Boteco: Desbravando a BrewDog (Parte 1)

brewdog1.jpg

por Marcelo Costa

Fundada em 2007 em Ellon, uma cidade de 10 mil habitantes na Escócia, a BrewDog não caminhou a passos largos nestes seis anos de existência, mas sim correu como se estivesse em uma prova de 100 metros das Olimpíadas. Atualmente são mais de 20 rótulos no cardápio da empresa, que tem o prazer de ultrapassar limites: as cervejas mais fortes que você irá encontrar no mercado são da Brewdog, rótulos como a Tokyo (18.2%), a Ghost Deer (28%), Tactical Nuclear Penguin (32%), a Sink The Bismarck! (41%) e a The End of History (55% ABV), 12 garrafas embalados dentro de esquilos empalhados. O preço? Conversamos disso no final de post, mas saiba que algumas destas cervejas extremamente alcoólicas são vendidas em doses nos bares da BrewDog. Ah, eles abrem um bar em São Paulo em junho…

nani.jpg

É quase uma ironia começar a escalada pelo catálogo da cervejaria mais alcoólica do mundo com uma cerveja sem álcool, mas é isso mesmo: com 0,5%, a Nanny State é a menina certinha da cervejaria escocesa. Mas a Brew Dog não iria facilitar. São cinco tipos de lúpulo na fórmula (Centennial, Amarillo, Columbus, Cascade e Simcoe) sendo que dois deles (Centennial e Amarillo) reforçam o dry-hopped. De cor âmbar e espuma razoável e persistente, a Nanny State mostra seu charme no excelente aroma com percepção de cítrico (maracujá), pinheiro e amadeirado. O paladar é amargo – do primeiro toque ao retrogosto – como um daqueles chás para ressaca que a sua vó fazia. Uma aposta muito interessante dos escoceses.

dead.jpg

Seguindo a mesma linha lupulada, a California Pale Ale Dead Pony Club é outra exibição de gala de lúpulos – aqui Simcoe, Citra e HBC. A cor é um âmbar de tonalidade levemente turva com espuma branca de média duração. No aroma, pancadas de lúpulo desvelando-se em algo que remete a grama cortada. Há também a percepção do cítrico (que remete a casca de limão) e um leve caramelado proveniente do leve tostado do malte. No paladar muito bem balanceado, amargor e dulçor passeiam de mãos dadas. Merece destaque a combinação de maltes (Primavera, Cara e Crystal) que preenche o paladar de modo aconchegante. O amargor persiste no final e volta sorrindo numa cerveja refrescante e de alto drinkabilite.

trash.jpg

A próxima é uma pequena confusão: Brewdog Trashy Blonde. Inicialmente era uma Pale Ale com três tipos de malte e uma dose caprichada de lúpulo Amarillo. Porém, a versão que se encontra nas prateleiras hoje é uma fruit beer a base de framboesa. Algumas pessoas acusam erro de envase, mas o próprio (novo) rótulo informa que é uma cerveja de frutas. Aposta pessoal: os escoceses decidiram fazer uma versão Raspberry Revolver (título de quando ela ainda era protótipo) com base na Trashy Blonde. Deu nisso: a cor é um avermelhando translucido. A espuma é intensa, mas se dissipa rapidamente. O aroma é frutadíssimo com sensação nítida de framboesa, cereja e demais frutas vermelhas. O primeiro ataque no paladar é adocicado com um azedinho contrabalanceando o conjunto. Boa fruit beer.

alpha.jpg

E a coisa começa a ficar cada vez mais interessante nessa cervejaria de malucos. Esta Alpha Dog é uma bitter ale com jeitinho de IPA feita exclusivamente para o mercado escocês, mas que devido ao sucesso começou a rodar o mundo. A cor é um âmbar e a tonalidade levemente turva. A formação de espuma é de pequena para média com curta duração. No nariz, o destaque é o lúpulo cítrico e herbal ao lado de uma caprichada camada de malte. Alguma coisa de caramelo e também de frutas vermelhas pode ser percebida. O paladar é ótimo. A doçura do malte se sobrepõe ao lúpulo, que combate a pancada de caramelo logo na sequencia finalizando o conjunto de modo amargo e envolvente. Uma excelente cerveja.

