Melhores de 2011: Carlos Messias

Carlos Messias (@carmessias)
Revista da Gol

MELHOR DISCO NACIONAL
Kassin – Sonhando Devagar
Lenine – Chão
Mariana Aydar – Cavaleiro Selvagem Aqui Te Sigo
Cavalera Conspiracy – Blunt Force Trauma
China – Moto Contínuo

MELHOR DISCO INTERNACIONAL
Feist – Metals
The Black Keys – El Camino
Gregg Allman – Low Country Blues
Kurt Vile – Smoke Ring For My Halo
Foo Fighters – Wasting Light

MELHOR MÚSICA NACIONAL
“Sinhá” – Chico Buarque (c/ João Bosco)
“Eu Envergo Mas Não Quebro” – Lenine
“Porto” – Mariana Aydar
“Baião de Maracatu” – Marcos Valle
“Sorver-te” – Kassin

MELHOR MÚSICA INTERNACIONAL
“Cicadas and Gulls” – Feist
“Dead and Gone” – The Black Keys
“Arlandria” – Foo Fighters
“Brick by Brick” – Arctic Monkeys
“Rolling in The Deep” – Adele

MELHOR SHOW NACIONAL
Arthur Verocai, no Sesc
Nina Becker, no Tom Jazz
Arnaldo Baptista, no Sesc
Criolo, no Studio SP
Marcelo Camelo, no Sesc

MELHOR SHOW INTERNACIONAL
Pearl Jam, no Morumbi
Eric Clapton, no Morumbi
George Clinton, no Black na Cena
John Spencer Blues Explosion, no Bourbon Street
Black Rebel Motorcycle Club, no SWU

MELHOR FILME NACIONAL
“Girimunho”, Helvécio Marins e Clarissa Campolina
“As Canções”, de Eduardo Coutinho
“O Palhaço”, de Selton Mello
“”Filhos de João, Admirável Mundo Novo Baiano”, de Henrique Dantas
“VIPs”, de Toniko Melo

MELHOR FILME INTERNACIONAL
“A Árvore da Vida”, de Terrence Malick
“Em um Mundo Melhor”, de Susanne Bier
“O Garoto da Bicicleta”, de Jean-Pierre e Luc Dardenne
“Além da Estrada”, de Charly Braun
“Red State”, de Kevin Smith

MELHOR LIVRO
“O Passageiro do Fim do Dia”, de Rubens Figueiredo
“O Anão e a Ninfeta”, de Dalton Trevisan
“Nêmesis”, de Philip Roth
“Sangue Errante”, de James Ellroy
“O Museu da Inocência”, de Ohmar Pamuk

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.