A Bossa Nova é Foda: Dez Discos

bossanova.jpg

por Marcelo Costa

Em “Abraçaço”, disco de 2012 de Caetano, a música que abria o álbum homenageava João Gilberto enquanto o bardo judeu de Minnesota, Bob Dylan, era tratado como um porteiro da Odisseia, de Homero. Caetano, que já havia gravado canções de Dylan (e de João), rende-se a Bossa Nova, e por mais provocativo que seja esse embate de gênios, é inevitável não pensar – sob o peso do refrão (palavrão) – na força da bossa.

Por mais que João seja de Juazeiro, a bossa é das praias cariocas, porque houve um grande número de músicos de Bossa Nova no Rio de Janeiro. Um excelente norteador para o tema são os quatro livros do historiador Ruy Castro: “Chega de Saudade: A história e as histórias da Bossa Nova” (1990), “Ela é Carioca” (1999), “A Onda que se Ergueu no Mar: Novos Mergulhos na Bossa Nova” (2001) e “Rio Bossa Nova: um Roteiro Lírico-musical” (2006), que traça um roteiro histórico, geográfico, lírico musical do cenário.

Se Ruy Castro precisou de quatro livros – que somam juntos aproximadamente mil páginas – para lançar luz sobre a Bossa Nova, o ímpeto de listar apenas 10 discos definitivos do estilo beira, por um lado, a insanidade, enquanto o outro lado tenta se justificar: são 10 discos que podem ser apresentados como uma porta de entrada para o gênero e para os próprios artistas. A Bossa Nova é histórica, e listas como essa são um passatempo divertido, que diz muito sobre os vícios de Rob Fleming e de nós mesmos.

Dito isto, 10 discos:
– “Chega de saudade”, João Gilberto (1959)
– “Tamba Trio”, Tamba Trio (1962)
– “The composer of ‘Desafinado’ plays”, Antonio Carlos Jobim (1963)
– “Depois do Carnaval”, Carlos Lyra (1963)
– “O ritmo e o som da bossa nova”, Milton Banana Trio (1963)
– “A Bossa muito moderna de João Donato”, João Donato (1963)
– “A bossa nova de Roberto Menescal e seu Conjunto” (1963)
– “Nara”, Nara Leão (1964)
– “Vagamente”, Wanda Sá (1964)
– “O compositor e o Cantor”, Marcos Valle (1965)

 

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.