Boteco: da Inglaterra, Meantime, Wells e Courage

por Marcelo Costa

Quarta cerveja da Meantime Brewing Company, de Greenwich, em Londres, a aparecer neste espaço (as anteriores foram Yakima Red, Raspberry Wheat e Chocolate Porter), a London Stout estreia nova garrafa (eu preferia as anteriores) e exibe na taça um líquido de coloração preta com feixes marrons e creme bege de excelente formação e longa permanência. No nariz, o aroma (delicioso) representa uma Oatmeal Stout com sugestão láctea (derivada da adição de aveia) mais café, caramelo e toffee (vale dizer cappuccino). Na boca, ainda que a textura no primeiro toque fique devendo ao estilo (levemente áspera quando deveria ser cremosa), adianta ao bebedor o que virá pela frente: forte e agradável sugestão de cappuccino (lácteo mais café mais baunilha) num conjunto equilibrado que finaliza com caramelo e amargor suave. No retrogosto, mais café (predominando sobre a aveia). Bem boa.

A Wells (da Wells & Youngs, de Bedford) já havia batido ponto aqui com algumas cervejas estranhas – Banana Bread (com bananas) e Waggle Dance Beer (com mel) –, mas a Wells Sticky Toffee Pudding Ale bate recorde: tentando simular um pudim de calda de caramelo, a receita une os lúpulos ingleses Fuggles e Goldings com água mineral, malte, levedeura, açúcar, caramelo e aromatizante artificial de toffee. O resultado é uma cerveja de coloração âmbar escura e creme bege de boa formação e media permanência. No nariz, a sensação é de estar abrindo um flan de baunilha: o aroma de toffee e caramelo é intenso sem abrir espaço para que o bebedor perceba outra coisa no conjunto. Na boca, mais doçura: caramelo surge intenso e parece se estranhar com a água mineral e o amargor de lúpulo, que não consegue combater um conjunto notadamente doce. O final traz flan de caramelo com água mineral enquanto o retrogosto reforça a sensação de caramelo com a adstringência da água mineral. Indicada para viciados em pudim!

Mítica cervejaria inglesa do século 18, a Courage Brewery foi passando de mão a mão até chegar a Wells & Young, que, em 2007, assumiu os direitos para a produção, comercialização e vendas das marca. Jim Robertson, brewmaster da casa, tinha um sonho: recolocar no mercado a Courage Russian Imperial Stout, uma das primeiras receitas do estilo, fabricada no início do século 18 pela cervejaria Thrale’s, de Londres, para abastecer a corte russa de Catherine II, a Grande. A alta graduação alcoólica (10%) era necessária para evitar que a cerveja congelasse nas temperaturas baixas do mar Báltico enquanto uma carga extra de lúpulo garantia sua conservação durante o transporte. Em 1791, a cervejaria mudou de mãos e a cerveja passou a se chamar Barclay Perkins Imperial Brown Stout. Quando, em 1795, a Courage Brewery assumiu a cervejaria, mudou o nome para aquele que ela viria ficar famosa.

A Wells & Young começou a trabalhar na receita da Courage Russian Imperial Stout no começo de 2011, e a primeira versão chegou ao mercado em setembro daquele ano – eles produzem apenas uma vez por ano. A Courage Russian Imperial Stout 2013 é uma cerveja de líquido preto intenso e um creme marrom de excelente formação e média alta permanência. No nariz, café salta à frente em primeiro plano seguido por chocolate e baunilha. Há leve sugestão de ameixa, alcaçuz e defumado. O álcool se torna mais presente conforme a cerveja aquece na taça (a temperatura de serviço é entre 13 e 15 graus). Na boca, a primeira sensação, rápida, é de doçura, logo atropelada por amargor e álcool, que jogam o café lá pra cima (riscando o céu da boca e descendo pela garganta) e ainda sugerem alcaçuz, toque lácteo e baunilha. O final é caramelado, alcoólico e com toque de café. No retrogosto, mais café, amargor e calor. Beba de-va-gar.

Balanço
Começando um trio de inglesas, a Meantime London Stout é daquelas cervejas que podem arrancar sorrisos do bebedor: bom equilíbrio entre lácteo (aveia) e café (malte torrado) que descem com uma facilidade impressionante. A segunda do trio foi uma surpresa intensa… de caramelo. A minha sensação da Wells Sticky Toffee Pudding Ale foi a de beber um flan de baunilha encharcado em água mineral. A receita busca isso, então vai muito de gosto para gosto. Para mim soa doce e enjoativa demais (algo que a água mineral parece intensificar), mas será que funciona durante uma sobremesa acompanhando um pudim de leite? Faça o teste (eu passo). Fechando o trio, uma Russian Imperial Stout mítica, a Courage, que retorna ao mercado recriada pela Wells & Young (no momento em que as RIS estão cada vez mais em evidência – vide o Top do Ratebeer), traz álcool para dedeu (10%), amargor intenso (de lúpulo, do álcool e da torra do malte) e aquela doçura caramelada (em meio ao caos) que derrete corações cervejeiros. Não tira o posto da minha preferida da Wells & Young, a excelente Young’s Double Chocolate Stout, mas toma o segundo lugar da amada Young’s Special London Ale, embora ela seja uma cerveja para alguns momentos e a Special London Ale seja para a vida.

Meantime London Stout
Produto: Oatmeal Stout
Nacionalidade: Inglaterra
Graduação alcoólica: 4,5%
Nota: 3,32/5
Preço (em São Paulo): R$ 14,95 – 330 ml

Wells Sticky Toffee Pudding Ale
Produto: English Brown Ale
Nacionalidade: Inglaterra
Graduação alcoólica: 5%
Nota: 2,39/5
Preço (em São Paulo): R$ 11,90 – 500 ml

Courage Russian Imperial Stout
Produto: Russian Imperial Stout
Nacionalidade: Inglaterra
Graduação alcoólica: 10%
Nota: 3,77/5
Preço (em São Paulo): R$ 22,95 – 275 ml

Leia também
– Top 1001 Cervejas, por Marcelo Costa (aqui)
– Leia sobre outras cervejas (aqui)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.