Yeast American Ale
3.51/5 – BrewDog Vagabond Pale Ale
3.49/5 – BrewDog Pumpkinhead
3.49/9 – Brewdog Prototype Alt Amber
3.48/5 – BrewDog IPA Is Dead Galaxy
3.47/5 – BrewDog 77 Lager
3.47/5 – BrewDog IPA Is Dead Comet
3.46/5 – BrewDog IPA Is Dead Motueka
3.43/5 – Brewdog Barrel Aged 77 Lager
3.43/5 – Brewdog Unleash The Yeast Bavarian Weizen
3.42/5 – BrewDog IPA Is Dead EXP 366
3.41/5 – BrewDog IPA Is Dead Challenger
3.40/5 – Brewdog Unleash The Yeast Pilsen Lager
3.24/5 – Brewdog Unleash The Yeast Belgian Trappist
3.20/5 – BrewDog IPA Is Dead Kohatu
3.18/5 – BrewDog #MashTag
3.17/5 – Brewdog Zeitgeist
3.15/5 – BrewDog Dead Pony Club
2.97/5 – BrewDog Trashy Blonde
2.75/5 – BrewDog Nanny State

Leia também
– Top 1001 Cervejas, por Marcelo Costa (aqui)
– Leia sobre outras cervejas (aqui)
– Sobre todas as cervejas da Brewdog postadas aqui (aqui)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *