EUA: cinco cervejas da Shipyard

por Marcelo Costa

Fundada em 1994 em Portland, no Maine (não confundir com a Portland de Oregon, terra da Rogue Brewery), estado localizado no extremo nordeste dos Estados Unidos (próximo de Quebec, no Canadá), a The Shipyard Brewing Company é uma das badaladas cervejarias do estado, que ainda abriga a Sea Dog Brewing Company (que logo passará por este espaço) e a Casco Bay Brewing Company. O mestre cervejeiro Alan Pugsley começou a produzir cerveja em 1992 para o Federal Jack’s Restaurant and Brew Pub, em Kennebunk, a meia hora da costeira Portland, e, dois anos depois, suas cervejas já estavam sendo bastante comentadas e ele não estava dando conta da produção. Entra em cena o empresário Fred Forsley e nasce uma das cervejarias mais interessantes da Nova Inglaterra, que consegue recriar as receitas do Velho Mundo com respeito e qualidade. Atualmente, a Shipyard produz aproximadamente 20 receitas em sua fábrica, e abaixo podemos conhecer cinco delas.

A Shipyard Chamberlain Pale Ale é a versão da turma de Portland para o estilo English Pale Ale, e impressiona em como eles buscam ser fieis. Na receita, produzida pela primeira vez em 1995, três tipos de malte (2 Row British Pale Ale, Crystal e Chocolate) e de lúpulos (Cascade, Tettnang e Fuggles) mais levedura inglesa. De coloração âmbar e creme levemente alaranjado de boa formação e baixa permanência, a Shipyard Chamberlain Pale Ale destaca um bom equilíbrio de notas maltadas e lupuladas no nariz: sugestão intensa de pêssego em calda, caramelo, damasco e mel. Há um leve toque herbal remetendo a grama e feno. Na boca, tributo total a escola bitter inglesa: uma entrada adocicada de malte de caramelo (com sensação de pêssego em calda) que recebe, na sequencia, uma pancada de amargor suave, que traz consigo notas cítricas (toranja), caramelo e mel. O final é equilibradamente de amargo cítrico e caramelado enquanto o retrogosto traz caramelo em primeiro plano e amargor cítrico (com leve adstringência) na sequencia. Muito boa.

Produzida pela primeira vez em 1997, a Shipyard India Pale Ale Single Hop Fuggles reforça o respeito da cervejaria pela escola britânica, não só por deixar de lado a mania de muitas cervejarias norte-americanas em derramar caminhões de lúpulos nacionais em suas de IPAs extremas como também escolher um lúpulo britânico clássico para sua versão do estilo, que também traz maltes 2 Row British Pale Ale, Crystal e trigo mais levedura inglesa. De coloração âmbar e creme branco de boa formação e baixa permanência, a Shipyard IPA Single Hop Fuggles destaca um aroma que destaca notas derivadas do blend de maltes (bastante caramelo e mel além de leve resina) assim como da lupulagem (forte acento floral com toques herbais e cítricos: novamente toranja, mas com um aceno de acerola). Na boca, rápida entrada frutada e, na sequencia, amargor acentuado, mas não exagerado, que acumula conforme a garrafa esvazia (como manda o figurino na terra da rainha). O final é maltado, levemente cítrico e resinoso enquanto o retrogosto acumula amargor. Muito boa também.

Já a novata Monkey Fist IPA, produzida pela primeira vez em 2012, é a Shipyard sendo norte-americana na maneira de fazer uma India Pale Ale extrema: a receita une trigo e quatro tipos de malte (Pale Ale, Caramalt, Munich e Crystal) com três de lúpulos (Warrior, Glacier e Cascade) e levedura inglesa. De coloração âmbar com leve turbidez e creme bege de boa formação e média permanência, a Shipyard Monkey Fist IPA traz um aroma lupuladíssimo, com frutado cítrico (toranja, tangerina e maçã vermelha) em primeiro plano e caramelo e resina na retaguarda com leve toque herbal (pinho). Na boca, a entrada rapidamente adocicada de malte de caramelo recebe na sequência uma rápida carga de notas cítricas e ambas são atropeladas sem dó por um amargor resinoso intenso, mas não prolongado (ainda que um rastro deste amargor seguirá com o bebedor da primeira dose até um bom tempo depois da garrafa terminada). Notas cítricas que remetem a toranja voltam a marcar o paladar, que termina caramelado, resinoso e amargor enquanto o retrogosto traz secura e resina. Surpreende.

A quarta da sequencia é a Shipyard Blue Fin Stout, que a cervejaria colocou no mercado em 1993, e cuja receita une um blend de cinco maltes (2 Row British Pale Ale, Crystal, Black, Chocolate e Roasted Barley) com quatro lúpulos (Warrior, Cascade, Tettnang e Goldings) e levedura inglesa. De coloração escura (preta e marrom) com creme bege de boa formação e baixa permanência, a Shipyard Blue Fin Stout exibe um aroma apaixonante que pega o bebedor pelo nariz com muito caramelo, bastante aveia e, ainda, chocolate, café e notas herbais (suave hortelã). A impressão caprichada adiantada pelo aroma é seguida a risca no delicioso paladar, de entrada adocicada puxando para caramelo, amargor pontual equilibrando o conjunto com bastante café num conjunto saboroso que ainda inclui sugestão de aveia, chocolate meio amargo e o interessante toque herbal que se aproxima de hortelã. O final traz chocolate com leite e aveia, e se encerra de forma seca. No retrogosto, reforço de aveia, toque herbal e chocolate. Uma delícia deliciosa.

Fechando o quinteto com a Shipyard Export Ale, uma blond ale produzida pela primeira vez em 1992, e desde então um dos carros chefes da cervejaria de Portland. Na receita, dois tipos de malte (2-Row British Pale Ale e Crystal) e dois de lúpulos (Willamette e Cascade) mais levedura inglesa. De coloração âmbar translucida com creme branco de baixa formação e permanência, a Shipyard Export Ale destaca um aroma que valoriza bastante o malte, com muito caramelo em primeiro plano, mel e sugestão de biscoito. Há ainda cereais, frutas cristalizadas e um suave toque cítrico que remete a maçã verde além de percepção herbal (pinho). Na boca, a doçura do malte abre o caminho e segue em frente com quase nenhum amargor pelo caminho, que ainda traz mel, frutas cristalizadas, notas cítricas (maçã verde e tangerina), leve herbal e refrescancia. O final é caramelado e levemente cítrico enquanto o retrogosto reforça a sugestão de caramelo, mel e frutas cristalizadas.

Balanço
Primeira das cervejas da turma de Portland, a Shipyard Chamberlain Pale Ale é uma English Pale Ale que honra a escola britânica, com amargor pontual, adocicado de malte presente e derivados do lúpulo cítrico muito bem inseridos. Difícil norte-americanos reproduzirem tão bem (e acrescentando algo) uma cerveja britânica como o pessoal da Shipyard conseguiu aqui… e também na India Pale Ale Single Hop Fuggles, uma IPA modelo antigo das ilhas, amarga, mas não extrema. O pessoal de Portland é tão fiel à receita tradicional que deixa de lado os lúpulos cítricos nacionais em prol do Fuggles, o lúpulo mais usado no Reino Unido. O resultado é outra grande cerveja, que o bebedor pode comparar com a Shipyard Monkey Fist IPA, uma American IPA bastante carregada no amargor, marca da nova escola norte-americana. Ou seja: se você quer saber as diferenças entre uma IPA inglesa e uma dos EUA pegue uma Shipyard IPA Single Hop Fuggles e uma Shipyard Monkey Fist IPA, que o mundo cervejeiro irá se abrir de forma mais clara para você. Pessoalmente prefiro a versão inglesa, mas a norte-americana é uma delícia. Falando em delícia, um dos destaques da turma de Portland é a apaixonante Shipyard Blue Fin Stout, que parece querer seguir a linha da Guiness tradicional, mas o resultado final me parece melhor, com chocolate, aveia, café, caramelo e até um toque herbal (que me remeteu a hortelã) marcando presença. Minha preferida do conjunto, que é finalizado com o sucesso da cervejaria, Shipyard Export Ale, uma Blond Ale caramelada, saborosa e sem quase nada de amargor.

Shipyard Chamberlain Pale Ale
– Produto: English Pale Ale
– Nacionalidade: EUA
– Graduação alcoólica: 4,8%
– Nota: 3,11/5
– Preço pago: R$ 14 – 355 ml

Shipyard India Pale Ale Single Hop Fuggles
– Produto: India Pale Ale
– Nacionalidade: EUA
– Graduação alcoólica: 5,8%
– Nota: 3,11/5
– Preço pago: R$ 14 – 355 ml

Shipyard Monkey Fist IPA
– Produto: American India Pale Ale
– Nacionalidade: EUA
– Graduação alcoólica: 6,9%
– Nota: 3,08/5
– Preço pago: R$ 16 – 355 ml

Shipyard Blue Fin Stout
– Produto: Stout
– Nacionalidade: EUA
– Graduação alcoólica: 4,7%
– Nota: 3,34/5
– Preço pago: R$ 14 – 355 ml

Shipyard Export Ale
– Produto: Golden Ale
– Nacionalidade: EUA
– Graduação alcoólica: 5,1%
– Nota: 2,92/5
– Preço pago: R$ 14 – 355 ml

Leia também
– Top 1001 Cervejas, por Marcelo Costa (aqui)
– Leia sobre outras cervejas (aqui)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.