A música brasileira morreu, só que não!

O músico e compositor Romulo Fróes decidiu fazer uma provocação em seu Facebook durante a segunda-feira (11): com o título de “A música brasileira morreu, só que não!”, Romulo fez uma série de postagens em sua timeline com links do Youtube trazendo alguns discos, músicas e artistas importantes lançados no Brasil nos últimos anos, e que sinalizam que a música brasileira vai muito bem sim, obrigado.

Este discurso de Romulo vai ao encontro do texto do editor do Scream & Yell, Marcelo Costa, publicado no site português Bodyspace, dia 31/01 (e repercutido no Twitter), um balanço rápido que tenta não só lançar luz sobre uma cena musical importante como também entender o que anda acontecendo para que tantos grandes discos sejam lançados, e passem despercebidos pelo grande público (paralelamente, a lista de 50 grandes discos de 2013 para download gratuito compilada neste site já soma 26 mil page views e está rodando o mundo via Twitter – algo está acontecendo).

A pedido do Scream & Yell, Romulo Fróes permitiu que reproduzíssemos aqui alguns discos postados por ele em seu Facebook (selecionamos 10 discos na integra). Não é uma lista de melhores, avisa Romulo, mas sim exemplos de música brasileira de qualidade – ele ainda citou nomes como Lucas Santtana, Juliana Perdigão, Do Amor, Wado, Bruno Morais, Negro Leo, Iara Renno, Karina Buhr e muitos outros. Preste atenção nestes nomes. Vale a pena.


Cidadão Instigado – Uhuuu (2009)


Curumin – Japan Pop Show (2008)


Domenico – Cine Privê (2011)


Kassin – Sonhando Devagar (2011)


Metá Metá – MetaL MetaL (2011)


Moreno+2 – Máquina de Escrever Música (2000)


Nina Becker – Azul / Vermelho (2010)


O Terno – 66 (2012)


Rodrigo Campos – Bahia Fantástica (2012)


Tulipa Ruiz – Tudo Tanto (2012)

6 thoughts on “A música brasileira morreu, só que não!

  1. eu tenho a curiosidade de saber quem, dentre essa turma, vai conseguir sair do nicho. o porteiro do meu prédio pode não saber qual foi o maior sucesso dos Los Hermanos, mas com certeza já ouviu falar deles. quando a gente vai ter alguém com uma projeção semelhante outra vez?

    sem colocar a questão da qualidade em pauta, quais desses artistas vão, em algum momento, ser conhecidos ~por jornalistas~, por Joanas e, ao menos pelo nome, pelos meus pais, pelo porteiro do meu prédio etc?

  2. Talvez quando alguém fizer com algum desses dessa turma o que fez com o Los Hermanos: pagar um jabá violento para que eles toquem na rádio. O sucesso dos Hermanos é um misto de uma canção pop deliciosamente pegajosa e cantarolável (“Anna Julia”) com um investimento pesado da então gravadora deles, que quebrou o mercado (até hoje não nos recuperamos). Desta lista acima, Tulipa e Curumin tem canções que poderiam ser grandes sucessos. Mas um sucesso, no mundo atual, não se faz apenas com boas canções.

  3. Se você ler a própria entrevista do Rômulo Froés aqui do Scream & Yell de tempos atrás e ver essa lista você vai ver que é uma propaganda entre amigos, 80 % dessa lista aí gravou com ele ou é banda de apoio. Aí perde totalmente a credibilidade.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.