Boteco: Quatro cervejas da Mikkeller (parte 4)

mikkeller1.jpg

por Marcelo Costa

A Mikkeller Cream Ale é produzida pelos dinamarqueses ciganos na cervejaria De Proefbrouwerij, em Lochristi, cidade belga próxima de Gent. Apesar de desejar ser uma Cream Ale, estilo surgido no Canadá e popularizado nos Estados Unidos após o fim da Lei Seca, ela é praticamente uma releitura do estilo com uma pegada da nova escola norte-americana, destacando muito mais o lúpulo e a levedura do que na versão original. De coloração acobreada e creme suavemente alaranjado de ótima formação e média alta permanência (com direito a rendas belgas), a Mikkeller Cream Ale destaca um aroma bastante lupulado, com sugestões de maracujá, abacaxi e resina em primeiro plano. Na boca, o lúpulo volta a dar as cartas distribuindo amargor em notas que remetem a abacaxi, maracujá e intensa resina, que se sobrepõe ao malte, escondendo-o. Há alguma intervenção da levedura distribuindo picância, mas com leveza. O final é amargo e resinoso enquanto o retrogosto traz algo de frutas cítricas (maracujá, toranja e abacaxi) mais resina.

mikkeller2.jpg

Outra da De Proefbrouwerij, a Mikkeller Green Gold é um tributo dos dinamarqueses ao que eles chamam de Ouro Verde: o lúpulo. Nesta homenagem em forma de American India Pale Ale, a Mikkeller joga um caminhão de lúpulos norte-americanos (Simcoe, Amarillo e Cascade) numa receitinha básica que alcança 7% de graduação alcoólica. De coloraão âmbar escura e creme alaranjado de ótima formação e média alta permanência, a Mikkeller Green Gold já mostra o caminho que o bebedor irá percorrer no aroma, com notas cítricas intensas (laranja e maracujá), uma interessante proposta herbal (pinho) e muita, mas muita percepção de resina. Na boca, o malte dá um leve aceno de mel para o bebedor, e logo desaparece, encoberto por uma onda de amargor cítrico, herbal e resinoso intenso. Há muito de pinho, resina e maracujá, mas, ainda assim, não é uma cerveja exageradamente exagerada. O final reforça as sensações que aroma e paladar vão deixando pelo caminho (herbal, cítrico e resinoso) e permanecem até no retrogosto. Indicada para fãs de American IPA.

mikkeller3.jpg

A Crooked Moon dIPA é uma colaboração da Mikkeller com o estúdio de tatuagem sueco Crooked Moon, dos irmãos Jacob e Jonas Pedersen, que participam do projeto assinando os dois rótulos (o da garrafa acima é de autoria de Jacob; a imagem PB no fim do post é de Jonas). A abreviatura dIPA diz respeito as Double India Pale Ale, cervejas altamente lupuladas e alcoólicas. A receita junta os maltes Pilsner e Pale Ale com cinco tipos de lúpulos: Amarillo, Citra, Nelson Sauvin, Simcoe e Sorachi Ace. De coloração âmbar caramelada com turbidez presente, a Crooked Moon dIPA exibe um creme bege de ótima formação e média alta permanência. No nariz, notas frutadas (pêssego e manga) cítricas envolventes (abacaxi e limão), caramelo de malte e resina. Na boca, a paleta aromática se restringe a um leve aceno de caramelo no primeiro toque e um oceano de resina no amargor. Após o “susto” saltam delicadas notas cítricas e frutadas (pêssego, manga e abacaxi) mais o caramelo do malte, que volta envolvido por resina. O final traz resina, frutas cítricas, caramelo e álcool enquanto o retrogosto traz calor, resina e cítrico. Muito boa.

mikkeller4.jpg

Risalamande é uma sobremesa natalina tradicional da Dinamarca, um pudim de arroz doce misturado com chantilly, baunilha, amêndoas e servido com molho de cereja. A ideia dos malucos da Mikkeller ao produzir a Ris a la M’ale era criar uma versão líquida da sobremesa, que combinasse com o prato natalino. Ou seja: eis uma cerveja com arroz, baunilha, açúcar, sal, creme de leite, cerejas e extrato de amêndoas. De coloração âmbar caramelada e creme levemente bronzeado de boa formação e permanência, a Mikkeller Ris a la M’ale exibe um aroma adocicado (caramelo e açúcar) que valoriza o malte, mas abre espaço, também, para notas frutadas (cereja e framboesa), leve resina e algo que remete a leite com groselha. Na boca, uma festa: há tanto o adocicado caramelado do malte quanto o frutado de cereja e uma acidez suave, quase balsâmica, tudo isso no primeiro toque. O conjunto ainda sugere açúcar mascavo, leve azedume frutado e cítrico, álcool (são 8%), sal e um leve toque de champanhe. O final traz caramelo, frutas vermelhas, álcool suave e um curto azedinho encerrando o trajeto. No retrogosto, adstringência derivada de acidez de frutas vermelhas e álcool. Amor.

mikkeller5.jpg

Balanço
Começando pela Cream Ale, que decepciona um tiquinho porque não é uma Cream Ale, mas uma Session IPA com nível alcoólico dentro dos limites de sessão e o amargor resinoso tomando conta do conjunto. Como Session IPA é bem boa; como Cream Ale deixa a desejar. A Mikkeller Green Gold, por sua vez, não engana ninguém: é um tributo ao ouro verde, o lúpulo, em forma de American IPA, e traz tudo aquilo que se espera do estilo: amargor cítrico, herbal e resinoso. Nada de novo, mas, ainda assim, muito boa. A dIPA da casa, Crooked Moon, uma parceria com o estúdio sueco de tatuagem que nomeia a cerveja, surpreendeu por inserir em meio ao oceano de resina um apanhado de notas cítricas e frutadas, que podem passar batido para quem se concentrar apenas no amargor, mas estão ali e tornam o conjunto bastante agradável. E para provar de uma vez por todas que o pessoal os dinamarqueses são malucos, que tal a Ris a la M’ale, uma versão cervejeira de uma tradicional sobremesa natalina do país? O melhor é que o resultado é agradabilíssimo, meio frutado, meio caramelado, meio alcoólico, meio azedo, uma complexidade interessado numa cerveja que tinha tudo para dar errado, mas se sai dignamente bem.

crooked1.jpg

Mikkeller Cream Ale
– Produto: Cream Ale
– Nacionalidade: Dinamarca
– Graduação alcoólica: 4,9%
– Nota: 3,10/5
– Preço pago: R$ 19 – 330 ml

Mikkeller Green Flash
– Produto: American IPA
– Nacionalidade: Dinamarca
– Graduação alcoólica:75%
– Nota: 3,29/5
– Preço pago: R$ 19 – 330 ml

Mikkeller Crooked Moon dIPA
– Produto: Double IPA
– Nacionalidade: Dinamarca
– Graduação alcoólica: 9%
– Nota: 3,78/5
– Preço pago: R$ 19 – 330 ml

Mikkeller Ris a la M’ale
– Produto: Fruit Beer
– Nacionalidade: Dinamarca
– Graduação alcoólica: 8%
– Nota: 3,46/5
– Preço pago: R$ 24 – 500 ml

mikkeller6.jpg

Leia também
– Top 1001 Cervejas, por Marcelo Costa (aqui)
– Leia sobre outras cervejas (aqui)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.