Boteco: de uma ilha grega, Septem Microbrewery

septem1.jpg

por Marcelo Costa

A Septem Thursday’s Premium Red Ale, também conhecida como Mary Rose Premium Red Ale, é uma Irish Ale de coloração âmbar (com feixes avermelhados) e espuma levemente bege de ótima formação e média permanência. No aroma, o malte levemente tostado da as cartas em notas adocicadas que remetem a caramelo e baunilha enquanto os lúpulos Cascade e Fuggles mais a levedura provocam o olfato com algo que remete a um toque arisco que sugere especiarias. No paladar, boa presença de malte distribuindo dulçor (caramelo) e de lúpulo marcando presença com um amargor moderado, mas interessante. O toque arisco presente do aroma bate ponto no paladar de forma frisante, remetendo a água com gás, derivado talvez da carbonatação tanto quanto da levedura. O final é seco e levemente amargo enquanto o retrogosto traz reforço de amargor e malte. Interessante.

septem2.jpg

Já a Septem Friday’s Pale Ale segue a pegada norte-americana de releitura de estilos europeus, no caso, o English Pale Ale, o que é perceptível a partir da escolha caprichada dos lúpulos Nelson Sauvin, da Nova Zelândia, e Saaz, da República Tcheca. De coloração âmbar caramelada e espuma de formação majestosa e média permanência, a Septem Friday’s Pale Ale traz um aroma ótimo, com malte presente em notas de caramelo e a dupla de lúpulos provocando com notas florais, leve herbal (grama) e um toque frutado e cítrico (lembrou pera e maçã verde). No paladar, os lúpulos se sobressaem ao malte no primeiro toque despejando amargor cítrico e surpreendendo. O malte amacia o conjunto na sequencia, mas não consegue domar os lúpulos e o final é levemente melado e bastante amargo sendo que o amargor permanece até o retrogosto, marcando território. Uma boa Pale Ale com jeitinho de India Pale Ale.

septem3.jpg

Fechando o trio, a Septem Sunday’s Honey Golden Ale, uma Blond Ale de pegada belga e característica inicialmente arisca, fruto da combinação da levedura com os lúpulos Styrian Golding, e Tettnanger. De coloração dourada e espuma branca de média formação e permanência, a Septem Sunday’s Honey Golden Ale traz no aroma uma combinação de notas adocicadas (com percepção de mel) e florais advindas do lúpulo mais trigo, feno e aveia (intenso) provenientes do malte. No paladar, levedura e lúpulo juntos criam um conjunto que, ao primeiro toque, sugere amargor e azedume suave, logo encobertos pelo adocicado do malte, presente, mas não intenso. O conjunto remete a trigo, aveia e vinho branco enquanto a sugestão de mel acompanha o trecho final, que será seco, melado e com toque de trigo, enquanto o retrogosto trará algo de amargor com presença dos 6.5% de álcool. Curiosa.

septem4.jpg

Balanço
Quando estive na Grécia, em 2010, achar cerveja local boa era difícil. Como em qualquer lugar, é muito comum encontrar as pilsens tradicionais do país (no caso, Alpha, Mythos tradicional e Red mais a Fischer) ao lado de algumas representantes mundiais (Heineken), mas até que a busca rendeu as boas Rethymnian (cerveja orgânica feita em Creta) e, principalmente, a Craft, que abastece um barzinho charmoso em Ôia, Santorini (vá lá, vá lá!). A Septem Microbrewery surgiu pelas mãos do enólogo Sofoklis Panagiotou em 2009 na ilha de Euboea, próxima a Atenas, e chega ao Brasil com três rótulos interessantes. A Septem Thursday’s Premium Red Ale é uma ótima oportunidade para que os fãs da Murphy’s Red Ale deem uma variada no cardápio. Arisca, maltada e com amargor do lúpulo na medida certa, a Thursday’s pode te surpreender. Surpresa, aliás, poderia ser o sobrenome da Septem Friday’s Pale Ale: o primeiro gole faz lembrar a Brooklyn (Vienna) Lager, e, na sequencia, frente ao domínio do lúpulo na receita, ela remete a inglesa Young’s Special London Ale. Entre os dois vértices está uma ótima cerveja, que parece mais IPA do que APA. Fechando o trio, a Septem Sunday’s Honey Golden Ale é o mais próximo que os gregos chegam da Szot, cervejaria chilena arisca e interessante. Gostei muito da sensação de aveia e feno, mas o final amargo e árido me incomodou um pouco, já que o aroma adianta uma cerveja arisca enquanto o sabor esconde, deixando a surpresa para o final. Ainda assim, uma releitura personal e interessante grega.

Septem Thursday’s Premium Red Ale
– Produto: Irish Red Ale
– Nacionalidade: Grécia
– Graduação alcoólica: 4,5%
– Nota: 3,12/5

Septem Friday’s Pale Ale
– Produto: American Pale Ale
– Nacionalidade: Grécia
– Graduação alcoólica: 4,7%
– Nota: 3,39/5

Septem Sunday’s Honey Golden Ale
– Produto: Blond Ale
– Nacionalidade: Grécia
– Graduação alcoólica: 6,5%
– Nota: 3,18/5

septem5.jpg

Leia também
– Top 1001 Cervejas, por Marcelo Costa (aqui)
– Leia sobre outras cervejas (aqui)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.