saint.jpg

Já a BrewDog 5 A.M. Saint, carinhosamente chamada de uber-hoppy red ale, começa a exibir os extremos dos escoceses. São cinco tipos de malte (Cristal, Munique, Caramelo, Maris Otter e Cristal Dark), dois tipos de lúpulo de amargor (Nelson Sauvin, Amarillo) e mais cinco (!) em dry hopping (Simcoe, Cascade, Centennial. Ahtanum e Nelson Sauvin). O resultado é uma cerveja levemente acobreada e de brilhante. A espuma tem boa formação e é persistente. No aroma, um caminhão de lúpulos herbais e cítricos que poderia deixar a casa inteira cheirosa – com uma muito leve presença de caramelo. No paladar, o amargo surge em primeiro plano desfilando notas de condimentos (cravo, canela e pimenta) e logo deixa transparecer uma percepção de caramelo. O final é marcante e levemente amargo numa belíssima cerveja.

punk.jpg

Fechando este primeiro lote, a Punk IPA, uma “post modern classic pale ale”, segundo o rótulo. Com apenas um estilo de malte (Marris Otter Extra) e quatro de lúpulo (Chinook, Simcoe, Ahtanum e Nelson Sauvin), a Punk IPA despeja no copo uma cor entre o alaranjado denso e o âmbar suave com uma leve turbidez. A espuma é boa e de leve persistência. No aroma, a sensação de que os escoceses devem ter enormes plantações de lúpulo à disposição: muito cítrico, um pouco de frutado, leve herbal e leve tostado. A sensação é de maracujá com presença discreta de abacaxi e mel. No paladar, o adocicado do frutado surge em primeiro plano para, alguns segundos depois, ser derrotado por um forte e delicioso amargor. Uma bela cerveja de corpo leve e textura suave que deixa um leve rastro de amargor pelo caminho.

E os preços? Não fique assustado. Nenhuma das seis cervejas deste post se equivale ao preço de uma BrewDog Sink The Bismark, que custa em alguns sites mais de R$ 800 cada garrafa de 330 ml. Com exceção da Nanny State, que pode ser encontrada entre R$ 12 e R$ 15, todos os demais rótulos deste post (Dead Pony Club, Trashy Blonde, Alpha Dog, 5 A.M. Saint e Punk IPA) vão trafegar numa faixa que pode ir entre R$ 16 e R$ 29 (garrafas de 330 ml). Neste caso, a pesquisa pode valer muito a pena. Compararando preços de três ou quatro empórios diferentes (físicos e onlines) você devera encontrar ótimas oportunidades. E em se tratando de BrewDog vale a pena.

BrewDog Nanny State
– Produto: Sem Álcool
– Nacionalidade: Escócia
– Graduação alcoólica: 0,5%
– Nota: 2,75/5

BrewDog Dead Pony Club
– Produto: American Pale Ale
– Nacionalidade: Escócia
– Graduação alcoólica: 3,8%
– Nota: 3,15/5

BrewDog Trashy Blonde
– Produto: Fruit Beer
– Nacionalidade: Escócia
– Graduação alcoólica: 4,1%
– Nota: 2,97/5

BrewDog Alpha Dog
– Produto: American Amber Ale
– Nacionalidade: Escócia
– Graduação alcoólica: 4,5%
– Nota: 3,64/5

BrewDog 5 a.m. Saint
– Produto: American Amber Ale
– Nacionalidade: Escócia
– Graduação alcoólica: 5%
– Nota: 3,80/5

BrewDog Punk IPA
– Produto: India Pale Ale
– Nacionalidade: Escócia
– Graduação alcoólica: 5,6%
– Nota: 3,71/5

Leia também
– Top 1001 Cervejas, por Marcelo Costa (aqui)
– Leia sobre outras cervejas (aqui)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *