Preguiça e boa comida

Enfim estamos chegando ao trecho final de nossa viagem. Como era de se esperar, comecei a sentir dores fortes nos joelhos baleados ainda no último dia de Ouro Preto, então as caminhadas em Tiradentes foram entremeadas com pausas em buteco para uma cerveja e momentos de contemplação do ambiente. E o cansaço bateu, então ontem,Continue lendo

“Um cara bom de serviço”

Foto: Marcelo Costa (http://www.flickr.com/photos/maccosta/) Um casal de franceses (falando muito bem o português) conversa com um guia mineiro dentro da Igreja de São Francisco de Assis, a obra mais famosa de Ouro Preto, simbolo máximo do barroco mineiro. “Esse Aleijadinho era muito bom”, comentam os franceses. “Ele era um cara bom de serviço, né mesmo”,Continue lendo

Uma cidade fantasma

 Praticamente seis horas de viagem de ônibus de Belo Horizonte para Diamantina. Ali por Sete Lagoas (o ônibus da Passaro Verde vai parando aqui e ali no caminho) entrou uma senhora e um tal de Felipe. Ela monologou com ele praticamente duas horas para o ônibus inteiro ouvir. Poderia irritar se não fosse engraçado. “Cheguemo”,Continue lendo