Boteco: De Mogi Mirim, Sauber Beer (Parte 2)

por Marcelo Costa

O segundo passeio pelo cardápio da cervejaria artesanal Sauber Beer (leia sobre o primeiro aqui), de Mogi Mirim, interior de São Paulo, começa com a menina que trouxe fama a casa: Sauber Pumpkin Ale. Na taça, o liquido castanho acobreado exibe uma boa formação de espuma, de média persistência. A percepção de abóbora domina o aroma assim que se abre a garrafa, mas as notas não são tão intensas, o que colabora no conjunto, permitindo a presença de notas adocicadas advindas do malte (caramelo, melaço) e condimentos (cravo e canela). No paladar, a abóbora surge com mais intensidade, sem enjoar, e traz também sensação de temperos (principalmente cravo). O final é quase cítrico e o retrogosto, com leve adstringência, frutado.

Como uma tradicional cerveja da escola Stout, a versão produzida pela Sauber dispersa aromas de café e chocolate assim que a tampa é retirada da garrafa. A cor é preta com leves feixes acobreados no fundo da taça. A espuma é generosa, mas de pouca persistência. Além de percepção de café e chocolate, devido ao malte torrado, há algo de baunilha e trufa. No paladar, o primeiro ataque é levemente amargo (cortesia do lúpulo) com certa adstringência. O adocicado não tão intenso surge na sequencia repetindo as notas de aroma. O final é marcado por uma dança entre amargor e dulçor (este último retorna no retrogosto).

Outra aposta diferenciada da cervejaria é a Sauber Tangerine, uma weizenbier que recebe casca de tangerina no processo de maturação. Na taça, um liquido dourado exibe um baixa formação de espuma, que some rapidamente. O aroma é bastante cítrico puxando para a casca da fruta que dá nome à cerveja e deixando notas condimentadas (semente de cravo) em segundo plano, e, lá no fundo, o malte (com sugestão de trigo e biscoito). No paladar, a acidez dá o primeiro bote (com leve adstringência) seguida pelo cítrico, que se desmancha em notas que remetem a tangerina. O final é ácido e o retrogosto, cítrico.

Seguindo a mesma linha da anterior, a Sauber Witbier é temperada com sementes de coentro e casca de laranja. Na taça, um liquido dourado apresenta uma baixa formação de espuma, de pouca permanência. O aroma puxa para o cítrico sem a intensidade da anterior, mas ainda assim as notas que remetem a laranja e limão são bastante perceptíveis, com os condimentos ficando em segundo plano. No paladar, o cítrico surge no comando com um leve adocicado (proveniente do malte) balanceando o conjunto. O final fica entre o cítrico e o adocicado, e as duas retornam no retrogosto desta cerveja altamente refrescante.

Fechando o segundo passeio pelos rótulos da cervejaria de Mogi Mirim, a Sauber Santo Capim, que além dos tradicionais malte, lúpulo, água e levedura, traz Capim Santo (também conhecido como capim-limão ou capim cidreira). Na taça, um liquido dourado exibiu uma formação de espuma média, com pouca persistência. No aroma, o intrigante Capim Santo se destaca trazendo notas herbais e cítricas (limão) e um leve adocicado além de percepção de trigo e pão. No paladar, o capim volta a fazer bonito valorizando as notas percebidas no aroma além de uma leve adstringência. O final é cítrico pendendo a limão e o retrogosto, herbal. Muito boa.

Por ser uma micro cervejaria artesanal, encontrar as cervejas da Sauber pode não ser tão fácil, mas alguns empórios especializados (como a excelente Cervejoteca, em São Paulo) costumam ter alguns rótulos da casa no acervo. Na dúvida, vale contatar o Renato através do site da cervejaria e verificar se algum lugar próximo de você vende as cervejas do Sauber. Ou então encomendar diretamente com o Renato ou no site Empório do Patrão, de Campinas. As cervejas saem entre R$ 10 e R$ 15 (garrafas de 335 e de 600 ml).

Sauber Pumpkin Ale
– Produto: Pumpkin Ale
– Nacionalidade: Mogim Mirim, Brasil
– Graduação alcoólica: 4,7%
– Nota: 2,57/5

Sauber Stout
– Produto: Stout
– Nacionalidade: Mogim Mirim, Brasil
– Graduação alcoólica: 4,9%
– Nota: 2,57/5

Sauber Tangerine
– Produto: Witbier
– Nacionalidade: Mogim Mirim, Brasil
– Graduação alcoólica: 4,7%
– Nota: 2,61/5

Sauber Witbier
– Produto: Witbier
– Nacionalidade: Mogim Mirim, Brasil
– Graduação alcoólica: 4,7%
– Nota: 2,89/5

Sauber Santo Capim
– Produto: Vegetable Beer
– Nacionalidade: Mogim Mirim, Brasil
– Graduação alcoólica: 5,1%
– Nota: 3,06/5

Leia também
– Top 1001 Cervejas, por Marcelo Costa (aqui)
– Leia sobre outras cervejas (aqui)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.