Boteco: Cinco cervejas da Rogue (Parte1)

r1.jpg

por Marcelo Costa

Inaugurada como pub às margens de um rio em Ashland, no Oregon, em outubro de 1988, a Rogue precisou sair de sua cidade natal para prosperar. O local escolhido foi um prédio na área portuária de Portland, alugado em 1989 sob um contrato de clausulas hilárias (vale conferir no site oficial), e que passou a se tornar sede da cervejaria. Com o tempo, o capricho dedicado a seus rótulos personais e um extenso cardápio de cervejas que, hoje em dia, conta com mais de 60 tipos (entre sazonais, especiais e regulares), a grande maioria com medalhas em concursos ao redor do mundo, a Rogue se tornou um grande estrela no cenário micro cervejeiro norte-americano. John C. Maier, o mestre cervejeiro da empresa, está na Rogue desde 1989 honrando o lema “variedade é o tempero da vida”. Das cervejas que veremos abaixo, as quatro primeiras custam entre R$ 13 e R$ 22 (garrafas de 330 ml) enquanto a Rogue Irish Style Lager pode chegar a R$ 40 (garrafa de 600 ml).

r2.jpg

Criada no pub original da Rogue em Ashland, Oregon (destruído por enchentes tempos depois), a Rogue American Amber Ale mantém em seu currículo mais de 40 medalhas em concursos mundo afora e reúne três tipos de malte (Great Western 2-Row Malts, C120 e C150) e apenas um estilo de lúpulo, Cascade. De cor âmbar e espuma amarelada densa e persistente, a Rogue American Amber Ale traz no aroma notas maltadas que se desprendem remetendo a mel, caramelo e pão. A presença do lúpulo Cascade remete a algo de terroso (e de terra molhada devido à chuva) e herbal. No paladar, o corpo é médio e a textura levemente adstringente. No primeiro toque, a doçura do malte chama a atenção, mas na sequencia surge o lúpulo equilibrando o conjunto de forma interessante. O retrogosto desta bela American Amber Ale é inicialmente terroso e amargo, mas vai se tornando levemente adocicado.

r3.jpg

De uma Amber Ale para uma Brown Ale: a Rogue Hazelnut Brown Nectar reúne sete tipos de malte (Great Western 2-Row, Brown, Carastan 13/17, Crystal 70/80, Crystal 135/165, Beeston Pale e Chocolate), dois de lúpulo (Perle e Sterling) e ainda recebe adição de avelã em sua fórmula. A cor é um marrom bem mais intenso do que a Rogue American Amber Ale, e espuma mais suave, mas tão persistente quanto. No aroma não espere outra coisa além da doçura do avelã. O fruto domina as sensações de olfato remetendo a amêndoas (mais precisamente amandita), bolacha champagne e, muito levemente a café e caramelo. No paladar, a doçura domina, mas não enjoa. O avelã surge suavemente e vai carregando tudo que vê pela frente deixando rastros pelo céu da boca e garganta, porém, o que fica ao final é uma deliciosa sensação de cappuccino. Uma das mais personais da linha tradicional da casa. Perfeita. E, detalhe: já acumula mais de 50 medalhas em torneios.

r4.jpg

Produzida para os Jogos Olímpicos de Inverno, em Salt Lake City, 2000, a Rogue Yellow Snow IPA e mais um belo exemplar norte-americano do estilo Indian Pale Ale. São três tipos de malte (Cara Foam, Melanoiden e Great Western 2-Row) e dois estilos de lúpulo (Amarillo e Perle) em alta dosagem elevando o IBU até 70. Levemente turva e de espuma tão intensa quanto duradoura, a Rogue Yellow Snow IPA traz no aroma um de seus principais destaques sensórias: a força dos lúpulos que despejam na atmosfera notas cítricas, frutadas e herbais desmembrando-se em maracujá, abacaxi, maçã verde, casca de laranja, manga, pinheiros e cereais. O paladar honra o estilo: o amargor chega metendo o pé na porta, sem pedir licença e muito menos abaixando a cabeça. Há alguma doçura, mas dificilmente você irá se concentrar nela, pois do começo até o retrogosto é só lúpulo e amargor. Ela soma 9 medalhas sendo três de ouro em um tricampeonato no World Beer Championships (2010/2011/2012).

r5.jpg

No inicio dos anos 90, a Rogue criou uma Helles Bock para celebrar o Dia de Finados (01 de novembro). Era apenas uma torneira em um pub de Portland, no Oregon, mas a recepção foi tão positiva que a cervejaria decidiu inclui-la no cardápio de cervejas da casa. Nascia mais um hit (com quase 30 medalhas em campeonatos): Rogue Dead Guy Ale. São três tipos de maltes (2-Row, Maier Munich e C15) e dois estilos de lúpulos (Perle e Sterling, substituto norte-americano para o clássico Saaz) que resultam em uma cerveja de cor âmbar e, praxe da casa, belíssimo creme. No aroma discreto, malte e lúpulo dividem as atenções com notas de caramelo, toffee, melaço, floral e herbal. No paladar, malte e lúpulo permanecem equilibrados permitindo tanto percepção de caramelo quanto de cítrico. Ainda assim, a doçura se sobressai discretamente ao amargor, que retorna no retrogosto também equilibrado – um bom adjetivo para todo o conjunto de uma cerveja que foi adotada pelos fãs do Grateful Dead.

r6.jpg

Para encerrar esse primeiro rápido passeio pelo cardápio da Rogue, uma Irish Style Lager (antes conhecida como Rogue Kells Irish Style Lager), cerveja de receita europeia que deu trabalho ao mestre cervejeiro John Maier: apenas na quarta tentativa ele conseguiu o resultado que buscava. A receita junta cinco tipos de maltes e dois de lúpulo com levedura tcheca (ao contrário de todas as anteriores, que usam levedura norte-americana). O resultado é uma cerveja de cor amarelo palha com leve turbidez a frio. A espuma novamente é um destaque, bela, cremosa e persistente. O aroma com notas de malte e de lúpulo é bastante discreto e remete a cereais, trigo e pão (há tanto floral quanto herbal, mas é preciso busca-los no copo). O paladar levíssimo e refrescante reforça a impressão discreta do aroma: o amargo dos lúpulos Sterling e Perle são responsáveis pelo primeiro ataque, mas o conjunto de malte coloca as coisas em pé de igualdade em uma cerveja de alto drinkability.

Rogue American Amber Ale
– Produto: American Amber Ale
– Nacionalidade: EUA
– Graduação alcoólica: 5,1%
– Nota: 3,60/5

Rogue Hazelnut Brown Nectar
– Produto: American Brown Ale
– Nacionalidade: EUA
– Graduação alcoólica: 6,2%
– Nota: 3,91/5

Rogue Yellow Snow IPA
– Produto: India Pale Ale
– Nacionalidade: EUA
– Graduação alcoólica: 6,2%
– Nota: 3,30/5

Rogue Dead Guy Ale
– Produto: Helles Bock
– Nacionalidade: EUA
– Graduação alcoólica: 6,6%
– Nota: 3,34/5

Rogue Irish Style Lager
– Produto: Premium American Lager
– Nacionalidade: EUA
– Graduação alcoólica: 5,2%
– Nota: 2,75/5

Leia também
– Top 1001 Cervejas, por Marcelo Costa (aqui)
– Leia sobre outras cervejas (aqui)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.